back
Baixar App Lera
icon 0
icon Loja
rightIcon
icon História
rightIcon
icon Sair
rightIcon
icon Baixar App
rightIcon
Novo Começo
4.9
Comentário(s)
3.5M
Leituras
197
Capítulo

Eden McBride passou toda a vida sem ultrapassar os limites. Mas quando seu noivo a deixou um mês antes do casamento, ela terminou com as regras. Na verdade, sexo casual é exatamente o que Éden deseja e precisa para seu coração partido. E Liam Anderson, o herdeiro da maior empresa de logística da Rock Union, é o cara perfeito para isso. Como nunca sai com a mesma garota por mais de três meses, ele é apelidado de Príncipe de Três Meses pelos tablóides. Liam teve uma noite com Eden e não esperava que ela fosse uma mulher de nada especial. Porém, quando ele acorda e a encontra desaparecida com a camisa favorita dele, ele fica muito irritado, e ao mesmo tempo estranhamente intrigado. Nenhuma outra mulher tem deixado voluntariamente a cama dele ou ainda roubado a camisa dele, excepto Eden. Ele quer encontrá-la e acertar as conta. Mas numa cidade com mais de cinco milhões de habitantes, encontrar uma pessoa é tão impossível quanto ganhar na loteria, até que o destino os reúna novamente dois anos depois. Eden já não é mais a garota ingênua que era quando pulou na cama de Liam, ela agora tem um segredo para proteger a todo custo. Enquanto Liam está determinado a recuperar tudo o que Eden roubou dele, não apenas sua camisa.

Capítulo 1
Crush

"Alguém pode me falar por que eu deixei nosso sofá confortável e perfeito para congelar minha bunda aqui fora?" Eden McBride encarou suas três amigas que aguardavam pacientemente na fila com ela.

Já haviam se passado quatro horas, mas a longa fila serpenteando ao redor do quarteirão mal havia se movido.

De todos os redutos em Rock Castle, eles tiveram que escolher o Crush, uma das boates mais desafiadoras para se entrar, especialmente em um fim de semana em que o DJ mais badalados da cidade marca presença.

"Para te ajudar a superar o cara que não deve ser nomeado!" Sienna, sua melhor amiga desde o primário, disse em voz baixa. As miçangas de plástico transparente penduradas nas pontas de suas tranças ombre bateram, produzindo um pequeno ruído, quando ela virou a cabeça para combinar com seu brilho mortal.

Em seus dias 'ruins', Sienna era fofa. Mas em um dia bom, como nesta noite, ela estava muito gostosa. Os caras circulando, desesperados para entrar como estavam, obviamente pensavam dessa forma também. Eles mal conseguiam deixar de olhar para ela.

"Sim, Eden, nós te demos tempo o bastante pra ficar deprimida", Lydia se meteu rapidamente na conversa enquanto tirava uma selfie rápida e postava em seu Instagram. Em questão de segundos, seu telefone começou a apitar sem parar com notificações de milhões de fãs apaixonados Lydia é uma YouTuber muito famosa cujos vídeos de maquiagem a colocaram num status de deusa na internet.

"Quanto mais cedo você voltar à ativa, melhor", Cassandra acrescentou, balançando seu enorme cabelo loiro por cima de sua jaqueta de couro. Em todos os cinco ou seis anos que Eden a conhecia, nunca havia a visto de vestido. Nem uma vez sequer. Para uma autoproclamada moleca, Cassandra era estilosa sem fazer esforço, com seu físico magro e alto e suas feições delicadas, ela ficava bem em qualquer look.

Da galera delas, Eden era a mais simples, e ela estava bem com isso. Sua pele era tão pálida que ela nunca poderia se bronzear, não importa por quanto tempo ela ficasse no sol. Ela tentou pintar seu cabelo longo castanho escuro algumas vezes, mas o retoque envelheceu bem rápido. Sua característica mais marcante eram seus oblíquos olhos castanhos. Era uma pena, pois ela teve que escondê-los atrás dos óculos fundo de garrafa, pois era tão cega quanto um morcego sem eles.

"Ele seguiu em frente. Você deveria fazer o mesmo." Lydia interrompeu brutalmente. Ser sutil não era seu forte.

Eden suspirou e revirou seus olhos. Suas amigas queriam o bem dela. Mas, estava tudo bem para ela em passar seus dias e noites na frente da TV petiscando carboidratos e péssimos reality shows. Ela estava bem em não pentear o cabelo e não trocar de roupas por dias a fio. Ela estava feliz em chorar até cair no sono e acordar com o rosto e os olhos inchados. Mas ela não queria ser apressada em seu luto.

Como apenas seis semanas poderiam ser suficientes para superar uma vida inteira de memórias, quatro anos de momentos felizes e sonhos esperançosos, destroçados em um instante?

"Se esta fila idiota não se mover daqui a dois minutos, eu vou embora", disse ela e puxou o cinto da jaqueta para apertar mais, feliz por ter tido a precaução de usá-la, mesmo quando suas amigas queriam que ela a deixasse de lado porque estava 'arruinando sua estética'.

Um Lamborghini freou na frente da entrada, seguido por uma Ferrari e um Porsche. Um grupo de homens, tão altos quanto os prédios empresariais e bonitos o suficiente para terem saído direto de uma revista de moda, saltou dos carros, jogando as chaves para o manobrista e foram a caminho da porta.

Talvez fosse a fila enorme que parecia andar para lugar nenhum ou o estresse das últimas semanas, mas quando Eden viu os seis homens enormes tentando furar a fila, ela perdeu o resto da paciência que tinha. Sem pensar, ela saiu de seu lugar e invadiu a entrada, e suas amigas foram atrás.

Ela cutucou o ombro do cara ruivo muito alto que estava tentando falar suavemente para entrar na boate. Ele se virou para ela, suas sobrancelhas grossas se juntaram e formaram uma careta questionadora.

Eden parou por um momento, com seus pulmões lutando para acompanhar seus pensamentos e respirar fundo. Com cabelos tão brilhantes como chamas, ela esperava que seus olhos fossem verdes. Não este azul jeans. Ela podia sentir-se lutando contra sua atração.

"Eden, não faça um escândalo", Sienna cerrou os dentes e puxou seu braço.

Mas, Eden não viu motivo para ser educada. Não quando ela estava quase congelando e mal conseguia sentir sua bunda.

Ela se esticou o máximo que pôde enquanto tentava se igualar ao tamanho imponente do homem. Mas mesmo em seus sapatos de salto Jimmy Choo, ainda tinha que olhar para cima para falar com ele.

"Posso ajudar?" Ele perguntou em um tom de voz destinado a deixar a calcinha molhada de qualquer mulher em um raio de um quilômetro.

Como se ele já não fosse sedutor o suficiente, ele também tinha uma covinha em seu queixo. O fato de que não era tão superior e só parecia se mostrar quando ele falava ou sorria, que era tudo o que ele fazia nos últimos cinquenta segundos, tornava tudo ainda mais devastador.

"Eu não preciso que me ajude", Eden disse friamente, com um pouco de ódio. Ele não tinha o direito de ser tão atraente.

"Tudo bem então!" Ele deu de ombros, mostrando seus dentes perfeitos enquanto dava um sorriso. Eles eram tão brancos que ela pensou que poderiam ser lentes. Eles tinham que ser. Não havia como alguém ter dentes tão perfeitos, a menos que tivesse um excelente dentista.

"Se você parar de ficar de boca aberta para mim..."

Eden levantou a mão, irritada consigo mesma por perceber todas essas coisas sobre ele e odiá-lo ainda mais por sua presunçosa arrogância.

"Você vê todas essas pessoas?" Ela olhou para ele e apontou para a linha sem fim. "Eles estão aguardando há mais de uma hora. Você não pode simplesmente chegar aqui e furar a fila."

"Você vai me impedir, princesa?" Suas sobrancelhas cor de ferrugem se levantaram, seus olhos brilharam de diversão e seus amigos modelos de cuecas Calvin Klein deram risadinhas. Eden queria muito tirar o sorriso de seu rosto com seus pequenos punhos insignificantes. Mas ela era uma pessoa educada. Ela não teve que usar as mãos para provar o que queria dizer. As suas palavras foram poderosas.

"Se você tiver alguma decência, fará a coisa certa e esperará na fila como todos os outros." Ela disse, piscando furiosamente por trás dos seus óculos de armação preta.

Um silêncio pairou sobre a pequena multidão reunida em volta deles. As amigas de Eden continuaram puxando e puxando ela. Mas ela superou tudo, incluindo esta noite, e ela se recusou a ser intimidada por Red quando ele se inclinou para olhá-la dentro dos olhos de forma afetuosa.

"Acho que não sou uma pessoa decente agora, sou?" Ele soprou um hálito de menta gelado no rosto de Eden e encolheu os ombros, voltando a falar com o segurança.

Ele mostrou algumas notas para o forte homem, reuniu sua equipe e acenou para o grupo dela. "Elas estão conosco!"

Antes mesmo que Eden pudesse processar o que ele havia dito, ela e suas amigas já estavam dentro do clube, passando por um enxame de corpos suados dançando ao som da música.

Seus olhos demoraram alguns segundos para se acostumarem à luz fraca. Mais à frente, ela viu o homem com quem ela acabou de discutir em direção a uma cabine VIP.

Ela deveria agradecê-lo por tê-las feito entrar? De jeito nenhum, a cabeça ela balançou. Agora que ela já estava dentro da boate, estava feliz que seus dedos dos pés e a sua bunda não estivessem mais quase congelados, mas ela não tinha nenhum problema em esperar sua vez como todo o resto.

"Oh, Santa Eden, temos uma dívida eterna com você. As bebidas serão por nossa conta esta noite!" Cassandra se curvou e levantou as mãos, como se estivesse em oração.

Lydia deu uma risadinha e esguichou. "Sim, enfrentou uma pelo grupo! Quer dizer, eu nunca teria coragem de abordar Liam."

"É esse o nome dele?" Eden perguntou, sem prestar muita atenção na conversa de suas amigas. 'Red' combinava mais com ele, na sua opinião.

Ela esticou o pescoço, procurando algum lugar vazio para se sentar no recinto. Mas além de algumas banquetas vazias no bar, não havia nenhum lugar para se sentar, e ela queria fazer isso desesperadamente. Por mais fofos que fossem seus sapatos, principalmente quando estavam combinando com seu vestido preto, os seus pés estavam realmente a matando.

"Liam é como a realeza por aqui. Você já deve ter ouvido falar dele", Sienna disse. "Ele é piloto de automobilismo, dá as festas mais loucas e tem uma regra dos três meses. Ele nunca fica com ninguém por mais de três meses."

"Que cara charmoso!" Eden concordou distraidamente, mas nunca havia ouvido falar dele. Não surpreende, já que ela nunca foi de prestar atenção na cena social de Rock Union.

Seus olhos brilharam quando ela percebeu que haviam alguns bancos vazios no bar. Não era um lugar de primeira, principalmente porque todos os idiotas já bêbados pareciam gravitar por ali, mas ela precisava muito se sentar a descansar seus pés.

"Venham comigo", ela pegou a mão de Sienna e elas foram abrindo caminho no meio da multidão, com Cassandra e Lydia as acompanhando.

"A primeira rodada é por minha conta!" Lydia gritou por cima da música enquanto tentava chamar a atenção do barman.

Elas começaram a noite com uma rodada de shoots e algumas fofocas, e em seguida, coquetéis e mais histórias escandalosas. Lydia estava transando com um dos iluminadores de sua equipe de filmagem e não teve problemas em descrever todas as partes latejantes e inchadas dele para qualquer um que quisesse ouvir.

Na metade de seu primeiro coquetel, o humor de Eden melhorou um pouco, e ela começou a pensar que talvez vir aqui não fosse uma má ideia.

O DJ mudou para uma música mais agitada. Lydia e Cassandra gritaram sobre aquela ser sua música favorita. Ainda gritando, elas correram para a pista de dança. Eden as observou pulando e dançando com a música, com um sorriso bêbado no rosto.

"OH MEU DEUS!" Sienna disse, com o olhar horrorizado. "Não acredito que isso está acontecendo!"

O coração de Eden se despedaçou de novo quando seus olhos se cruzaram com os de Simon do outro lado da sala. Olive, sua antiga amiga, vestida com um vestido metálico grudado no corpo, estava pendurada em seu braço como uma bolsa masculina.

"Eu não sabia que eles viriam", disse Sienna.

Eden concordou. "Está tudo bem."

Mas ela não estava nada bem.

Seu coração ainda sangrava e estava machucado por causa do término de seu noivado. Não era contra o término que ela estava lutando, no entanto. Foi a forma covarde que Simon escolheu para acabar com o noivado de um ano por meio de uma mensagem. Ele não apenas a deixou com o coração em pedaços, mas também com a função de cancelar o casamento e lutar por reembolsos.

Ela agora os observava caminhando pela sala, despreocupados e apaixonados como se nunca a tivessem deixado magoada e machucada.

Nas duas semanas após o término, ela estava desacreditada e muito ocupada tentando explicar aos pais e a todas as pessoas mais próximas por que a sua intuição por Simon estava tão errada. A pior parte era ligar para todos os cem convidados e avisá-los que não havia problema em usar seus convites do casamento como papel higiênico, porque não haveria casamento.

Ela passou as quatro semanas seguintes, revezando entre não acreditar, ficar incrivelmente triste e ficar com raiva. Ela passou por todos os estágios de luto nessas semanas.

Agora, enquanto via as duas pessoas em quem ela mais confiava, rirem e se divertirem, Eden percebeu que ainda estava em algum lugar entre a raiva e a aceitação.

"Não seria melhor ir para outro lugar?" Sienna perguntou.

Eden negou com a cabeça. Ela não fez nada de errado, exceto confiar seus sentimentos aos dois. Se alguém deveria ir embora dali, era Simon e seu coração traidor.

"Vamos, vamos mostrá-lo que você não precisa dele!" Sienna a consolou enquanto elas viravam os shots alinhados no tampo liso de mármore. "Você já sofreu muito por ele!"

Sienna estava completamente certa. Seis semanas era tempo demais para se sentar e chorar por um homem que não tinha a intenção de voltar, Eden pensou, enquanto virava shots kamikaze, um após o outro, em rápida sucessão.

Seu coração, infernalmente entorpecido naquele momento, estava grato. Mas, seu fígado pediu por favor que ela parasse quando a vodka bateu forte.

Sienna tentou a alertar para se controlar, mas Eden estava longe de ser razoável. Ela queria ficar bem louca.

"Eu vou dançar", ela soluçou seu caminho do bar para a pista de dança, determinada a escolher um estranho qualquer para dançar. Ela não era muito exigente. Qualquer um serviria.

Baixar livro