back
Baixar App Lera
icon 0
icon Loja
rightIcon
icon História
rightIcon
icon Sair
rightIcon
icon Baixar O APP
rightIcon
O CEO dos meus sonhos

O CEO dos meus sonhos

MZBentes

5.0
Comentário(s)
91.3K
Leituras
62
Capítulo

Carlos Henrique Galvão um empresário reconhecido nacionalmente, filho único, de pais controladores. Criou sua empresa com muita luta junto ao seu melhor amigo Murillo, Carlos é uma homem de coração quebrado, que se matem inacessível ao amor, desde que fora enganado e traído por seu primeiro amor. Carlos não desacredita no amor, mas simplesmente acha que é impossível alguém o amar, e se tornou um homem solitário e frio, até conhecer uma linda estagiária. Daí ele passará a ver as coisas de outra perspectiva, porém sombras do passado voltam a lhe rondar e causam uma enorme reviravolta em seu presente.. Lívia Araújo estudante de Arquitetura, consegue o estágio dos sonhos na maior empresa da área no Brasil, Lívia é uma moça de 23 anos, tem poucos amigos é solteira e romântica apesar de não demonstrar, teve apenas um namorado ainda na adolescência, Lívia é inocente e virgem, e mesmo não parecendo é romântica e sonha com um amor que a cure de suas feridas do passado que ainda a perseguem, até conhecer um CEO que vai virar sua vida de cabeça para baixo! E aí, como será o desfecho dessa história? Será que Carlos dará chance para o sentimento que se aproxima? O que será que o destino reserva para esses dois? Como será que ambos vão lidar com as diferenças?

Capítulo 1
Prólogo

Lívia Araújo:

Sabe aquela sensação de que sua vida vai dar uma volta de 360°?

Pois é, estou com essa sensação desde que fui selecionada para um estágio que é o dos meus sonhos, sou estudante de arquitetura e hoje é meu primeiro dia na maior construtora do mercado imobiliário Brasileiro, a CG Empreendimentos.

Quase nem dormi, são 7 horas da manhã e eu já estou praticamente pronta, tomando meu café só esperando o horário para sair. Eu moro sozinha, em um apartamento numa área de classe média de São Paulo, ganhei esse apartamento de presente dos meus pais quando iniciei a faculdade e logo em seguida eles resolveram se mudar para os EUA.

Meus pais não são ricos, mas possuem uma vida tranquila. Meu pai é médico, vindo de uma família de classe média alta do Rio de Janeiro, e minha mãe advogada e eles se mudaram para São Paulo logo que casaram. Sou filha única, sempre fui muito amada e mimada por eles, mas sempre foram rígidos comigo quando necessário, sempre fui muito estudiosa e responsável. Por isso meus pais sempre tiveram confiança em mim!

Tenho 23 anos e tive apenas um namorado e sim, acreditem ainda sou virgem! Minhas melhores amigas, Ana Clara e Sophia são duas maluquinhas, que eu amo, mas me aprontam cada uma...

Carlos Henrique Galvão:

Sou arquiteto, lutei muito para ser o que sou hoje, nunca tive boa relação com meus pais, abri mão de tudo que disseram que seria meu, nunca aceitei ser controlado por ninguém, com muito trabalho e esforço consegui criar minha empresa o “Grupo CG Empreendimentos” contei com a ajuda do meu melhor amigo Murillo que além de meu advogado é meu sócio, que contribuiu muito para o desenvolvimento e todo o sucesso que temos hoje em dia no mercado. Sou solteiro, tenho 27 anos e não me imagino com uma família, mulher e filhos não estão nos meus planos, tive uma namorada alguns anos atrás, e ela era a interesseira, me traia com um colega da faculdade e eu acabei descobrindo tudo. Desde então, eu não quis manter nenhuma mulher na minha vida, a todas só se aproximam por interesse e por status, não procuro um relacionamento mas por vezes sinto falta de ter alguém pra compartilhar as coisas boas da vida comigo.

De que adianta ter tudo e não ter com quem compartilhar?! Mas não consigo me abrir, não consigo deixar ninguém entrar, eu sou quebrado e talvez esteja fadado a ser solitário nessa vida. Mas também não sou santo tenho meus galhos e sigo minha vida sempre tendo uma companhia diferente quando quero!

Capítulo 2

Lívia:

Logo chega o meu horário de ir para o estágio e pego minha bolsa e saio para chamar um taxi e quando o meu taxi para um cara entra na minha frente.

- Ei moço, esse taxi é meu! Que mal educado. – digo indignada por ele roubar o meu taxi.

- Olha, o meu problema é mais urgente, eu preciso desse taxi e já estou nele. – diz o abusado já sentado dentro do taxi com seu telefone em mãos, sem nem ao menos me olhar.

Nossa as vezes esqueço-me que existem pessoas tão arrogantes assim.

- Você não me conhece como pode se colocar como prioridade dessa forma? – pergunto o olhando e cara feia.

- olha meu carro quebrou, e hoje eu tenho um dia muito cheio, reunião atrás de reunião, inclusive já estou atrasado. Então, se quiser dividir o taxi entra de uma vez ou eu vou embora e você vai acabar ficando aí. – disse o bendito ladrão de táxis e eu acabei me dando por vencida ao olhar no relógio e constatar que estou me atrasando justo no meu primeiro dia. Entro no carro, e digo o meu destino e espero ele dizer o dele enquanto olho pela janela do carro.

- Vou para o mesmo lugar. – Ao ouv

i-lo dizer isso, o olho com cara de poucos amigos pensando se seria possível um empresa daquele porte contratar pessoas desse tipo. Ladrão de táxis!

Seguimos o caminho todo em silêncio, mas não deixo de notar seus olhos em mim, ao chegar pulo para fora o mais rápido que posso e ao virar para pagar a corrida ouço ele dizer...

- Aqui está seu dinheiro, fique com o troco! – e ao fazê-lo, ele olha para mim com um meio sorriso audacioso e enquanto o táxi vai saindo.

Logo que entro na empresa vejo uma mulher toda atrapalhada mas muito bem vestida diria até muito bonita correndo em direção a porta, quando chega próximo ela diz ofegante:

- Senhor Carlos, Bom dia! Ainda bem que chegou, Já estão todos a sua espera. – ouço a mulher falando porém, já estou caminhando mais a frente a procura da sala em que será feita a primeira reunião com os coordenadores e estagiários.

Entro na sala e me sento, a sala é bem ampla e não posso deixar de notar o quão luxuosa ela é, a mesa é de um design muito diferente, diria até inovador e eu amei. Logo observo, que a porta atrás de mim se abre e todos se levantam, e eu o vejo entrar cumprimentando a todos com um leve aperto de mão, ele se dirige a uma cadeira que fica bem no centro da mesa, cadeira que acredito que seja reservado ao... AI MEU DEUS SERA ELE O CEO?! NÃO POSSO ACREDITAR!

Então ele começa a falar, se apresentando e dando as boas vindas aos novos estagiários e fala do um pouco sobre a sua trajetória e das metas que são estabelecidas anualmente para a empresa.

Eu fico o observando atentamente, e nossa, que homem lindo, fiquei sem palavras seus olhos são de um verde esmeralda, e aqueles lábios rosados e carnudos... Meu Deus, mais o que é que estou pensando?! Afasto o pensamento...

Carlos Henrique:

Apesar de não gostar das segundas-feiras, é de ter tido um imprevisto com o meu carro estou de bom humor, saio a procura de um taxi e quando consigo um uma louca veio criar encrenca comigo dizendo que eu havia roubado seu táxi, era só o que me faltava e mesmo já ficando estressado proponho pra louca de dividirmos o taxi pois eu já estava me atrasando para meus compromissos e ela mesmo relutante resolve aceitar.

Ao escutar o endereço do seu destino me sinto intrigado, estamos indicando ambos para a minha empresa. Ao chegar, pago a corrida deixando uma boa gorjeta para o motorista, olho para a moça que estava pegando sua carteira dou um meio sorriso e vejo-a sair andando em minha frente sigo logo a trás..

- Senhor Carlos, está na hora, já estão todos lhe esperando na sala de reuniões.. – ouço minha secretária dizendo rápido e sigo para a sala de reuniões.

Os chefes de setor e os novos estagiários que logo serão distribuídos para cada setor de sua competência e não posso deixar de observar que a garota esta sentada mais ao fundo da sala me olhando . Sento em minha cadeira e afasto os pensamentos que tenho sobre a tal garota e sigo a reunião e assim fazendo o direcionamento e as devidas apresentações.

Ao final da reunião, me apresso para cumprimentar a todos, logo chegando próximo a garota loira, de olhos azuis como o mar que me deixam intrigado. Pego em sua mão, desejo-lhe as boas vindas e não deixo de notar que ficou corada com o meu toque , sinto minha pele esquentar e logo o meu amigo lá de baixo se anima. Mas que porra é essa?!

Logo desfaço o aperto de mãos e saio pela porta apressado, preciso relaxar estou a dias sem sexo, só pode ser isso. Vou ligar para safira, marcar de sair e fazer aquele sexo gostoso que ela sabe fazer, preciso relaxar e ela seria uma boa companhia.

Baixar livro