back
Baixar App Lera
icon 0
icon Loja
rightIcon
icon História
rightIcon
icon Sair
rightIcon
icon Baixar O APP
rightIcon
Não Consigo Te Esquecer

Não Consigo Te Esquecer

Sancho Pintus

5.0
Comentário(s)
2M
Leituras
247
Capítulo

Apesar de ser uma órfã comum, Cheryl conseguiu se casar com o homem mais poderoso da cidade. Ele era perfeito em todos os sentidos, exceto por uma coisa - ele não a amava. Três anos após o casamento, ela finalmente engravidou, ao mesmo tempo em que seu marido lhe deu os papéis do divórcio. Ela achava que ele havia se apaixonado por outra mulher, enquanto ele acreditava que ela havia se apaixonado por outro homem. No entanto, quando ela pensou que o relacionamento deles estava chegando ao fim e decidiu desistir, ele de repente confessou seu amor por ela. Parecia que ele não queria que ela fosse embora. O que Cheryl deveria fazer nessa bagunça de amor e ódio, enquanto ainda estava grávida?

Capítulo 1
Gravidez e divórcio

"Senhora, você está grávida. Meus parabéns!"

Cheryl Naylor saiu do hospital em estado de choque e as palavras ditas pelo médico não paravam de ecoar em sua cabeça.

Quando ela olhou mais uma vez para o resultado do teste de gravidez que estava em suas mãos, sua expressão mudou rapidamente e um sorriso brotou em seus lábios.

Cheryl e Jarred Fuller estavam casados há três anos.

Eles não haviam se casado por amor, mas sim para realizar o último pedido da avó de Jarred.

Na realidade, Jarred estava sendo um marido maravilhoso, cumprindo com todas as obrigações de um homem casado. Ele cuidou bem dela e lhe proporcionou uma boa vida. Em todos os aniversários de Cheryl, ele pedia à sua assistente que enviasse um presente a ela.

Ele sempre a tratou com muito respeito e ela se sentia protegida ao lado dele.

Perante a sociedade, eles pareciam um casal doce e amoroso.

Mas na realidade, eles estavam muito longe deste conto de fadas.

Cheryl tinha pena pelo fato de Jarred nunca ter disse um único "eu te amo" para ela nestes três anos que estavam juntos.

Entretanto, ela quis desesperadamente se casar com Jarred, e o simples fato de tê-lo ao seu lado como companhia era o suficiente para ela. Agora que ela teria um filho dele, Cheryl esperava que a felicidade deles só aumentasse.

Cheryl guardou o resultado do teste de gravidez no envelope e ligou ansiosamente para Jarred.

"Cheryl."

A voz marcante e agradável do homem chamando o nome dela podia ser ouvida do outro lado da linha. A voz dele tinha um tom tranquilizador.

Cheryl não conseguiu esconder o entusiasmo em sua voz. "Jarred, eu tenho que te contar uma novidade!"

"Eu também tenho que lhe dizer uma coisa. Então, vamos nos falar mais tarde esta noite."

"Está bem..."

Mas antes que Cheryl pudesse terminar sua frase, a ligação foi encerrada repentinamente.

Ela ficou sem saber o que pensar por um instante, mas a alegria de saber que estava grávida tomou conta do seu coração novamente.

O sol se despedia timidamente no céu, enquanto a noite chegava exuberante.

Luzes brilhantes iluminavam a River Villa.

Cheryl preparou minuciosamente um banquete com os pratos preferidos de Jarred para que ele pudesse saborear enquanto ela contava a notícia.

Jarred não demorou muito, logo podia ser ouvido do lado de fora, um carro parando na entrada da garagem.

Enquanto a expectativa dela estava alta para que ele entrasse, seu pulso começou a disparar.

Sua ansiedade em recebê-lo fez com que ela se levantasse do sofá.

Nesse momento, a porta se abriu e um homem alto entrou.

Jarred era o tipo de homem que gostava de se vestir bem. Ele estava vestido com um terno cinza feito sob medida, uma camisa branca e uma gravata elegante.

Ele tinha belas feições e um nariz proeminente que se destacava. S

eus óculos de aro dourado davam-lhe um ar de indiferença e arrogância.

"Você chegou. Vamos conversar enquanto jantamos, não é mesmo?", Cheryl sugeriu, sorrindo.

Ao terminar de falar, ela estendeu a mão para Jarred. No entanto, ele levantou a mão apenas para verificar que horas eram. O fato de ter sido ignorada a deixou com vergonha, então ela recolheu sua mão rapidamente.

"Já é tarde. Você ainda não jantou?" A testa de Jarred franziu ligeiramente.

"Você disse que esta noite...", Cheryl estava prestes a dizer algo, mas decidiu interromper a frase pela metade. Ela então perguntou: "Você já comeu?"

Jarred olhou em volta da sala de jantar e viu todos aqueles pratos meticulosamente preparados.

"Ainda não."

Dito isso, ele caminhou em direção à mesa.

Cheryl suspirou satisfeita em saber que ele estava com apetite e sorriu ao se juntar a ele.

Eles finalmente sentaram-se para comer.

Cheryl havia trabalhado exaustivamente na cozinha e estava faminta.

Depois de dar algumas garfadas na sua comida, ela notou que Jarred estava a olhando de maneira profunda e pensativa.

Assim que eles cruzaram os olhares, Jarred quebrou o silêncio.

"Eu quero o divórcio, Cheryl."

Cheryl entrou em choque, derrubando seu garfo na mesa.

Parecia que ela havia saído do seu corpo e aquele era apenas um invólucro vazio em um estado de negação.

Jarred ficou em silêncio, esperando pacientemente que ela absorvesse a notícia.

Até o menor dos sons poderia ser ouvido dentro daquela sala de jantar que estava imerso em um silêncio ensurdecedor.

O silêncio desconfortável só foi quebrado pelo som de uma mensagem de texto que Cheryl recebeu no seu celular.

Ela olhou para a tela do telefone e viu uma mensagem de Sheila Goodwin, sua melhor amiga de longa data.

"Encontrei Jarred e Ines juntos hoje na exposição de arte! Fique de olhos bem abertos. Não deixe que a vadia da Ines roube o seu marido."

Cheryl leu as mensagens sem entender. Ela piscou com força para conter as lágrimas que estavam prestes a escorrer pelo seu rosto.

Depois de refletir por um tempo, ela deu um sorriso amargo.

Isso explicava a sua intuição lhe dizendo que algo estava errado com Jarred. Depois de ligar os fatos, não era surpresa que ele não havia voltado para casa ontem à noite.

Cheryl agora conseguia entender por que Jarred estava agindo de forma estranha.

'O quê devo fazer, Sheila? Ines já conseguiu o que queria, tirando Jarred de mim.' Cheryl pensou consigo mesma. Seus olhos estavam bem fechados para evitar que as lágrimas começassem a fluir.

Ela sentiu seu coração sendo dilacerado, mas mesmo assim, conseguiu dar um leve sorriso antes de questioná-lo. "Você quer se divorciar de mim por causa de Ines?"

Jarred não disse nada enquanto a olhava com sua expressão de indiferença.

Baixar livro