back
Baixar App Lera
icon 0
icon Loja
rightIcon
icon História
rightIcon
icon Sair
rightIcon
icon Baixar O APP
rightIcon
Bitches: Contos Eróticos.

Bitches: Contos Eróticos.

Jihyo_Gostosa

4.7
Comentário(s)
27.7K
Leituras
65
Capítulo

Contos bem eróticos com sexo bem explícitos para vocês relaxarem e fantasiarem. Vai ter todo tipo de sexo, sexo entre família, sexo entre amigos, sexo de gays e etc. Aproveitem com moderação e tenham uma boa fantasia, cuidado para não terem problemas com as mãos. OBS: Quem não gosta desse tipo de contos, por favor, não leiam!!

Capítulo 1
Amigo do meu pai.

Meu nome é Douglas e esse é o meu conto.

Meus pais estão viajando e eu estou ficando na casa do amigo do meu pai até eles voltarem, só que o problema é que eu sou gay e o amigo do meu pai é um homem muito gostoso, puta merda. Ele é alto, um pouco gordinho, tem barba que fica sexy nele, a cor dos seus olhos são castanho claro, o mesmo não é muito velho, ele tem trinta e nove anos. É um pecado de gente.

Já tive tantos sonhos eróticos com ele, do mesmo me fodendo tão fortemente e bem gostoso, é algo que eu quero tanto que se realize. ― Pena que nunca vai acontecer.

****

18:00 ― Casa do Enzo. ― São Paulo.

Entro na casa do meu tio ao chegar da faculdade muito cansado, vejo o Enzo sentado no sofá sem camisa bebendo cerveja enquanto assiste o jogo.

― Bem vindo. ― Falou me olhando assim que entrei na casa.

― Obrigado. ― Soltei um suspiro.

― Muito cansado? ― Perguntou.

― Sim, a aula hoje foi muito puxado, a única coisa que eu quero é dormir.

Ele me encarou.

― Que tal uma massagem? ― Franzo a testa. ― Porque não vai tomar banho e fique deitado de bruços na cama que irei fazer uma massagem em você.

Isso fez a minha pele se arrepiar ao pensar nas mãos deles nas minhas costas.

― T-Tudo bem.

Fui rapidamente para o meu quarto com ansiedade batendo no meu corpo, entrei e joguei a minha mochila na cama e fui correndo para o banheiro tomar um banho bem tomado, quero ficar bem cheiroso.

****

Soltei um suspiro e me deitei na cama ficando de bruços, meu coração acelerou rapidamente quando ele entrou no quarto.

― Que menino obediente, gosto disso. ― Falou fechando a porta atrás dele.

Não falei nada por não conseguir dizer nenhuma palavra, ele veio até mim e subiu na cama.

― Dá pra notar que você estar muito tenso Douglas, relaxe um pouco. ― Falou passando as mãos nas minhas costas sem creme ainda. ― Acho que não precisa disso. ― Falou puxando a minha toalha deixando a minha bunda exposta.

Soltei um suspiro com isso.

― Agora só relaxe.

Ele desceu da cama e escutei algo abrindo e depois voltou para cama e senti algo gelado nas minhas costas, soltei um suspiro quando ele fez pressão em meus ombros.

― Porque essa tensão toda, Douglas?

― T-Trabalho da faculdade, tenho muito pra entregar ainda, também as provas estão se aproximando.

― Você precisa relaxar um pouco.

Suas mãos descem para minhas nádegas e apertam arrancando gemidos de mim.

Porra, não acredito que gemi com isso.

Sinto meu rosto ficar vermelho com isso.

Ele despejou um liquido bem no meio do meu cu e isso fez eu tomar um susto.

― Relaxe, é óleo, você precisa relaxar em todos os lugares.

Mordi os lábios quando ele passou a mão no meio das minhas nádegas e fez pressão no meu cu, senti o meu pau começar a ficar duro embaixo de mim. Enterrei o meu rosto no travesseiro quando ele inseriu um dedo dentro de mim.

― E-Enzo.. O que você está fazendo? ― Meu pau doía por estar tão dur

o.

― Estou lhe ajudando a relaxar Douglas.

Ele começou a mover seu dedo em um vai e vem arrancando gemidos de mim.

Porra, não acredito que ele estar fazendo isso comigo, eu sempre quis seu pau dentro de mim, agora isso estar acontecendo.

Ele tirou o seu dedo de dentro de mim e voltou a passar as mãos em minhas nádegas e suspirei, ele se afastou de mim e fico um pouco sem fazer nada, fiquei sem entender e logo arregalei os olhos ao sentir a cabeça do seu pau no meu cu.

― Eu sempre quis te foder Douglas, não me culpe por você ser tão gostoso assim.

Sinto ele me penetrando e logo gemi com isso.

― Porra!! ― Apertei o lençol com força embaixo de mim.

Ele nem me deixou se acostumar com o seu tamanho dentro de mim e começou a me foder com força.

― Ohhh Enzo!!

Ele segurou meus braços na cama e começou a ir fundo dentro de mim, gemia de dor e de prazer ao mesmo tempo.

― Ohh porra, que gostoso Douglas!!

Ele mordeu o meu pescoço e deu uma rebola fazendo eu choramingar com isso.

― Sempre te vi andando sem camisa e de bermuda na casa, aquilo me deixava tão duro que tive que bater várias punhetas.

Ele me virou de lado e colocou minhas pernas em seu ombro e começou a me foder com tanta força que eu gemia tão alto, pouco me fodia se os vizinhos poderiam ouvir os meus gemidos de prazer.

― Ohhh E-Enzo!! q-que gostoso!!

Ele segurou meu pau e começou a me masturbar tão rapidamente, como sua mão estar com óleo, ficou tão bom.

― Ahh que gostoso! Seu cu estar me apertando tão bom Douglas.. Ohhh!!

Ele abaixou a minha perna me deixando de frente e se inclinou me beijando, o mesmo começou a diminuir a velocidade nas estocadas e gemi manhoso com isso entre o beijo.

― Não quero gozar tão rápido nesse cu, puta merda!!

Ele lambeu meu pescoço e se afastou segurando minha cintura e aumentou fortemente as estocadas.

― Ohhhh Enzo!!!

― Meu pau entrando e saindo dentro de você é tão lindo!

Ele voltou a me masturbar e gemia loucamente pelo o enorme prazer que estou sentindo.

― E-E-Enzo!! E-Eu vou gozar!

Apertei o lençol com tanta força ao sentir meu gozo se aproximando.

― Porra, eu também estou perto.. Caralho que gostoso!!

Ele me fodia tão loucamente que gritei de prazer ao gozar na sua mão e sujar um pouco a minha barriga.

― Desgraça!!

Ele deu algumas estocadas tão fortes e logo parou gozando dentro do meu cu.

― Merda, isso é tão gostoso!

Ele saiu de dentro de mim e olhou para o meu cu.

― A minha porra saindo dentro desse cu gostoso é tão lindo. ― Falou sorrindo para mim.

Minha respiração estar muito ofegante.

― Podemos repeti isso, Douglas?

Sorri maliciosamente.

― Pode vim o quanto quiser para o meu quarto me comer tão gostoso assim, Enzo.

Ele desceu da cama e se vestiu.

― Irei vim muitas vezes, durma bem Douglas. ― Piscou para mim e saiu do quarto me deixando com porra escorrendo pelo meu cu.

Caralho, isso foi muito gostoso.

Baixar livro