back
Baixar App Lera
icon 0
icon Loja
rightIcon
icon História
rightIcon
icon Sair
rightIcon
icon Baixar App
rightIcon
Mistério do amor

Mistério do amor

Paula Lopes

4.9
Comentário(s)
3.2M
Leituras
957
Capítulo

Essie acorda na sua cama de manhã e fica chocada ao encontrar um homem bonito desconhecido dormindo ao lado dela. Na mesa, ela também descobre as certidões de casamento com os nomes dela e deste homem. Ela tenta descobrir o que aconteceu, que foi apenas um erro. Ontem, ela foi rejeitada por alguém que amava e foi dito que ficará noivo da sua inimiga. Em grande desespero, ela foi a um bar e conheceu esse cara. Eles beberam muito e jogaram jogos. Com a influência do álcool, eles se casaram. No entanto, agora é difícil se divorciar, porque ela quer usar o casamento dramático, mas genuíno, para mantê-la orgulhosa diante sua inimiga. Seria possível que eles se apaixonassem no futuro?

Capítulo 1
Nós Casamos

Era uma manhã de fim de primavera e a luz do sol suave e difusa deu lugar aos primeiros raios do dia. As flores coloriram a paisagem para o verão que se aproximava, ondulando na vaga brisa como um sorriso nascido do cosmos: felicidade multicolorida.

"Atchim", Essie Yi espirrou, ainda enrolada em um cobertor grosso na cama. De repente, ela se virou para o outro lado e atingiu algo quente no rosto, assustando-a.

'Estou perto da parede ou o quê?', ela meditou para si mesma.

Então ela abriu as pálpebras lentamente e imediatamente se sentou paralisada, olhando em volta, totalmente confusa.

Esfregou os olhos para acordar e logo reconheceu as cortinas floridas penduradas, bem como a pequena mesa de cabeceira oval ao lado de sua cama.

Ela estava em seu próprio quarto!

Depois de perceber isso, Essie colocou a mão no peito e deu um longo suspiro de alívio. Tudo parecia ter sido apenas um sonho.

Ela fechou os olhos e estava prestes a adormecer novamente quando uma grande mão se estendeu por trás dela e tocou suas costas. Esse toque a assustou por dentro, e quando ela virou a cabeça lentamente, viu o rosto belo de um estranho dormindo placidamente ao lado dela.

"Meu Deus!", ela gritou em pânico.

'O que está acontecendo? Como esse cara entrou no meu apartamento?'

Naturalmente, o homem deitado ao lado dela deu um pulo com aquele grito, desorientado a princípio, mas depois surpreso também. Em um instante, sua expressão congelou e uma aura misteriosa tomou conta do quarto.

Essie saltou para o canto da cama e rapidamente se enrolou no cobertor, embora fosse evidente que ele já a tinha visto completamente nua.

O homem não parecia feliz.

Ela desesperadamente deu um tapa na testa em busca de uma explicação, mas seu esforço foi em vão.

Naquele momento, o estranho olhava para ela com certa zombaria, depois pegou suas roupas do chão e se vestiu perto da janela, de costas para ela. "Você deveria se vestir!", ele exclamou em um tom frio e desdenhoso.

Com o coração prestes a saltar do peito, ela tirou as roupas do chão e as vestiu enquanto procurava por algo para se defender. O homem tinha cerca de 1, 89 metros de altura e seu corpo era forte, então Essie percebeu rapidamente que não

tinha chance contra ele em uma luta.

Ela olhou para a mesa de cabeceira, querendo usar o despertador como arma, mas para seu azar, não conseguiu encontrá-lo em lugar nenhum. Em vez disso, ela encontrou dois livrinhos vermelhos com três palavras grandes: "Certidão de Casamento".

Surpresa, ela pegou um deles e examinou dois nomes que apareciam na certidão: Essie Yi e Zac Rong, acompanhados de uma foto colorida do casal. O noivo da foto era aquele homem parado na frente dela, e a noiva não era outras pessoas mas ela mesma.

A imagem sugeria que formavam um lindo casal, sorridente e feliz.

Ela continuou a examinar o documento e descobriu que a data de registro havia sido no dia anterior.

Naquele momento, ela queria que a terra a engolisse.

'De onde esse homem veio? Como nós nos casamos?

Será um ator de um programa de televisão fazendo piadas?'

Com esse último pensamento reverberando em sua cabeça, Essie acusou o homem, convencida de que tudo fazia parte de um programa de televisão e que ele era um ator contratado para zombar dela na frente de milhares de telespectadores.

"Para qual programa de televisão você trabalha? Vou denunciar à polícia. Você acha tudo isso muito engraçado? Vocês estão invadindo minha privacidade e estão filmando sem meu consentimento. Isso é ilegal!" Essie jogou as certidões de casamento para o homem e começou a procurar câmeras escondidas em todos os cantos do quarto.

Ao mesmo tempo, o homem ficou ali imóvel, ouvindo e vendo muito confuso tudo o que ela dizia e fazia. Em seguida, ele pegou as certidões do chão e examinou-a rapidamente. De repente, todos os seus sentimentos foram expressos com uma carranca em seu rosto. "Droga!", ele gritou, tentando se lembrar de tudo o que havia acontecido no dia anterior, embora as imagens em sua cabeça estivessem fragmentadas e confusas. Sua última lembrança foi de estar no bar.

A essa altura, Essie havia procurado o quarto inteiro, mas ainda não conseguia encontrar uma câmera. Em um ataque de histeria, ela pulou nele, o agarrou pelo pescoço e disse: "Diga-me onde estão as câmeras ou chamarei a polícia!"

O homem olhou para ela insidiosamente e, depois de um tempo, com uma expressão de choque, disse: "É você!"

Baixar livro