back
Baixar App Lera
icon 0
icon Loja
rightIcon
icon História
rightIcon
icon Sair
rightIcon
icon Baixar App
rightIcon
ARIEL - Livro 1 - FAMÍLIA LEWIS

ARIEL - Livro 1 - FAMÍLIA LEWIS

Nah Vicenza

4.9
Comentário(s)
2.8K
Leituras
5
Capítulo

Decepções mudam as pessoas, decepções amorosas destroem vidas e endurecem corações. Ariel Lewis aprendeu isso da maneira mais dolorida, abandona no altar pelo seu amor de infância ela nunca mais se abriu para uma relacionamento sério e sincero com medo de ser magoado e ainda fugiu da sua cidade natal com medo das humilhações que sofreria, deixando a sua família para trás e aceitando o seu destino no mundo. Hoje ela é a advogada dos políticos, estrelas e socialites, uma mulher fria e séria, focada no seu trabalho e na vida luxuosa que leva em Washington, cercada de pessoas poderosas e conflitos internos, mas, quando um escândalo faz com que ela tenha que se abrigar na sua pequena cidade natal para que as coisas não piorem para o seu lado a mulher terá que se reconectar com as suas raízes e aprender a conviver com o seu passado se quiser passar por aquela turbulência que estava destruindo a sua vida e quem sabe conseguir perdoar e superar suas decepções para finalmente conseguir ser feliz.

Capítulo 1
UM

Ariel Lewis:

_ Qual é o meu próximo cliente, Melissa? – Perguntei fechando os meus olhos e respirando fundo, os últimos dias tinham sido infernais, aquele maldito vídeo estava me dando mais trabalho para ser tirado da mídia do que todos os processos ganho da minha carreira. _ E se for algum jornalista querendo falar sobre aquele maldito vídeo eu irei surtar e acabar cometendo um crime federal.

_ Na verdade você não tem mais nenhum cliente por hoje senhorita Lewis. – Respondeu ela encarando o tablet, minha assistente pessoal era meio atrapalhada, mas, tinha sido a única que aguentou por mais de duas semanas o meu humor. _ O senador Michel está na sala de espera e diz querer falar com a senhora, eu tentei avisar que sua agenda estava lotada, porém, ele não me dou ouvidos, é um homem insistente.

_ E a minha vida está um inferno por conta daquele vídeo que ele deixou vazar. – Disse encarando-a. _ Peça para que ele entre Melissa, Erick não irá me deixar em paz se não tivermos essa conversa e quanto aos jornalistas que não param de ligar querendo uma entrevista, mande a todos para o inferno e se eles insistirem avise que eu irei processar a todos por assédio.

_ Irei fazer isso imediatamente chefe. – Garantiu ela sorrindo. _ Irá precisar de mim para mais alguma coisa?

_ Não Melissa, pode ir depois que terminar de mandar os jornalistas para o inferno. – Respondi encarando-a. _ Pode ir, não preciso de expectadores para a minha conversa com Erick, isso será tão o mais sujo que o vídeo.

Ela saiu rapidamente e eu me levantei arrumando o meu vestido e me aproximando do bar servindo um whisky e virando de apenas uma vez quando vi Erick entrar na minha sala, ele estava impecável, como se aquele vídeo não estive acabando com a nossa credibilidade, ele como o senador renomado, autentico e republicano, que apostava na moral e bons costumes para manter a sua imagem intocável aos olhos de todos e aquele vídeo poderia acabar com os anos de credibilidade no setor jurídico que eu tinha, eu já tinha livrado artistas e políticos de situações como aquelas, mas, eu nunca passei por algo parecido que poderia manchar a minha carreira que demorou para ser estabilizada.

_ Você tem coragem de aparecer na minha frente depois dos acontecimentos dos últimos dias. – Disse quando ele sorriu mostrando os seus lindos dentes brancos e sentou-se no sofá, como se aquela conversa fosse uma brincadeira de criança, aquele canalha egocêntrico conseguia ser gostoso até quando eu estava com raiva dele. _ Pensei que você tivesse cuidado dessa situação Erick Michel, mas, você apenas conseguiu nos expor para a mídia em um vídeo intimo que está me dando dor de cabeça e colocando a minha credibilidade a prêmio. Tenho vontade de esfolá-lo.

_ Você está estressada demais minha deusa. – Falou ele mansamente apenas me irritando. _ Isso será esquecido em alguns dias quando alguém fizer alguma merda e eu tenho certeza que você está cuidando para que os envolvidos nesse caso recebam as punições necessárias e para falar a verdade esse vídeo apenas alavancou o meu nome no partido para a próxima indicação para a presidência. Imagine-se como primeira da dos Estados Unidos da América, Ariel Lewis, acho que esse posto foi feito especialmente para mulheres como você.

_ Você está tentando me enrolar Erick, mas, lembre-se que eu não sou um dos seus eleitores que acredita em tudo que você fala. – Disse ouvindo a sua risada baixa. _ E se eu não estou enganada, você teria se ser casado para concorrer à presidência, esse cargo precisa de estabilidade e um homem solteiro não faz esse papel e eu não me imagino como a primeira dama dos EUA, principalmente por isso envolver um casamento, isso não é pra mim Erick, acho que eu já tinha deixado você ciente disse quando começamos a nos encontrar.

_ Eu irei vencer essa muralha que você ergueu em volta do seu coração e quando você menos esperar estaremos no altar e você me dirá sim. – Avisou ele levantando-se e aproximando-se de mim. _ Eu gosto do que temos Ariel, acho que seremos um casal perfeito, pois, mulheres como você necessitam de um homem a sua altura ao seu lado e eu sou paciente. Mas, eu não vim aqui para discutir, mas, para lhe fazer um convite, tenho um jantar beneficente chato para ir está noite e gostaria que fosse a minha acompanhante, nós já estamos na mídia, então não será nenhum escândalo sermos fotografados juntos.

_ Irei pensar sobre o seu convite e lhe telefonarei mais tarde se o aceitar avisando o horário que você pode passar para me buscar. – Disse indiferente, Erick poderia ser gostoso, ótimo de cama, nós tínhamos química e ele era o genro que minha mãe pediu a Deus, mas, eu odiava quando ele me pressionava com essa história de casamento, mesmo que nós tenhamos combinado que nossos encontros eram apenas para diversão, éramos amigos e tínhamos o direito de ir para a cama e ninguém poderia expor aquilo, mas, ele parecia não estar entendo aquilo nos últimos meses. _ Agora, se me der licença, eu tenho alguns processos para serem revisados e clientes que não gostam de serem deixados de lado para que eu tenho uma DR com você Erick.

_ Esperarei a sua ligação, querida Ariel. – Avisou ele levando a minha mão até os lábios e a beijando demoradamente. _ Agora eu deixarei com que você volte a trabalhar, mas, comece a se imaginar como a próxima primeira dama do país, tenho certeza que com o tempo você irá se acostumar com a ideia e gostar de ocupar um dos cargos mais importantes do setor político do mundo.

Ele saiu finalmente deixando-me sozinha, virei outro drink antes de pegar a minha bolsa, todos no escritório me encaravam de um modo diferente, mas, ninguém comentava sobre o ocorrido, primeiro porque eu era uma das socias do local e porque eu ainda era uma das advogadas mais prestigiadas dos EUA e ninguém iria querer comprar briga comigo principalmente por conta de um vídeo.

Eu precisava de um novo vestido para esse evento, é claro que aquele arrogante sabia que eu tinha um convite do evento beneficente a minha mesa e que poderia muito bem resolver ir sozinha, mas, isso geraria ainda mais especulações e os jornalistas voltariam a pegar no meu pé e isso era tudo que eu não precisava. Meu lindo jaguar estava estacionado na vaga de sempre, joguei a minha bolsa no banco do carona e encarei o segurança.

_ Como estão as entradas Mark? – Perguntei encarando-o e vendo que ele suspirar. _ Os jornalistas ainda estão se matando na porta querendo as manchetes de todos os jornais e revistas de fofocas?

_ Recomendaria a saída lateral senhorita Lewis. – Avisou ele encarando-me. _ E sim os jornalistas ainda estão cercando as saídas principais, ainda não conseguiram encontrar a lateral, então é mais seguro.

_ Obrigado Mark. – Agradeci sorrindo. _ E se não for pedir muito, você deveria mandar todos aqueles jornalistas embora, avisando que eu não irei dar entrevistas para ninguém e que eles estão atrapalhando o funcionamento do escritório e que eles podem ser processados por isso.

Ele sorriu e eu dei partida no carro saindo pela saída que ele me indicou que estava vazia, mas, isso não continuaria assim por muito tempo, pois, assim que os jornalistas descobrissem mais daquela saída do prédio iria ficar infernal sair sem passar por cima de alguém. Washington DC, não é uma cidade grande como Nova York ou Chicago, ela era cheia e compacta, mas, tinha o seu charme. Parti para o shopping, sabia que aquilo não era recomendado na minha atual situação, porém, eu precisava de um vestido e não iria me privar de andar pela cidade e cumprir os meus compromissos, por um vazamento de vídeo, mesmo que ele seja íntimo e pervertido.

Os olhares especulativos das pessoas não me assustavam mais, eu tinha sido abandonada no altar na frente da minha cidade onde eu conhecia praticamente todas as pessoas, aquilo tinha sido humilhante e depressivo. Mas, aqueles olhares especulativos não me assustavam mais, eram apenas curiosos que iriam se esquecer daquele vídeo quando uma nova fofoca estourasse e o meu nome saísse da mídia. Entrei na minha loja preferida da cidade, eles vendiam as melhores marcas do mundo e eu não precisava ficar batendo perna pelo shopping em busca do que eu queria.

_ Senhorita Lewis! – Exclamou a vendedora sorrindo, ela sabia que iria faturar no seu contracheque quando eu entrava por aquelas portas. _ Estávamos a sua espera, sua assistente nos avisou que a senhorita viria mais tarde para escolher um vestido, separamos a nova coleção para a senhorita.

_ Obrigado. – Agradeci, parecia que Melissa realmente me conhecia, eu poderia ter comentado que não iria ao evento por conta dos jornalistas, mas, ainda assim ela mandou com que fossem separados os melhores vestidos para caso eu mudasse de ideia.

Quando você era uma cliente vip tudo se tornava mais fácil, os vestido eram lindos, exclusivos e caríssimos, se eu não estivesse ganhando tão bem o meu queixo teria caído quando eu olhei para a etiqueta do que mais se ajustou ao meu corpo, porém, eu ganhava alguns milhões por ano salvando a pele das pessoas, nada mais justo do que eu poder gasta-los em algo que me agrada e eu adorava fazer compras. Saí da loja sabendo que eu não conseguiria ignorar as mensagens de Erick.

_ Você realmente não irá me deixar em paz, senador Michel? – Perguntei quando ele atendeu o telefone particular, pois, eu detestaria ter que falar com todos os seus assessórios. _ Poderia lhe processar por assédio e perseguição usando apenas o conteúdo das suas mensagens picantes.

_ Oh isso destruiria as minhas chances de me tornar presidente. – Ironizou ele fazendo-me gargalhar. _ E as suas de ser primeira dama, mas, você me conhece e sabe que eu não sou um homem paciente, principalmente quando algo que eu quero muito está em jogo. Então terei de reversar um restaurante para está noite ou irá ficar em casa remoendo-se por conta do nosso vídeo? Bem que eu acho que isso não faz muito o seu feitio Ariel.

_ Frutos do mar. – Avisei ouvindo a sua risada. _ Me pegue as oito, não quero me atrasar para o leilão, dizem que tem itens que eu posso me encantar e prepare o bolso senador Michel, eu sou uma mulher cara de se agradar. Agora deixe-me em paz, pois, eu preciso de concentrar no que estou fazendo.

_ Seu pedido é uma ordem my lady. – Disse ele desligando.

Entrei no salão guardando o celular na bolsa e encarando Lucy, ela tinha que abrir uma vaga na sua lotada agenda para me ajudar, sem as gêmeas por perto eu tive que encontrar alguém para cuidar dos meus cabelos e ela era a única que realmente parecia conhecê-los.

_ Por que eu tinha certeza que você apareceria? – Perguntou ela abraçando-me antes de me jogar no lavatório. _ Então o que está pensando para está noite? Alguma ocasião especial ou você apenas sentiu saudades da sua velha companheira de quarto.

_ Eu tento matar saudades da minha companheira de quarto, mas, você anda mais ocupada que o excelentíssimo presidente. – Falei vendo os seus olhos revirem-se. _ Você é a cabelereira mais requisitada de toda Washington DC Lucy.

_ Não posso reclamar, eu amo ver os meus salões cheios. – Disse ela sorrindo e eu adorava vê-la tão satisfeita. Eu e Lucy tínhamos dividido um apartamento minúsculo na cidade quando éramos duas duras em busca de emprego e sucesso e vê-la como uma das empresárias mais bem-sucedidas do ramo da beleza era reconfortante. _ Principalmente quando a minha melhor amiga é a fofoca do momento, todos não param de falar no seu nome, já pensei em cobrar por isso, já estaria milionária. Você vai me contar essa fofoca direito depois que eu terminar com você, pois, eu estou cansada de ouvir apenas os boatos da mídia.

_ Prometo não lhe esconder nenhum detalhe sórdido. – Jurei vendo o seu sorriso crescer. _ Agora faça a sua mágica e dê um jeito neste cabelo, pois, eu não posso aparecer em público com ele desta maneira, cheio de frizz, pontas duplas e sem brilho, quero tratamento de princesa.

_ Como se você não tivesse sempre que colocasse os seus pés aqui sua vadia. – Resmungou ela. _ Comece a falar, pois, eu não abri uma brecha na minha agenda movimentadíssima apenas para lhe atender, tinha milhões de reuniões hoje para resolver as minhas mais duas filiais.

Enquanto ela tratava os meus cabelos eu lhe contava sobre os detalhes mais sórdidos do vídeo que estava circulando pela internet, Lucy não parecia chocada mesmo sabendo que aquilo não era do meu feitio, mas, todas as mulheres em algum momento da sua vida deveria cometer uma loucura tão gostosa quanto aquela.

_ Você é uma vadia descarada! – Exclamou Lucy rindo. _ Mas, eu também comeria até os ossinhos daquele senador delicioso, ele corre atrás de você desde que você era uma estagiaria no escritório de Michael e ele ainda era apenas um deputado com um futuro duvidoso, não sei como ele ainda não conseguiu lhe levar para o altar, por falta de insistência não foi.

_ Erick é tudo que uma mulher pediu aos céus, bonito, rico, inteligente, educado, ambicioso e um deus na cama. – Falei fazendo com que ela virasse a cadeira para que eu pudesse a encarar. _ Mas, o único relacionamento sério que eu quero na minha vida é com a minha profissão e com a sociedade com Michael, pois, elas não me rendem decep

ções.

_ Às vezes eu tenho vontade de socar você. – Afirmou ela fazendo com que eu risse. _ Um homem desses aos seus pés e você continua o desprezando desta maneira, quero ver quando ele se cansar dessa história de mulher altruísta e solitária e partir para outra. Eu já avisei para você que tem que deixar o seu passado macabro para trás e dar uma nova chance aos homens, nem todos são tão idiotas quando o seu ex noivo que lhe deixou no altar.

_ Podemos não falar sobre isso. – Pedi quando ela voltou a me virar e pegou o secador. _ Já tenho problemas suficiente com esse vídeo para você me fazer lembrar de Benjamin Chermont, apenas a menção neste nome ou do poder que ele exerceu sobre mim quando me mais jovem me dá alergia, tanto ou mais do que eu tenho de casamentos, então cara amiga, vamos encerar esse assunto por aqui, pois, eu tenho um jantar e um evento beneficente para ir está noite e eu não quero estar me coçando como se estivesse com urticária.

_ Você é a pessoa mais complicada que eu conheço Ariel Lewis. – Disse ela bufando. _ Pelo menos me fale que você não vai jantar sozinha, pois, seria um desperdício não aproveitar uma companhia agradável como a de Erick e pelo que eu pude perceber naquele vídeo, ele é quente como um próprio inferno.

_ Querida, ele é o próprio diabo quando quer. – Afirmei ouvindo a sua gargalhada o que chamou a atenção das pessoas, mas, Lucy as dispensou com uma mão. _ Mas, esse não é um assunto para se conversar aqui, já estou sendo perseguida por jornalistas se a nossa conversa vaga para a impressa, eu não terei mais paz. Então contenha a sua curiosidade mórbida e arranje um tempo para sair com a sua amiga e nos encontraremos em um local apropriado para colocarmos as fofocas em dia.

_ Amanhã um almoço no meu apartamento, irei cozinhar apenas para você não ter como fugir dessa conversa. – Avisou ela me deixando sem escapatórias e eu apenas concordei. _ Agora feche os olhos e relaxe, pois, eu irei fazer uma mágica nos seus cabelos, irá sair deste salão como uma deusa. O senador Michel não conseguira tirar os olhos de você durante toda a noite.

A risada saiu dos meus lábios sem que eu pudesse evitar e eu fiz o que Lucy mandou, sabendo que ela iria cuidar muito bem de mim e dos meus cabelos, ela começou a me contar os seus planos de abrir duas novas filiais longe da capital, Lucy já tinha rede de salões que tinha de alastrado ela Virginia e Maryland, mas, seu medo era de que as pessoas não fossem gostar dos seus métodos de tratamento fora dali o que eu achava uma besteira, pois, ela era uma profissional exemplar e os seus produtos eram os melhores do mundo, ela poderia abrir um salão na lua e ele iria fazer sucesso.

_ Pare de ser boba e aproveite aquele homem, case-se com ele e tenha vários filhos lindos e loiros de olhos azuis. – Mandou-a abraçando-me enquanto nos despedíamos. _ Você precisa aprender a deixar o passado onde ele pertence Ariel, no passado.

_ Sem lição de moral mamãe. – Pedi beijando o seu rosto. _ Conversaremos sobre isso amanhã, preciso ir ou me atrasarei e perderei o meu jantar, assim não poderia aproveitar o meu tempo com o senador Michel.

Ela riu e negou me levando até a porta me fazendo prometer que eu iria aproveitar a noite e não iria desmarcar o nosso almoço do dia seguinte. O caminho para casa foi tranquilo, o trânsito não estava caótico naquele horário e eu pude aproveitar para dirigir pela cidade sem dificuldade.

Meu apartamento estava silencioso quando eu entrei, joguei a minha bolsa no sofá e levei a sacola com o vestido para o quarto, coloquei a minha banheira para encher enquanto tirava a minha maquiagem e deixava a pele respirar por algumas horas. A água quente e o vinho tinto que eu tinha tirado da adega relaxaram os meus músculos tensos, a música ambiente era um delírio para os meus ouvidos e eu poderia passar horas ali apenas aproveitando o meu banho e desistir de todos os planos que eu tinha para aquela noite, mas, seria indelicado da minha parte, já que eu tinha confirmado a minha participação no leilão e era para ajudar crianças, crianças sempre mereciam ser ajudadas.

Saí da banheira e hidratei a minha pele antes de me enrolar no roupão e sair, sentei-me na penteadeira pensando no eu usaria naquela noite, o evento merecia uma maquiagem caprichada e perfeita, daquelas que eu não sabia fazer, deveria ter usado o meu tempo extra para abusar mais um pouco da hospitalidade de Lucy e pedido uma maquiadora, mas, eu não queria explorar minha amiga e teria que fazer o que eu sabia, algo básico, discreto e ousaria na cor do batom. O vermelho sempre era a melhor escolha, uma boca carmim e um olho marcado realçavam no rosto de qualquer mulher.

Meu vestido poderia ser considerado um deboche por alguns, ele tinha as alças finas e um decote que valorizava o meu colo, ele era nude e inteiramente bordado com pedras negras dando um contraste espetacular, tinha uma fenda simples na minha perna esquerda e caiu como uma luva no meu corpo, deixando-o curvilíneo e sensual. Calcei as minha sandálias prateadas e soltei os cabelos deixando com que eles caíssem pelas minhas costas como uma cascata negra e sedosa, coloquei um brinco simples de diamante e o bracelete do conjunto e peguei uma bolsa pequena colocando alguns pertences ali dentro antes de sair do quarto sabendo que eu estava atrasada e Erick já deveria estar à minha espera.

_ Dio mio, você deveria ser considerada um patrimônio nacional, assim todos poderiam apreciar a sua beleza. – Elogiou-me Erick beijando a minha mão e abrindo a porta do carro para que eu entrasse. _ E eu sou um homem afortunado por ser o acompanhante desta bela mulher.

_ Obrigado. – Agradeci quando ele sentou-se ao meu lado. _ Você sabe agradar uma mulher quando quer senador Michel.

_ Você não sabe o quanto eu posso agradar uma mulher quando me convém bela Ariel. – Disse ele enigmático. _ Reservei a melhor mesa do restaurante mais badalado de frutos do mar da cidade, espero que aprecie os pratos do cardápio, já que foi uma escolha inusitada, pensei que gostaria de algo mais sutil.

_ Eu amo frutos do mar Erick. – Declarei encarando-o e percebendo o quanto ele estava charmoso naquela noite, o terno azul marinho e a gravata preta contrastava perfeitamente com a sua pele clara e com os seus olhos azuis, ele cheirava a perfume importado e a sua arrogância natural o deixava ainda mais sedutor, como se a sua imagem fosse o convite para uma noite quente e inesquecível. _ Aprenda isso, se quiser ter a chance de me conquistar, como eu lhe avisei mais cedo, eu posso ser uma mulher caríssima.

_ Não se preocupe querida, gastarei toda a minha fortuna se fizer com que você me diga sim. – Avisou ele sorrindo. _ Aprenda uma coisa sobre mim Ariel, não sou um homem que desiste com facilidade, principalmente quando eu quero algo com tanto afinco quanto eu quero você. Mas, deixaremos essas conversas sérias para outras ocasiões, hoje iremos apenas nos divertir. Tenho certeza que não se produziu desta maneira para acabarmos discutindo antes de apreciarmos o nosso jantar.

Concordei, pois, estava perplexa, Erick nunca tinha sido tão claro em todos aqueles anos que nos conhecíamos aquela tinha sido a primeira vez que tinha o visto tão determinado a algo como naquele momento.

O jantar foi agradável e divertido, Erick sabia como agradar uma mulher, desde flores e corações até cantadas baratas e sexualistas, mas, sempre respeitando os limites infringidos pela sua parceira, já que no ele ainda era um gentleman e sabia respeitas os limites de uma mulher.

Os jornalistas piraram quando nos viram juntos, aquela aparição era tudo que eles queriam para confirmarem as especulações sobre um romance entre nós e depois daquele vídeo explicito de sexo eles iriam fazer as festas com aquelas imagens.

_ Eu não irei dar pra você no elevador novamente Erick. – Avisei quando ele me prensou na parede do elevador do meu prédio enquanto estacava a minha boca e as suas mãos habilidosas tratavam de puxar o meu vestido para cima. _ Já temos problemas demais com elevadores, não quero outro vídeo nosso circulando na mídia, iriam nos chamar de ninfomaníacos e exibicionistas.

_ É difícil me controlar perto de você Ariel. – Informou ele afastando-se e arrumando o seu paletó, aquela tensão sexual tinha ficado contida por todo o leilão e a viagem até o meu apartamento e posso dizer que eu estava tão excitada quanto ele e aquela perspectiva deixava tudo ainda mais gostoso. _ Mas, você tem razão, outro escândalo apenas iria desgastar ainda mais as nossas imagens e seria vergonhoso um segundo vídeo rolando pela mídia...

Ele não terminou de falar, pois, eu o agarrei assim que as portas do elevador se abriram na cobertura, ele me prensou na parede mais próxima subindo o meu vestido até a cintura e expondo as minhas pernas.

_ Você está usando liga. – Disse ele fascinado. _ Eu irei tirar elas com os dentes, enquanto eu fodo você com os meus dedos e faço você gritar o meu nome.

Eu gemi com a expectativa daquilo, Erick fez com que eu passasse as pernas pela sua cintura, claro que eu aproveitei aquilo para jogar o seu paletó e a sua camisa pelo chão, ele me colocou no chão quando chegamos no quarto e me virou como se eu fosse uma boneca fazendo com que eu arfasse quando ele abriu o zíper invisível do meu vestido, puxando-o para baixo e deixando os meus seios livres para os seus carinhos.

_ Eu comeria você escorada nesta parede. – Sussurrou ele mordendo a minha orelha e acariciando os meus seios sem pudor fazendo com que eu gemesse o seu nome. _ É uma bela visão Ariel, você não sabe o quanto está gostosa nessa posição, faz com que o meu pênis queria liberdade apenas para entrar em você duro e forte.

_ Eu adoraria isso. – Provoquei-o virando-me e o jogando na cama, se ele estava achando que tinha o controle da situação, estava muito enganado. _ Mas, eu pretendo me divertir com você primeiro senador Michel, irei lhe mostrar quem irá fuder quem está noite.

Ele gargalhou e eu arranhei o seu peito levemente antes de apertar o volume na sua calça fazendo com que ele gemesse, desci os meus beijos pelo seu peito e abri a sua braguilha libertando o seu pênis duro e ereto fazendo com que eu salivasse e mordesse o meu lábio antes de o acariciar levemente com as mãos.

_ Você é uma garotinha má. – Arfou Erick quando eu lambi a sua ereção e ele jogou a cabeça para trás. _ Oh isso Ariel!

Abocanhei o seu membro chupando-o com avidez ouvindo os seus gemidos roucos se espalharem pelo quarto e isso aumentou a minha libido. Mas, Erick não queria deixar-me me divertir sozinha, já que agarrou os meus cabelos me auxiliando com os movimentos, mas, não deixou-se chegar ao orgasmo, ele me virou antes, atacando o meu corpo com as suas mãos hábeis e fez o que prometeu mais cedo, tirou a minha liga com os dentes enquanto introduzia dois dedos dentro da minha buceta quente e molhada fazendo com que eu gritasse o seu nome.

_ Irei fuder você agora Ariel. – Avisou ele puxando-me para a ponta da cama e colocando-me de quatro, fazendo com que eu mordesse o meu lábio inferior com força para que eu não gritasse. _ Irei levar você aos céus e ouvi-la gritar quando eu a levar até o ápice.

Ele me penetrou duro e forte deixando-me ver estrelas e soluçar de prazer, suas investidas eram fortes e brutas, nossos gemidos se misturavam em um ritmo alucinante, o suor dos nossos corpos se misturavam e eu gritei quando gozei forte e ele veio logo depois despejando-se sobre as minhas costas.

_ Você é sensacional. – Sussurrou ele quando jogou-se ao meu lado depois da nossa terceira foda, eu estava saciada, suada e exausta. _ E acho que merecemos um banho antes de dormimos o sono dos anjos.

_ Vá na frente, eu irei assim que sentir as minhas pernas. – Avisei ouvindo a sua risada enquanto eu se movia silenciosamente pelo quarto. _ Mas, agradeceria se ligasse a água no quente, odeio tomar banho gelado.

Não demorei muito para me juntar a Erick e nós fizemos sexo escorados nos ladrilhos para só depois tomarmos o nosso banho, Erick estava satisfeito, então deitou-se na cama e dormiu. Eu fui a cozinha e peguei o resto do vinho que tinha sobrado e escorrei-me na varanda encarando Washington, eu tinha o melhor visual da cidade e Washington aos meus pés, mas, em momentos como aqueles, com um lindo homem dormindo na minha cama, as luzes da cidade fazendo uma espetáculo para os seus olhos e o silêncio da noite me deixando tranquilo, tudo que eu queria era poder voltar ao passado e poder ter vivido aquele amor puro e sincero que eu sentia, pelo menos eu não teria me tornado aquela mulher amarga e fria que por mais que tentasse não conseguia confiar e se entregar para o homem maravilhoso que parecia disposto a colocar o mundo aos meus pés.

_ Não comece a surtar Ariel. – Repreendi-me respirando fundo e passando as mãos pelos cabelos. _ Coloque uma pedra sobre o passado e pare de pensar besteiras isso não vai levar você a nada.

Coloquei a taça sobre a mesa e entrei no quarto fechando as cortinas atrás de mim e deite-me ao lado de Erick invejando o seu sono tranquilo, tudo que eu queria era poder dormir daquele jeito e não ter pesadelos com o passado.

Baixar livro