back
Baixar App Lera
icon 0
icon Loja
rightIcon
icon História
rightIcon
icon Sair
rightIcon
icon Baixar App
rightIcon
Cicatrizes do Tempo Livro 1  - o mar do Éden, onde os Anjos se perdem.

Cicatrizes do Tempo Livro 1 - o mar do Éden, onde os Anjos se perdem.

Adriano Gama

4.7
Comentário(s)
1.5K
Leituras
5
Capítulo

Em uma era tomada pelo inimigo, surge nas mãos de um jovem guerreiro a oportunidade de livrar as terras de Antáres do domínio maligno do Senhor das trevas. Com a ajuda de um misterioso artefato , o Senhor do escuro transita entre os portais do tempo, o que lhe permite acesso ao passado, ao presente e ao futuro e com a ajuda de seus aliados pretende voltar ao passado, afim de dominar o presente para governar no futuro.

Capítulo 1
É dia de festa, o vilarejo de Nibri.

CAPITULO 1 - DIA DE FESTA, O VILAREJO DE NIBRI.

Todas as noites, o mesmo sonho: vejo-me correndo, perdido na ilha Antares, fugindo daquela criatura. A lua brilha intensamente no céu e o vento forte atiça as árvores e de repente um clarão toma conta do lugar, e eu acordo aqui, na minha cama, estranhamente sinto que já vivi este sonho, e que algo lá fora, na ilha Antares, algo me chama, sussurra meu nome....

ROBERT...

ROBERT...

-Robert? vamos lá, levante-se, hoje é dia de festa, aniversário do vilarejo, você não quer se atrasar para os preparativos não é? a propósito, Marcy veio a sua procura agora a pouco, disse que precisava muito falar com você, como estava dormindo achei melhor não acorda-lo, mas disse que estaria a sua espera na casa dela,não entrou em detalhes.

-Tudo bem. Não me espere para o almoço, não devo ser breve.

-Tudo bem,a propósito,esta noite haverá a comemoração da festa da cidade, a princesa Kira estará presente, você não virá?.

-Não tenho mais nada a tratar com essa gente da realeza, e quanto a festa, pode ter certeza que estarei nela.

Robert então pega sua espada e algo para comer e sai em direção a casa de Marcy, pelo caminho há vários cartazes informando sobre a festa que ocorrerá esta noite, informando também que a princesa Kira estará presente. Finalmente chegando a casa de Marcy, ele entra e ela prontamente o recepciona :

-Está atrasado querido amigo, fui até sua casa hoje pela manhã, sua mãe disse que estava dormindo.

-Sim.

-Tem algo que queria mostrar a você, venha comigo, está dentro do meu quarto.

-O que é isso?onde conseguiu tantas moedas de ouro?

-Isso meu querido amigo, veio direto do castelo imperial de Briá.

-Briá? o que foi fazer por aqueles lados? não sabe que o castelo de Briá é cercado de guardas que dominam magia, justamente para proteger a princesa e guardar as riquezas que existem por lá? aquilo não é lugar para você Marcy, eu acho que você enlouqueceu de vez.

-Olha só, escuta aqui, eu sei me cuidar, você ouviu bem? eu quero algo melhor para minha vida, estou cansada desse vilarejo sem graça, não existem aventuras e também não existe nada de emocionante por aqui, eu quero me aventurar por lugares novos, explorar desafios, você entendeu? eu quero viver!. Estas coisas que roubei de Briá vão me ajudar a fazer o que preciso fazer.

-Pois bem, você quer se aventurar não é? e o que pretende fazer? ficar roubando as coisas das pessoas? existem outras formas de se aventurar e mudar de vida.

-Robert, eu preciso saber de fato o que aconteceu com meus pais, eu preciso fazer algo senão eu jamais vou descobrir, por isso resolvi partir esta noite, quando todos estiverem na festa da cidade, eu comprarei uma jangada e partirei.

-Mas para onde você vai?

-Não sei ainda ao certo, mas antes de partir eu lhe direi OK? me encontre hoje no cais do vilarejo as 23:00 horas.

-Tudo bem.

O dia segue seu fluxo normal, a tarde cai e os primeiros sinais de festividade são ouvidos no vilarejo de Nibri, muita alegria envolve o local, até que as trombetas imperiais anunciam a chegada de sua Rainha, acompanhada de sua guarda real, comandada pelo General komodus. Enquanto isso em outro local do vilarejo, Marcy observa de longe a comitiva que traz a Rainha e decide se aproximar, com o rosto quase coberto por um capuz, Marcy se aproxima demais e é pega por um soldado da gua

rda que a reconhece :

-Olha o que eu encontrei por aqui! se não é a ladra da Marcy, está pensando em furtar o que de quem essa noite em?.

-Tire suas mãos sujas de cima de mim!.

-Calma guria, vou levar você até o General komodus, ele gostaria muito de conversar com você.

Até que nesse momento surge Robert, armado com uma espada e diz:

-Você não ouviu a menina? solte ela agora!

-Quem é você?

-Eu não devo satisfações a nenhum verme de Kira!

O soldado então joga Marcy com toda força no chão e trava um duelo com Robert, que mata o soldado e vai ajudar Marcy.

-Ainda bem que você apareceu pra me ajudar!

-Quer dizer então que eles sabem quem você é?

-Sim, eles sabem.

-Se komodus souber que você está aqui, ele te matará, pois a essas alturas ele já sabe da sua fama.

-Obrigada por me salvar.

-Não foi nada, vamos, vamos sair daqui.

Enquanto isso, a notícia de que um soldado foi encontrado morto chega até komodus :

-General!, General komodus, acabam de encontrar o corpo de um dos soldados reais, pessoas relataram ter visto uma jovem com a descrição de Marcy, fugindo com um homem em direção ao cais do vilarejo.

-Muito bem, fechem todos os locais de saída, vasculhe toda a área, não deixem esta maldita fugir, eu já estou a caminho, vocês fiquem aqui fazendo a guarda da Rainha eu preciso resolver um assunto que está pendente a muito tempo.

a caminho da fuga, Robert questiona a Marcy :

-Por que Marcy? por que deveria terminar assim? não fosse por suas atitudes, agora levo sangue em minhas mãos outra vez.

-Como assim '' outra vez "?

-Marcy, eu já tive um certo envolvimento com o castelo de Briá, foi em um passado recente.

-E por que só agora está me contando isso?

-Vamos embora, agora não é o momento para discussão, eles estão se aproximando.

O cais do vilarejo se aproximava, a fuga já estava próxima, quando a dupla foi cercada por soldados montados a cavalo que desarmaram Robert, logo em seguida chega o General komodus que desce de seu cavalo e vai em direção a dupla dizendo :

-Ora,ora, ora, o que nós temos aqui? uma ladra fajuta e um desertor. Amarrem-na, quero ver pra onde vai agora, ladra maldita.

-Deixe ela em paz komodus!

-Tragam, tragam ele ate aqui.

-Maldito!

-Esperava mais de você companheiro, um grande combatente, fugiu do castelo, se escondeu nesse vilarejo imundo, você e sua mãe tinham uma vida boa no castelo, mas nada disso impediu que traíssem a confiança Real, e dessem abrigo a esta imunda, caro Robert, as vezes o preço que pagamos por nossas escolhas são altos.

Nesse momento, soldados trazem a mãe de Robert amarrada a cordas, e Komodus diz :

-Você não pensou que iria fugir por muito tempo pensou? Veja Robert, o preço a ser pago pela traição.

Komodus então mata a mãe de Robert em sua presença, e Robert entra em desespero :

-Não! maldito! o que foi que você fez?

-Não se preocupe, logo,logo você fará companhia a ela no outro mundo.

-Vamos, peguem a garota levem ela como prisioneira e acabem com ele, não demorem e retornem ao vilarejo.

Neste momento,os soldados dão uma surra em Robert, e ferindo-o com uma adaga, um deles diz :

-Em nome de sua majestade, tenha uma boa viagem. Ha,ha,ha.

Robert então é lançado nas aguas do rio e quase que inconsciente devido ao ferimento da adaga, recorda-se de sua mãe e de sua amiga Marcy, logo em seguida acaba perdendo a consciência...

Baixar livro