back
Baixar App Lera
icon 0
icon Loja
rightIcon
icon História
rightIcon
icon Sair
rightIcon
icon Baixar O APP
rightIcon
Perder Meu Coração Para A Ex-esposa

Perder Meu Coração Para A Ex-esposa

Grass

4.9
Comentário(s)
4M
Leituras
479
Capítulo

Sara pensou que quatro anos de casamento poderiam significar algo para o Jacob, mas quando ele se divorciou dela, ela sabia que seu casamento e amor não tinham como se comparar com o primeiro amor dele. Ela pensou que tudo isso tinha acabado. No entanto, não esperava que ele não estivesse apenas disposto a estar com ela, mas também relutasse em deixá-la sair. O ex-marido sorriu astutamente quando ele se aproximou dela. Ele estendeu a mão e a puxou para seus braços. "Vamos nos casar novamente. Querida, vamos para casa."

Capítulo 1
Concordou com o divórcio

A chuva caía sem parar, molhando a janela. Sara Huo fechou os olhos e ouviu o tamborilar das gotas de chuva nos vidros; de repente, sentiu seu coração gelar. Sua pele estava branca, quase fantasmagórica, e se mesclava com o vestido túnica branco que estava usando.

Ela olhou com indiferença para o homem à sua frente, erguendo o queixo delicado. Seus olhos escuros como âmbar escondiam o remorso que sentia por seu amor por ele ter sido em vão.

Sara cerrou os punhos, tentando se acalmar. O remorso que ela sentia era tão forte que ela fechou as mãos com a mesma intensidade, machucando as palmas com as unhas.

Conseguindo conter suas emoções no cerrar de punhos, ela, então, forçou um sorriso leve.

"O que há de errado, Jacob? Por que você quer o divórcio?", ela perguntou, pronunciando as palavras de forma ritmada e em um tom frio, fazendo sua fala parecer a chuva caindo lá fora.

Jacob olhou para ela com indiferença, como se ela fosse uma completa estranha e não sua esposa.

"A empresa do seu pai já se beneficiou o suficiente de mim, você não acha? Acredito que nossos objetivos mútuos já foram alcançados. Portanto, não é mais necessário mantermos esse relacionamento, não concorda?"

Os olhos de Sara, que escondiam seu remorso, lampejaram de amargura; ela rapidamente olhou para baixo, tentando esconder sua tristeza, e questionou: "É realmente isso que pensa? Acha que eu só me casei com você por causa da empresa do meu pai?"

Jacob Shi revirou os olhos e resfolegou. Então, replicou: "Não era esse o ponto? Fala sério, Sara. Não se esqueça do verdadeiro motivo pelo qual nos casamos a princípio. Foi um benefício para nós dois. Por um lado, você precisava do dinheiro para os negócios de seu pai e, por outro, meu pai queria desesperadamente que eu me casasse. Isso foi tudo, nada mais."

Sara não conseguiu evitar olhar para ele com lágrimas nos seus olhos, ela sentia seu coração doer.

Vê-la daquela forma fez Jacob sentir uma dor no peito também, mas, então, o rosto de outra mulher surgiu em seus pensamentos. Automaticamente, ele parou de se sentir culpado ao ver Sara chorando na frente dele.

"Sara, desde o início, eu sabia que você era uma mulher diferente. Foi por isso que decidi me casar com você. Diferentemente de outras mulheres, eu tinha a impressão de que você seria racional quando esse momento chegasse. Você não quer que isso seja ainda mais difícil, não é mesmo?"

Sara engoliu em seco. Ela não sabia que ele tinha pensamentos tão depreciativos em relação a ela.

"Está bem. Eu assino", disse ela, fazendo o possível para manter um sorriso no rosto. Sara juntou toda a força e determinação que tinha no momento para dizer aquelas palavras. Ela respirou fundo e se endireitou, ajustando sua postura.

Assim como Jacob disse, ela era diferente de outras mulheres. Além disso, ele nunca demonstrou um pingo de amor nem de carinho a ela durante os quatro anos em que estiveram casados. Não havia sentido em esperar por sentimentos que não existiam.

Para piorar a situação, Sara era uma mulher orgulhosa. Portanto, agora que eles haviam chegado a um acordo, ela tinha que manter a cabeça erguida. A última coisa que ela faria era implorar para Jacob ficar. Não seria de seu feitio ficar chateada ou tentar fazer o relacionamento deles dar certo. Embora seu coração estivesse ferido, ela tinha de sair com o queixo erguido.

Jacob ficou sem reação por causa da maneira como ela concordou tão facilmente com o divórcio. Ele havia se preparado para uma situação dramática, deixando sua agenda livre o dia todo apenas para lidar com esse assunto. Nunca passou pela cabeça dele que demoraria menos de uma hora.

Aquela aparente indiferença de Sara com o casamento fez uma estranha emoção surgir, de repente, no coração de Jacob. Ele já não estava mais tão disposto a assinar os papéis do divórcio como antes.

Sara rapidamente juntou os papéis e os folheou para assinar tudo de uma vez. Ela pegou uma caneta e assinou sem pensar, como se sua vida dependesse daquilo. As pontas de seus dedos ficaram com o formato da caneta por causa da força com que ela a segurou.

Assim que terminou de assinar, sentiu como se um grande peso tivesse sido tirado dela. Isso porque ela soube que, a partir de então, ela não tinha nada a ver com aquele homem. Já que iam se separar, ela queria que fosse a sua própria maneira.

Ela se recostou no sofá e soltou um leve suspiro; sua pele alva e translúcida fazia seus olhos escuros como âmbar parecerem ainda mais brilhantes, embora houvesse um traço de desespero neles naquele momento. Ela disse: "Ain

da é cedo. Talvez devêssemos ir ao cartório para terminar todo o processo hoje. O que você acha?"

De qualquer maneira, eles teriam de fazer aquilo mais cedo ou mais tarde. No entanto, se eles tivessem que se separar e, depois, se encontrar novamente por causa do processo de divórcio, seria muito mais difícil para ela virar a página e esquecer Jacob. Se isso acontecesse, ela poderia se tornar como as "outras mulheres" de quem Jacob falava, as que se apegavam emocionalmente; ela não conseguiria deixar tudo acabar com seu orgulho intacto.

Jacob franziu a testa levemente, sentindo um estranho peso em seu coração. Sem pensar muito, ele negou, balançando a cabeça e respondeu: "Não posso. Estou ocupado hoje, não tenho tempo. Entrarei em contato com você quando as outras formalidades estiverem organizadas."

"Tudo bem", disse Sara se levantando. Ela ajeitou o vestido e sorriu de forma rápida e indiferente. Por fim, ela falou: "Estou indo, então."

Ela se virou e saiu sem olhar para trás. Ela disfarçou seu nervosismo batendo seus saltos no chão de mármore, provocando um som cadente.

Jacob a observou partir olhando seu corpo curvilíneo no vestido justo. Havia um sentimento esmagador em seu coração, ele sentiu seu peito se apertar dolorosamente.

Ele esperava que ela olhasse para trás, mas ela não olhou. Ele ficou magoado por vê-la sair com tanta determinação.

Sara abriu seu guarda-chuva e saiu; andou na chuva sentindo respingos atingirem seus tornozelos. Seus olhos revelavam uma tristeza muito grande, já não dava para esconder sua dor.

Jacob pensou em ligar para ela e pedir que esperasse a chuva passar. Mas ela já estava entrando em um carro; Sara fechou a porta do veículo sem hesitação.

Talvez ela também quisesse se livrar de toda aquela situação. Afinal, o casamento deles não era por amor. Eles eram, simplesmente, convenientes um para o outro por um tempo. Sem dúvida, nunca houve amor verdadeiro.

Há quatro anos, no momento certo, Jacob apareceu em sua vida e salvou a empresa do pai de Sara de uma crise. Jacob não lhe pediu nada, pois, para ele, o que bastava era estar casado para satisfazer o próprio pai.

Sara sabia desde o início que o relacionamento deles foi puramente por conveniência. Embora, naquele momento, ela houvesse achado que estava errada porque tinha sido horrível concordar com o divórcio.

Sara não esperava ver Jacob novamente até que chegasse a hora de oficializar o divórcio no cartório, mas, alguns dias depois de assinar os papéis, ela o viu em um shopping.

"Olha! Não é o Jacob? Quem é aquela mulher com ele?", perguntou Ethan Lu demonstrando descontentamento e franzindo a testa.

Ao vê-los, Sara percebeu que conhecia a mulher e, assim, entendeu por que ele queria terminar o casamento. Sara comentou com um sorriso de amargura: "Aquela é a ex-namorada, o seu primeiro amor."

"Ele realmente está traindo você assim, na cara dura?", disse Ethan olhando para Jacob com desprezo e questionou: "O que está acontecendo entre vocês dois? Por que ele está com outra mulher?"

Ethan ficou em silêncio assim que viu o sorriso melancólico de Sara. Era muito raro ela demonstrar tristeza ou decepção.

Sara imediatamente conteve suas emoções e deu de ombros, dizendo com indiferença: "Estamos nos divorciando. Nada de mais."

"Quê? Mas por quê?", surpreendeu-se Ethan sabendo, como todo mundo, o quanto Jacob tinha feito para conseguir se casar com a Sara. Além disso, ele sempre estava de olho nela nos últimos anos por medo de que outros homens tentassem algo. Como ele poderia se divorciar dela?

Eles continuaram conversando e não perceberam que Jacob e a mulher estavam bem perto deles.

Então, Jacob viu a Sara. Como de costume, ela estava usando um vestido túnica amarelo-claro simples; a cor realçava muito bem sua pele. Ela até poderia estar um pouco cansada depois das compras, mas suas bochechas ainda estavam coradas e seus lábios estavam vermelhos; ela parecia mais radiante e bonita que o normal.

Jacob sempre gostou do jeito que vestido túnica ficava nela, aquele tipo de vestido destacava as curvas do corpo da Sara e ele achava aquilo muito atraente. Ver Sara tão linda, ali no shopping com outro homem, fez Jacob se sentir um pouco desconfortável.

'Nem finalizamos o processo do divórcio e ela já está com outro homem?', pensou Jacob, olhando para ela com desdém.

Depois de explicar sua situação para Ethan, Sara se virou e viu o sorriso sarcástico de Jacob acompanhado da ex-namorada. Ele observava Sara com desprezo e aquilo a fez se sentir sufocada.

Ela se sentiu devastada.

Baixar livro