Login to Lera
icon 0
icon Loja
rightIcon
icon Histórico
rightIcon
icon Sair
rightIcon
icon Baixar App
rightIcon
Os segredos do meu marido

Os segredos do meu marido

Marna Vorce

5.0
Comentário(s)
2.2M
Leituras
388
Capítulo

Qual seria a sensação de se casar com um estranho? Caindo na armadilha da futura sogra, Xenia se casou com o tio doente e aleijado de seu noivo. Ela achava que sua vida seria um inferno depois do casamento, mas uma grande surpresa a aguardava. Sua vida de casada era feliz. Seu marido, Vince, a amava de todo o coração, comprando para ela uma casa e um terreno. O único problema era que ele estava sempre tossindo como se fosse morrer a qualquer momento. Finalmente, um dia, Xenia descobriu algo estranho sobre Vince. "Você não está doente?” "Estou melhor agora, graças a você", respondeu ele. "E não estava aleijado?" Ao ouvir essa pergunta, ele começou a suar frio. "Bem, eu não queria que rissem do nosso filho, então procurei o melhor médico para tratar minhas pernas." Furisosa, Xenia gritou: "Vince Morrison! O que mais você está escondendo de mim?" Com um baque surdo, Vince se ajoelhou e implorou: "Querida, se acalme. Gritar assim pode machucar o bebê. Apenas me bata, se quiser." O comportamento dele surpreendeu a todos que o conheciam. O homem cruel, que nunca pedia desculpas a ninguém, se ajoelhou na frente de uma mulher! Por quê?

Protagonista

: Xenia Holt e Vince Morrison

Capítulo 1 Eu te machuquei ontem à noite

Xenia Holt estava perplexa diante da situação inusitada em que se encontrava: sua futura sogra a havia enviado para a cama de outro homem, logo após a partida do seu noivo.

Ao despertar e ponderar sobre uma possível fuga, Xenia percebeu a porta se abrir no quarto sombrio, seguida por uma voz irritada ecoando no ambiente.

"Quem te deu a autorização para estar aqui?"

Antes que Xenia pudesse articular uma explicação, seu pulso foi firmemente agarrado.

O homem a retirou bruscamente da cama, lhe lançando um olhar gélido enquanto ordenava: "Saia já daqui!", como se estivesse se livrando de algo sem importância.

Xenia caiu no tapete com um baque abafado, lágrimas brotando dos seus olhos em meio à dor.

Apesar dos seus esforços para se erguer, ela se viu sem forças.

"Não... não consigo me levantar...", a voz dela vacilou, soando mais como um sussurro tímido, involuntariamente sedutor.

Isso a deixou profundamente constrangida e desconcertada.

Com uma dor latejante na cabeça, ela temia que ele interpretasse mal suas intenções.

No entanto, ele se aproximou dela repentinamente, com os olhos cintilando de excitação enquanto segurava os braços dela. "É você!", ele exclamou, surpreso e radiante.

"Não, você está enganado... Quero dizer..."

As palavras de Xenia foram interrompidas abruptamente pelos lábios dele.

O hálito de tabaco dominou-a enquanto ele a beijava.

Logo, ele estava sobre ela, com movimentos firmes e decididos.

Xenia tentou resistir, mas ele a prendeu com ainda mais firmeza, determinado a tirar o fôlego dela.

Na escuridão envolvente, ela não sabia quando aquele tormento chegaria ao fim.

Embora ela tivesse escapado da investida sexual do pai de um aluno na tarde anterior, isso não mudava sua sorte.

Seu destino seria o mesmo.

De repente, ela sentiu uma dor aguda no ombro.

O homem a mordeu com força, murmurando: "Preste atenção."

E então ele se tornou mais agressivo, envolvendo Xenia em um turbilhão de pensamentos, arrastando-a para a noite sombria.

Ao despertar na manhã seguinte, Xenia notou-se devidamente vestida, o que lhe trouxe certo alívio.

Recordando-se dos eventos da noite anterior, ela ergueu-se na cama e deparou-se com o homem próximo às janelas francesas.

Banhado pela luz do sol, sua expressão estava embaçada, revelando apenas uma leve consternação. Seu aspecto distinto, acentuado por óculos de aro dourado, conferia-lhe um ar refinado.

Sentado na sua cadeira de rodas, ele aproximou-se dela com uma presença imponente inconfundível.

Ao ver seu rosto, Xenia prendeu a respiração de surpresa. "Senhor... senhor Morrison!"

Como seria possível aquele ser Vince Morrison, tio do noivo dela?

Na noite anterior, depois de escapar de um ataque sexual perpetrado pelo pai de um aluno, ela veio buscar refúgio com seu noivo, Trevor Morrison.

Naquela hora, Trevor estava saindo para uma urgente incumbência, deixando-a sob os cuidados da sua futura sogra.

Ela não fazia ideia de que, após ingerir o leite fornecido pela futura sogra, seria enviada para outro quarto.

Mas por que... por que era o tio de Trevor?!

Xenia foi tomada por uma mistura de vergonha e indignação, ansiando por desaparecer.

"Assumirei total responsabilidade pelo incidente de ontem à noite", declarou Vince com uma voz suave como a brisa.

Seus olhos irradiavam sinceridade e suas palavras transbordavam de honestidade.

Xenia, surpresa, ergueu o olhar. Ela viu Vince cobrir a boca e tossir levemente. O sorriso dele era irônico, e ele continuou com uma pitada de tristeza na voz: "Contanto que não se importe com a condição de eu estar numa cadeira de rodas, é claro. Se assim desejar, podemos finalizar os arranjos ainda hoje."

"Finalizar os arranjos?" Xenia arregalou os olhos.

Até o dia anterior, ela estava desesperada para se casar e fugir do controle opressivo da sua família.

Por isso, ela havia se apressado para encontrar Trevor, ansiosa por selar sua união antes de mais nada.

No entanto, Trevor ignorou suas preocupações e recusou a proposta dela.

Agora, ouvir tal proposta vinda do tio de Trevor, Vince, a deixou sem palavras.

"Eu..." Xenia apertou os lábios com firmeza.

Por um instante, ela considerou aceitar a proposta e deixar sua família para trás.

No entanto, ela logo recobrou o bom senso e balançou a cabeça com firmeza.

Não, ela não podia fazer aquilo. Aquele homem não era apenas um estranho, mas era o tio do seu noivo. Além disso, rumores sugeriam que ele era influente em Mapnard, conhecido pela sua natureza decisiva e implacável!

Ela definitivamente não queria se envolver com alguém de origens tão complicadas.

Ao perceber a recusa de Xenia, Vince não demonstrou surpresa. Ele soltou uma risada sarcástica, seu belo rosto parecendo pálido e frágil. Ele se virou para tossir algumas vezes, como se o tempo lhe fosse escasso. "Tudo bem, eu entendo. Por que alguém saudável escolheria passar a vida com um inválido como eu?"

Xenia sentiu uma pontada de dor no coração.

As palavras de Vince a deixaram perturbada. Mas naquele momento, ela só queria sair daquela situação embaraçosa. Ela disse, hesitante: "Senhor Morrison, a menos que precise de algo mais, eu... eu tenho que ir."

Ao terminar de falar, Xenia tentou se levantar rapidamente, mas suas pernas cederam e ela caiu para a frente.

A expressão de Vince mudou sutilmente. Ele se virou rapidamente, estendendo os braços para ampará-la.

Seus corpos se tocaram, o aroma dela enchendo o ar ao redor. Vince se lembrou da intimidade da noite anterior, sentindo um aperto na garganta.

Com o rosto contra o peito quente de Vince, Xenia ouviu os batimentos cardíacos regulares e sentiu-se estranhamente desconfortável.

Mas suas pernas estavam tão dormentes que ela mal conseguia se levantar.

Então, a voz suave de Vince soou acima dela. "Eu te machuquei ontem à noite?"

As bochechas de Xenia coraram instantaneamente.

Lutando contra a dormência, ela se afastou do peito de Vince e se levantou, uma confusão de emoções a invadindo.

Apenas momentos atrás, ela havia sentido uma sensação de segurança como nunca antes.

Era reconfortante, mas ela rapidamente repreendeu a si mesma.

O que ela estava pensando?!

Aquele homem era o tio do seu noivo!

Xenia estava tão envergonhada que desejou desaparecer imediatamente.

Mesmo assim, Vince parecia não perceber o desconforto dela. Ele a segurou gentilmente pelo pulso, perguntando com preocupação: "Fui muito imprudente ontem à noite?"

Surpreendida, Xenia puxou o pulso, sem saber como responder.

"Desculpe", disse Vince, seu pedido soando sincero.

Xenia levantou os olhos, surpresa, e encontrou o olhar sério de Vince.

Esse homem... não correspondia exatamente aos rumores sobre ele.

Então, Vince confessou a ela com seriedade: "Desculpe, foi minha primeira vez ontem à noite..."

Ao ouvir isso, o rosto de Xenia, que já estava se acalmando, ficou vermelho novamente.

O que ela estava fazendo?

Por que ela estava ali, discutindo sobre a intimidade da noite passada com o tio do seu noivo?

Vince percebeu a expressão preocupada dela e um sorriso discreto apareceu nos lábios dele.

De repente, houve uma batida forte na porta, sacudindo-os.

"Vince, abra! Vince, seu patife! Liberte minha nora!"

O barulho lá fora assustou Xenia, deixando-a pálida como um fantasma.

Era a mãe de Trevor, sua futura sogra!

A mesma mulher que havia colocado Xenia na cama do tio de Trevor a acusaria de infidelidade?

Xenia ficou mortificada, sem saber como reagir.

Então, ela notou a mão esguia do homem estendida na sua direção, oferecendo uma sensação inesperada de segurança ao segurar a dela firmemente.

A voz profunda e rouca dele a tranquilizou. "Não se preocupe. Vou resolver tudo isso."

Em seguida, Vince soltou a mão dela, posicionou a cadeira de rodas ao lado da cama e começou a arrumar os lençóis bagunçados.

Notando uma mancha vermelho-escura no tecido, o olhar dele escureceu, e ele disfarçadamente a ocultou com o cobertor.

Xenia observou Vince organizar as coisas, experimentando uma vaga melancolia.

Estranhamente, era o tio de Trevor que estava cuidando da sua dignidade.

A porta finalmente se abriu, revelando Vickie Morrison, a mãe de Trevor, do lado de fora.

Continuar lendo

Você deve gostar

Capítulo
Ler agora
Baixar livro