back
Baixar App Lera
icon 0
icon Loja
rightIcon
icon História
rightIcon
icon Sair
rightIcon
icon Baixar O APP
rightIcon
O RECOMEÇO PARA O CEO

O RECOMEÇO PARA O CEO

Palomakemm

5.0
Comentário(s)
420.1K
Leituras
67
Capítulo

Após perder sua noiva gravida em um acidente de carro,Miguel nunca mais se envolveu com nenhuma mulher em um relacionamento sério. Se dedicou a empresa da familia se tornando o Ceo. Mas , em um dia chuvoso tudo muda , se vendo obrigado á se casar para continuar em frente da empresa da família, ele procura alguém que aceite ser sua noiva por contrato e encontra Yasmin. Yasmin se tornará o amor da sua vida em poucos dias!

Capítulo 1
01

24 de dezembro de 2016

Miguel narrando

Madalena está no banho e eu estou sentado no escritório resolvendo algumas coisas da empresa, meu telefone toca e era à minha mãe.

- Oi mãe. - Eu falo assim que eu atendo.

- Vocês vão vir ? Porque já é 12h , até vocês chegarem aqui na fazenda vai no mínimo umas 4h.

- Madalena está no banho, ela ficando pronta estamos saindo de casa.

- Tá bom, me avisa assim que sair e por favor não se atrase , vai está toda a família aqui.

- Pode deixar, vamos chegar antes da meia noite , um pouco antes. - Eu começo a rir e sinto seu resmungo no outro lado da linha.

- Não brinque com isso, quero você bem antes aqui.

- Até daqui a pouco mãe.

- Espero. - Ela desliga a chamada.

Eu respondo os últimos email que eu ainda tinha para abrir na caixa de entrada e desligo o notebook , coloco o notebook na pasta e guardo dentro do cofre, esse feriado seria para descansar ao lado de Madalena.

- Miguel? - Escuto a sua doce voz pelos corredores e quando abro a porta do escritório para sair , eu dou de cara com ela. Ela abre um sorriso. - Estou pronta.

- Você está linda. - Eu sorrio beijando os seus lábios e passa a mão pela sua barriga - O próximo natal e ano novo vamos ser nós três.

- Você já imaginou que loucura, em menos de três meses vamos ser pais. - Ela me olha emocionado. - Nossa pequena Maria vai está com a gente.

- O nosso presente - Eu sorrio para ela - Agora vamos? Minha mãe já ligou ansiosa.

- Eu imagino, dona Rute sempre sonha com esses natais em família, todos os anos.

- Minha mãe gosta de ter a família reunida. - ela se abaixa para pegar a mala. - Pode deixar que eu pego, vai entrando no carro que eu levo.

- Ok. - Ela abre um sorriso e vai em direção ao carro.

Eu pego às malas , aperto o botão na chave para abrir o porta mala e coloco as malas dentro do carro. Pelo porta mala eu vejo Madalena passando o batom em seus lábios se olhando no espelho da proteção de sol do carro, ela abre o sorriso mais lindo e doce que eu já vi na minha vida quando me vê olhando para ela.

- É melhor a gente ir. - Ela diz irônica e rindo, eu sorrio para ela e fecho o porta mala.

Entro dentro do carro e começo a dirigir, Madalena coloca uma música.

- Você terminou oque tinha para fazer da empresa? - Ela pergunta.

- Sim, consegui adiantar tudo. Nem estou levando o notebook, o feriado será nosso.

- Eu nem acredito, estou cansada de ter

que dividir você com a empresa.

- Eu sou o presidente , não posso parar.

- Deveria ser ao contrário, né? - Ela franzi os olhos e eu começo a rir.

- Você ainda fica mais linda irritada, sabia? - Ela balança a cabeça em sinal de negação e abre o cinto. - Não abre o cinto. - Eu falo preocupado.

-É rápido, é que a nossa menina mexeu. - Ela diz e eu tiro a mão do volante e coloco em sua cabeça e sinto ela mexer. E olho para ela rapidamente. - Miguel - Madalena olha para frente apavorada - Miguel - Ela grita e eu olho para frente vendo um carro na contramão.

Eu tiro o carro para o lado para não bater de frente , mas o carro pega no meio fio.

- Miguel. - Madalena diz desesperada e o carro desce o barranco com tudo e eu tentava puxar algum freio mas era impossível, Ele descia muito rápido. Ele bate em uma pedra e capota três vezes

Eu bato a minha cabeça contra a porta e o airbag do carro funciona depois apenas, eu passo a mão pelo meu rosto e tinha sangue. Meio tonto eu olho para Madalena que estava desmaiada e sangrava muito.

- Madalena - Eu bato em sua mão, mas ela não me respondia. - Madalena - Eu começo a ficar desesperado. - Madalena fala comigo - Eu grito e ela não me respondia. Eu tento me mexer mas era impossível. - Madalena fala comigo, não faz isso, Madalena. - Eu grito e grito e nada adiantava.

Madalena não me responde.

Alguns meses depois...

- Mais um por favor - Eu peço para o garçom e Pedro se aproxima da minha mesa.

- Não consigo acreditar que você está bebendo de novo. - Ele diz - Olha o jeito que está a sua vida. - Eu o encaro.

- A minha vida não tem mais sentido. A culpa foi minha , por culpa minha Madalena morreu.- Eu falo para ele.

- Você acha que era isso que Madalena ia querer? - Pedro fala me encarando - Você se acabando na bebida ? - ele me olha.- Você precisa dar um novo sentido para sua vida.

- A minha vida toda girava em torno de Madalena. - Eu falo para ele.

- Você precisa sair desse buraco que você mesmo se enfiou. Você já viu o estado que está a empresa ? - Ele me olha . - O estado que você está?

Eu encaro Pedro e ele tinha razão. Madalena foi o grande amor da minha vida , mas não era isso que ela iria querer para minha vida. Não era dessa forma que ela iria querer me ver.

- Vem eu te ajudo ir para casa - Pedro fala estendendo à mão para mim. - Vamos sair desse lugar. - Eu largo o copo de bebida e abaixo à cabeça.

Baixar livro