back
Baixar App Lera
icon 0
icon Loja
rightIcon
icon História
rightIcon
icon Sair
rightIcon
icon Baixar App
rightIcon
Meu Ex Me Reconquistou

Meu Ex Me Reconquistou

A.K.

5.0
Comentário(s)
631.6K
Leituras
486
Capítulo

O casamento não foi nada mais do que um negócio entre as duas famílias. Ele podia escolher qualquer uma para ser sua esposa, mas no momento em que a viu, ele sabia que era ela que ele queria. No entanto, seu casamento não durou muito por causa da sua indiferença. Até o momento em que assinou o acordo de divórcio, ele finalmente testemunhou as verdadeiras intenções dela. Acontece que ela se aproveitou dele também. Seu divórcio não foi o fim, mas o início do verdadeiro jogo do amor.

Capítulo 1
O acordo de divórcio

Quando Michelle Greenwood acordou naquela manhã, não estava se sentindo tão bem-disposta como deveria após uma noite de descanso. Ela estava inquieta e ansiosa, e tinha a sensação constante de que algo ruim estava por acontecer, o que a deixava de mau humor. Poucos momentos antes de o relógio bater as nove horas da manhã, ela recebeu um telefonema do próprio Gerard Roberts, pedindo-lhe para estar na empresa antes das dez.

Ela tinha ficado completamente surpresa com o pedido. Mesmo sem ter ideia do porquê que ele queria vê-la tão inesperadamente, no fundo sabia que algo muito ruim deveria ter acontecido. Ela se vestiu rapidamente e caminhou por cerca de dez minutos até chegar ao prédio do Grupo Roberts.

Não era a primeira vez que visitava aquele edifício e o fato não seria extraordinário se, dessa vez, não tivesse sido convocada diretamente por seu marido, o filho do dono do Grupo Roberts, para comparecer à sede da sua empresa na cidade Binel para assinar o acordo de divórcio.

Depois de alguns minutos sentada em silêncio no escritório de Gerard, segurando uma caneta na mão com tanta força que as pontas de seus dedos rapidamente empalideceram, ela olhou para baixo para o acordo de divórcio sobre a mesa, tentando evitar deliberadamente o contato visual com os olhos frios e indiferentes de seu marido. Ela não conseguia entender por que esse homem queria se divorciar. Eles estavam casados por mais ou menos um ano, será que ela tinha feito alguma coisa errada? Ou havia algum outro motivo que ela não sabia?

O mais estranho era que, se ele realmente queria o divórcio, não havia necessidade de se incomodar em pedir que ela fosse ao escritório, eles poderiam simplesmente ir para casa e conversar sobre o assunto tranquilamente, como dois adultos. No entanto, Michelle não estava levando em consideração que ele não aparecia em casa há mais de dois meses. Mesmo antes, seu marido dava a graça de sua presença muito raramente. Também não dormiam juntos ou transavam, apesar de serem casados.

Ela tinha plena consciência de que a razão pela qual se casaram era que ela pertencia à família Greenwood, uma família que possuía uma grande reputação e status na cidade. Apesar do fato de estarem casados por um pouco mais de um ano, Gerard foi conseguindo mais poder pouco a pouco até obter uma posição alta o suficiente para ser considerado indispensável para a família Roberts. Agora, ele também tinha grande poder e influência em Binel. Ela, por outro lado, era simplesmente Michelle, uma mulher sem conquistas significativas, uma ninguém. Como se isso não bastasse, ninguém sabia que ela era a esposa legal de Gerard, já que estava estipulado assim no acordo entre ele e a família Greenwood. O casamento deles deveria ser mantido em segredo.

Para ganhar a lealdade da família Roberts, a família Greenwood decidiu forçá-la a se casar com ele a qualquer custo. Além disso, ela não era nada mais do que uma pessoa dispensável da família Roberts, tendo um status inferior ao de qualquer empregada da família. Enquanto pensava sobre todas essas coisas, Michelle não pôde evitar de soltar um suspiro sem muita emoção. Parecia que Gerard era um cara bastante inteligente, já que preferiu se casar com ela em vez de com uma de suas primas, sabendo da baixa hierarquia que ela ocupava na família Greenwood. Assim, ele contava com que a família dela não se preocupasse com Michelle e não causasse nenhum problema ou dissesse uma única palavra quando chegasse a hora de se divorciar.

Enquanto essas ideias passavam por sua cabeça, um grande sorriso se espalhou pelo belo rosto dela. Parecia que a família Greenwood iria provar um pouco do seu próprio remédio ao menos dessa vez. Eles não apenas foram incapazes de capitalizar da aliança com a família Roberts, mas também sofreram algumas perdas. E se a família Greenwood descobrisse que Gerard tinha decidido pedir o divórcio? Tudo indicava que ficaria uma grande bagunça depois da separação.

"Vamos! Assine!", mandou Gerard com um tom indiferente na voz enquanto a olhava friamente.

"Tudo bem", respondeu ela, finalmente criando coragem para levantar a cabeça e olhá-lo nos olhos. Naquele exato momento, parecia um tanto surreal para ela se lembrar do fato de que esse homem tinha sido casado com ela por mais de um ano. Então, com um sorriso de felicidade em seus lábios, ela colocou a ponta da caneta sobre o papel e assinou seu nome com tanto cuidado como se estivesse tentando ganhar um concurso escolar de caligrafia. Michelle estava levando essa situação muito a sério, mas a cada letra que escrevia, sentia seu coração afundar um pouco mais. O que a entristecia não era o fim desse casamento por conveniência, mas o fato de que tudo aquilo mostrava apenas o quanto ela era insignificante, tanto para a família Greenwood quanto para o homem com que se tinha casado.

"Michelle...", murmurou Gerard, não esperando vê-la tão tranquila naquela situação. Ele apenas proferiu o nome dela, sem completar a frase, como se um gato tivesse comido sua língua. Após assinar o documento, Michelle olhou para ele com um sorriso caloroso nos lábios, na expectativa de que ele fosse dizer alguma coisa. Então Gerard limpou a garganta desajeitadamente e disse: "Michelle, vou pedir ao advogado que transfira o dinheiro imediatamente para sua conta. Além disso, você vai manter a propriedade da casa, já que sempre foi sua, desde o início. Assim, você poderá continuar morando lá, sem necessidade de se mudar. Quanto às minhas coisas..."

Baixar livro