back
Baixar App Lera
icon 0
icon Loja
rightIcon
icon História
rightIcon
icon Sair
rightIcon
icon Baixar App
rightIcon
4.9
Comentário(s)
7K
Leituras
26
Capítulo

No meio de vários moradores de rua, viciados ou no mínimo incapazes de se manter, vivia um em especial, de quem eram aqueles belos olhos castanhos? o que eles já teriam visto? nem ele mesmo conseguia responder. No meio de vários médicos de algum jeito solidarios por ajudarem moradores de rua, vivia uma em especial, ela sabia exatamente quem era, e o quanto sua vida classe média alta era infeliz, a bela Belga Piper mal sabia como a Bélgica era, mas sabia exatamente como o mundo era cruel ainda mais com moradores de rua sem nenhuma proteção, o destino dos dois irão ser traçados, quem realmente ele é? Será possível que Piper voltará a ser feliz?

Capítulo 1
Antes dele havia alguém

Eu adorava o jeito que ele dormia todo esparramado na cama, eu quase nunca estava com ele, sempre esperando por uma desgraça no trabalho. Se a pergunta é como eu o conheci? Bem, não é tão simples dizer, eu era a garota do all star encardido, um dia ele tinha sido branco. Falar que para eles eu era uma garota para eles foi um jeito legal de me apresentar, mas na verdade eu era o homo sapiens de gênero discutível.

Mais outra verdade, eu sou Belga não brasileira, meu pai Nestor Rolland Piper ( para quem não conhece) é de lá e ele e minha mãe tiveram um história de "amor" que durou um ano.

Ele foi embora pouco antes de eu nascer e minha mãe voltou para o Brasil onde encontrou outro cara e foi assim por um bom tempo, um cara e depois outro cara... Até eu completar 12 anos, ela ficou grávida e eu fiquei em êxtase porque agora eu teria alguém para dar a mão e não ficaria sozinha quando minha mãe fosse viver uma nova aventura romântica épica, ela começou a fugir quando eu completei 9 anos, por isso que aprendi a ser independente, mas o pai da minha irmã Analice sempre nos ajudou e eu não gostava de fazer protestos ao meu pai.

Ele nunca vinha me ver, mas sempre dizia a mesma ladainha se tiver algum problema eu vou ai te ver com o sotaque mais fofo do mundo, eu não podia colocar ele no meio dos meus problemas, ele tinha os olhos azuis esverdeados e muitas sardas nas bochechas e o cabelo preto tão preto que parece que ele pintava, mas o meu era do mesmo jeito.

A primeira pessoa que eu confiei de verdade foi o Cid ou Aparecido, ele odiava que eu falasse o nome dele inteiro e sabia que quando eu estava brava com ele eu o chamava assim.

O modelo Cid Isolyk que veio do Rio Grande do Sul para o mundo, se não sabem a garota do all star encardido virou a namulher de um modelo internacional, Cid tinha tudo para isso ele era bonito de um jeito diferente tinha os cabelos loiros escuros os olhos castanhos e um sorriso de literalmente um milhão de dólares.

Me lembro que no dia em que o conheci ele me perguntou como fazia para acertar cestas tão perfeitas, eu sempre fui uma boa esportista aquela que era a primeira escolhida na escola, foi assim que a gente se conheceu, em um treino particular meu da escola, eu odiava admitir mas minha mãe estava mais que certa existia amor à primeira vista.

Ele era o meu norte, não havia nenhum plano em meu futuro que não existisse ele, então eu resolvi crescer comprei roupas bonitas e comecei a fazer faculdade de medicina, naquela época eu planejava que iria ser clínica geral e me especializar em ortopedia, tudo estava perfeito, mas ai a minha vida deu uma volta, minha mãe apareceu grávida da s

ua última fuga com meu professor de natação, que o meu pai pagava, eu gostava dele e isso era positivo, sentia ele como um pai mas a minha mãe o dispensou como um cachorro, ele continuou morando em nossa casa para mim não havia a mínima necessidade dele ir embora, Samuel Sioli foi um bom pai durante três anos, mas quando viu a minha mãe com o milionário Diego Nonato entrou em uma grande depressão, largou o trabalho largou tudo e caiu no mundo das drogas, eu tinha muita vergonha quando ele roubava as coisas e o dinheiro lá de casa, mas como sempre tapava o sol com a peneira já que eu ganhava bem como secretária de um procurador, entretanto ele sempre devia a traficantes e eu morria de medo.

Dois anos se passaram e o medo não foi embora, eu estava quase no meio da faculdade, Analice já estava com 5 anos e mais linda do que nunca com seus belos olhos castanhos claros e os seus cabelos que de tão claros pareciam pintados louros e na altura da cintura, eu me lembro que costumava a vestir como uma princesa e naquele dia não foi diferente, Cid chegou cedo do Japão naquele dia, fazia algumas semanas que não nos víamos, eu estava nervosa porque não via Samuel a alguns dias e ele logo descobriu, ele era perito em descobrir o que eu sentia em duas semanas de flertagem descarada ele já sabia o que eu sentia, ele era bom demais pra mim.

— baby o que se passa ? — ele perguntava com aquele sotaque gaúcho que eu amava e o seu fan clube que eu era morta de ciúmes também

— não é nada Cid, só o Samuca que sumiu de novo — digo forjando roer unhas, a namorada do Cid não podia ter unhas roídas então forjar sempre faz bem

— podemos ir atrás dele se você quiser — ele diz sorrindo e me abraça, todos diziam que nós dois parecíamos um casal de duas semanas por causa da doçura um com o outro que dava até diabetes

— deve estar cansado, eu não quero atrapalhar você pode descansar eu me viro — digo sem graça mas ele me puxa sem dizer nada do jeito Cid de ser, ele era calmo, a maluca da nossa relação era eu, compreensível e nunca havia gritado comigo, resumindo ele era tudo o que eu podia querer.

Tudo mudou naquele dia, estamos no meio da cracolândia um lugar que eu já tinha familiaridade, eu não gostava disso de saber como era lá mas passava a vida procurando o pai da minha irmã por lá.

Foi tudo muito rápido um homem esquelético com um sorriso cruel e com um brinco na orelha esquerda os pés eram sujos e Cid não reagiu só entregou o rolex e o celular, ele estava paralisado e eu também até que um carro aparece em alta velocidade e tudo se apaga eu não sei se eu não quero lembrar para não sofrer ou se eu não lembro porque sofri demais.

Baixar livro