icon 0
icon Loja
rightIcon
icon Histórico
rightIcon
icon Sair
rightIcon
icon Baixar App
rightIcon
O Dono Do Morro Dono De Você

O Dono Do Morro Dono De Você

MahCampos

4.9
Comentário(s)
180.2K
Leituras
73
Capítulo

Uma menina meiga perde seus pais em um acidente de avião, ela teve que ir embora para o Rio de janeiro, viver com a tia no complexo do alemão. Deixando para trás sua governanta que é como sua segunda mãe e sua melhor amiga Raíssa. No morro ela conhece o dono, Morte no começo não se deu muito bem com ela, porém em um baile que ela foi com sua prima e a sua amiga, no final da festa a prima sai correndo ao ver o cara que gosta com outra pessoa, sua amiga correu atrás dela e deixou a Íris sozinha. Nisso, Morte chamou Ísis para ir com ele, que a levaria em casa, porém foi para sua casa antes e lá tomado pelo ódio, por ela aparecer com uma pessoa do passado dele que o fez sofrer. Então ali drogado e bêbado ele abusa dela, que no outro dia acorda e começar a lembrar do que fez e ainda constatando que era ela, Morte a tira do morro, com ela pedindo para que ninguém saiba o que aconteceu. Ele pede perdão a ela e claro, Ísis o perdoa, depois de uns dias ela descobre que será mãe e ele pai, Morte fica feliz e a leva para morar com ele, descobrindo que ele fez tudo aquilo com ela porque pensou que a mulher que fez mal a ele matando sua mulher grávida era ela. Deixando a casa dele e vai viver longe, porém eles convivem em harmonia. Com a chegada da Raíssa e a sua aproximação, ela começa a sentir ciúmes e descobre que está começando a amar aquele a quem só lhe machucou. Após um tempo, eles começam a viver mais perto como amigos e assim fazendo com que ele entregue o seu coração.

Capítulo 1 Prólogo

O que você faria se de um dia para noite, tudo muda! Seus pais morrem e você precisar se mudar para um morro e ali, você começa uma nova vida, porém por azar ao destino, você acaba sofrendo por coisas que você nem fez e isso só acontece por ser confundida, assim por conta de um erro, o que não era para ser se transforma em amor.

“Será que eu sou realmente forte para passar por tudo isso?”

Essa é a história de Íris e Morte, venha acompanhar essa incrível história de desencontros ao encontro do amor.

Apresentação dos personagens principais

Meu nome é Iris tenho 20anos e morava com meus pais em São Paulo, meus pais tem uma empresa bem sucedida aqui, ela tem uma parceria com a empresa da Raissa, sua mãe deixou pra ela depois que faleceu, e como ela era nova ela ainda não entendia nada, então fez essa parceria com meus pais pra que eles podessem ajudar a tomar conta já que eles ficaram com a sua guarda, porém ela não morava com a gente por que nao queria sair da sua casa e tem de perto da sua babá, e eles junto com uma equipe de confiança tomam conta, eu e a Raissa somos melhores amigas desde a terceira série e também ela tem minha idade 20 anos, meus pais sempre fizeram as minhas vontades e sempre me trataram como a princesinha deles, assim como a Raissa e mesmo a gente sendo bem de vida eles sempre ensinaram que dinheiro não é tudo, que ele pode compra bastante coisas menos nossa dignidade, e amor e que nunca devemos humilhar ninguém que seja menos que nos e que se eu puder devo ajudar e nunca julgar ninguém sempre tentar entender outro e ser humilde

Porém minha vida mudou da noite pro dia quanto recebi a notícia que eles tinham morrido em um acidente de avião, e pra mim não ficar sozinha meus pais deixou uma tia minha do morro do Complexo do Alemão pra tomar conta de mim, e a Raissa pode ir também se ela quiser porém ela está terminando um curso pra começar a faculdade então ela não vai ir, minha tia mora com a sua filha de 22 anos a Kemilly ela quando a gente eram pequenas ela vinha muito pra cá passar em suas férias, a gente somos muita amigas mesmo morando longe uma da outra, e ela e a Raissa também sempre se deram bem, e vai ser bom pra mim

Decidi que minha babá irá continuará tomando conta da minha casa aqui e continuará morando aqui, mais assim que eu compra uma casa do asfalto meus pensamentos é levar elas embora comigo, do testamento dos meus pais eles me deixaram a casa, uma fortuna muito grande do banco que quando eu fizer 21 anos posso tomar conta sozinha, enquanto isso eu tenho uma conta que já uso que tem um bom dinheiro dela e poderei viver sem mexer da minha outra conta, ainda mais que o que meus pais recebiam da nossa empresa por mês agora será meu, e já deixei tudo arrumado pro banco depositar um valor da conta da minha babá pra cuidar de todas as despesas da casa e do seu pagamento mensal junto com seus direitos ao médico quanto precisar, aqui do testamento fala também que a casa que minha tia mora é da minha mãe então eu sou dona dela porem ninguém sabe nisso e não irei falar já que ela está aceitando ficar comigo, espero que a minha nova vida continue de boa pois sei que dentro dos morros tem os que manda e você tem que obedecer e se possível não se meter com nenhum deles

Me chamo Eduardo para os mais próximos só Edu e já para o morro sou chamado de Morte pois carrego varias mortes, eu não gosto de ser contrariado com nada quando falo quero que me obedeçam, os únicos que dou permissão em me encher meu saco são meu sub daqui Felipe vulgo neguinho, o Fabiano vulgo finin, e a doida surtada e fiel do Felipe a Rafaela eu considero ela demais pois aqui do morro ela é umas das poucas que sempre soube se comporta, ela tem 22 anos e a mina é vida louca e tem uma loja de roupas aqui o Neguinho é louco por essa mulher ele tem 26 anos mais é muito responsável já o Finin tem 25 anos e é bicho solto igual eu a gente pega todas mais não assumimos nenhuma é só uma foda e tchau e as vezes com direito de replay, também tem a kemilly ela é uma garota muito de boa e dá os melhores conselhos somos amigos de infância, pois sua mãe a tia Rose era a melhor amiga dos

meus pais, a gente foi criado juntos, e meu pai sempre me fez prometer que sempre iria cuidar dela como se fosse a minha irmã mais nova e sempre foi assim, e eu sei que ela tem uma queda pelo Finin, e o cara nunca percebeu isso porque é um otario, sério eu nunca falei isso pra ele mais todos sabem que ela ama o cara desde a sua adolescência mais por ela ser tímida nunca teve coragem de falar pra ele, e espero que um dia os dois fiquem juntos pois ela merece ser feliz, mesmo se for com o finin

Tenho 24 anos e assumiu meu morro com 17 anos quando os verme filha da puta mataram meu pai, só que em uma semana eu me vingue e matei cada um que estava do dia em volta dele, e ajudou a matar ele, minha mãe morreu quando estava com 15 anos, ela sempre foi uma guerreira e sempre ajudou meu pai aqui dentro do morro e muita coisa tinha que ser do jeito dela, e os vapores aqui tinha mais medo dela do que do meu pai, sério mesmo ela não fazia parte do crime sempre teve muitas ideias boas, sobre tudo principalmente pra ajudar os moradores daqui de dentro e até hoje muitas coisas tem aqui por causa dela, e a segurança daqui é forte

Não gosto de fazer covardia com pessoas inocentes e tem permito que meus vapores também faz, quando minha mãe era viva sempre me fez prometer que eu iria tratar as mulheres bem, e que nunca maltratasse nenhuma seja o que elas fossem, e eu tinha como exemplo meu pai que era fiel, carinhoso e sempre respeitador meus pais dentro de casa era um exemplo bom de casal pra mim, mesmo meu pai sendo dono de um morro ele me falava que nunca devemos ser mal com nossos amigos de verdade e principalmente com quem vamos amar sempre concordei, só não dá parte de amar pois nunca amei mulher nenhuma, além da minha mãe e das três doidas que eu convivo todos os dias tia Rose, Rafa e a Kemilly(milly)

Pra quem acha que bandido não se apaixona está enganado eu tive duas histórias a primeira vez que eu me apaixonei foi pela Stafany ela era muito linda do começo a gente vivia de boa bem e se tava bem em tudo,porém ela começou a brigar com todas as mulheres daqui até as que era mais velha e me tava bom dia, boa tarde, boa noite ou qualquer outra coisa ela xingava e quanto falava pra ela para ela vinha pra cima de mim querendo me bater só que como eu sempre fui educada pra não bater em mulher eu deixava ela lá em casa e saí ia pro bar ou pra minha outra casa, ou ia dormir da kemilly, coitada até ela já fio xingada e quase apanhou da Stafany ainda bem que meus vapores interviu e não deixaram, essa foi a última gota de paciência então depois de dois anos de relacionamento eu larguei dela, e ela me falou que eu iria me arrepender por isso

Passou alguns meses e conhecia a mulher da minha vida que eu me apaixonei e depois passei a amar ela demais, ela era moradora nova seu nome era Raquel ela veio pra cá pra trabalhar aqui do morro do hospital ela era perfeita, em um dia de invasão acabei levanto um tiro do braço e ela que me atendeu e ali começamos a conversar, e por causa do neguinho peguei seu número pois é ele pediu o número dela se caso precisasse dela pra me ajudar se eu precisasse e ela deu, e ele me deu passou uma semana e eu mandei um bom dia tudo bem, até pensei que ela não iria me responder mais não logo ela me respondeu, então desse dia em diante começamos a trocar mensagem e assim quando as meninas souberam por causa dos fofoqueiros dos meninos, elas logo deu um jeito de virar amigas dela e começou a chamar ela pra sair do dia de sua folga, e chamava pra ir pra pizzaria então logo começamos a ficar, depois pedi ela em namoro e ela aceitou,porém a Stefany ficou sabendo que eu já tinha assumido outra mulher começou a quere discutir e bater dela e meus vapores como sempre não permitiam, até que um dia a Stefany pegou a Raquel da trairagem tentou bater dela, porém Raquel conseguiu mudar as posições os vapores tentou separar mais as meninas não deixou e assim Raquel deu uma surra da Stefany e com isso fez ela ficar com mais ódio ainda

Passou algum tempo Raquel engravidou e eu era o homem mais feliz por estar fazendo uma família com a mulher que eu amava, mais aí a tragédia veio um dia o morro foi invadido Raquel estava de quatro meses e a gente já sabia que seria um menino já estava quase tudo pronto pra ele, só que com essa invasão veio a tragédia quanto cheguei em casa meus vapores de confiança estavam todos mortos, e quando entrei da casa junto com os meninos vi a cena mais horrível da minha vida, minha mulher tinha levado três tiros e estava morrendo cheguei perto dela e ela me deu um sorriso lindo e falando que ela e o nosso filho apartir daquele momento seriam meus anjos da guarda, que era pra seguir em frente e quando achasse a pessoa certa era pra mim ser feliz, e que ela iria me amar por toda vida e assim ela acabou morrendo dos meus braços e ali fiquei do ódio e queria vingança

Sai pra fora pra procurar algum inimigo mais só encontrei um vapor meu que tinha levado dois tiros, cheguei perto dele pra tentar ajudar mais ele mesmo falou que não tinha tempo e que era pra mim ajudar a mãe dele e sua filha de três anos e eu prometi que iria cuidar dela com muito gosto, e ele também me falou que quem fez isso foi o dono do morro São Carlos o Chavão seu sub Monstrão e junto deles estavam a Stafany assim como ele todos os outros tentou defender ela porém todos foram mortos por eles e a Raquel apanhou da Stefany depois levou um tiro da barriga, e os outros dois deu um tiro cada um dela também, então passei o rádio pra todos os vapores procurarem todos e assim acharam a Stefany depois do enterro passei três dias de luto e depois desci pra me vingar da Stefany, e jurei que iria atrás do dono e o sub do morro São Carlos, mais como não quero que ninguém inocente morra então vou fazer tudo direito,depois nisso então me tornei mais frio e calculista e depois nisso me tornei o que sou hoje pego mais não me apego por nenhuma, eu sou considerado uns dos maiores traficantes procurado do Rio de janeiro, e até hoje nunca mais namorei nenhuma mulher, se algum dia eu me apaixonar vou ser feliz mais enquanto não acontece eu vou curtindo a vida do jeito que pode e protegendo meu morro de todos que querem ele

Continuar lendo

Você deve gostar

Outros livros de MahCampos

Ver Mais
Capítulo
Ler agora
Baixar livro