Login to Lera
icon 0
icon Loja
rightIcon
icon Histórico
rightIcon
icon Sair
rightIcon
icon Baixar App
rightIcon
A Segunda Chance com Meu Amor Bilionário

A Segunda Chance com Meu Amor Bilionário

Jolie Spear

5.0
Comentário(s)
90.3M
Leituras
889
Capítulo

Rena dormiu com Waylen quando estava bêbada uma noite. E como ela precisava da ajuda dele enquanto ele se sentia atraído por sua beleza juvenil, o que deveria ser um caso de uma noite evoluiu para algo mais. Tudo estava indo bem até Rena descobrir que o coração de Waylen pertencia a outra mulher. Quando aquela mulher voltou, ele parou de voltar para casa, deixando-a sozinha por muitas noites. Finalmente um dia, a pobre garota recebeu um cheque e umas palavras de despedida. Para surpresa de Waylen, Rena apenas sorriu ao dizer: "Foi divertido enquanto estávamos juntos, Waylen. Mas espero que nunca mais nos vejamos. Tenha uma boa vida." No entanto, por decisão do destino, os dois se encontraram novamente. Vendo que Rena tinha outro homem ao seu lado, os olhos de Waylen ardiam de ciúme e ele gritou: "Como diabos você conseguiu seguir em frente? Pensei que você amasse apenas a mim!" "É passado!" Rena zombou, "Há muitos homens neste mundo, Waylen. Além disso, foi você quem pediu o término. Agora, se quiser namorar comigo, terá que esperar na fila." No dia seguinte, Rena recebeu um anel de diamante e uma mensagem do banco informando que alguém havia transferido bilhões para sua conta. Waylen apareceu, se ajoelhou na frente dela e disse: "Posso furar a fila, Rena? Ainda quero você."

Protagonista

: Rena Gordon e Waylen Fowler

Capítulo 1 Um homem importante

Em um quarto de hotel pouco iluminado...

Rena Gordon beijou apaixonadamente o atraente homem desconhecido.

Mais cedo nesta noite, Harold Moore, seu ex-namorado, anunciou que estava noivo de outra mulher. Rena ficou extremamente abalada, o que a levou a afogar as mágoas na bebida em um bar. Sob o efeito do álcool e encantada pelo carisma misterioso do homem, ela se viu inexplicavelmente naquele quarto.

Como Harold iria se casar com uma garota rica, apesar do relacionamento de quatro anos deles, seria razoável para ela se presentear um pouco também, certo?

Enquanto o homem começava a despi-la, Rena instintivamente se apoiou no ombro dele e, num momento de confusão, sussurrou: "Harold!"

O homem parou abruptamente, fazendo com que o desejo intenso que existia antes desaparecesse imediatamente.

De repente, as luzes se acenderam.

Ela semicerrou os olhos em resposta ao brilho intenso, mas assim que sua visão se adaptou, ela pôde distinguir o rosto do homem com clareza.

Se tratava de Waylen Fowler, o advogado mais requisitado em todo o país. Ele havia conquistado uma imensa popularidade dentro da comunidade jurídica e era considerado uma pessoa altamente realizada, com inúmeros bens valiosos.

No entanto, o fator mais significativo foi que ele era o futuro cunhado de Harold, que a traiu recentemente.

Rena ficou completamente sóbria instantaneamente.

Com os olhos fechados, ela respirou fundo. Ela quase transou com o irmão do seu maior rival no amor!

Waylen também se afastou dela.

Ele encostou na parede e acendeu um cigarro. Após respirar fundo, ele a observou dos pés à cabeça e brincou, "Senhorita Gordon, você realmente é intrigante."

Ele tirou a cinza do cigarro e perguntou com um leve sorriso: "No que você estava pensando quando me beijou? Você queira transar comigo para provocar ciúmes em Harold?"

Claramente, Waylen também havia reconhecido ela.

Rena achou impossível fingir que não sabia nada sobre esse homem.

Afinal de contas, Waylen era famoso. Devido aos efeitos da bebida alcoólica, ela simplesmente não conseguiu reconhecê-lo antes.

Sabendo que seria prudente não contrariar um homem tão importante, ela baixou a cabeça e se desculpou: "Me perdoe, senhor Fowler. Eu bebi demais."

Felizmente, ele não criou nenhum empecilho para ela. Depois de terminar de fumar, ele endireitou sua postura e jogou casualmente um casaco na direção dela. "Coloque isso. Vou te levar para casa no meu carro."

Rena expressou sua gratidão a ele de maneira delicada.

Durante toda a viagem no Bentley de Waylen, Rena não conseguia evitar dar olhadelas ocasionais nele, mesmo que nenhum dos dois falasse.

O rapaz tinha um rosto com ângulos marcantes e a linha do maxilar perfeitamente esculpida. Apesar de não conhecer a marca da camisa dele, ela conseguia perceber que era cara.

Rena presumiu que havia muitas mulheres ansiosas para se envolver em um relacionamento romântico com esse homem.

Após um curto período de silêncio, Waylen estacionou o carro em frente ao local pretendido. Ao lançar um olhar de soslaio, ele admirou por um breve momento as pernas esbeltas e perfeitamente alinhadas dela antes de, por fim, entregar-lhe seu cartão de visita.

Rena sabia o que isso significava.

No entanto, ela ficou surpresa pelo fato de que ele ainda desejava dormir com ela mesmo depois de descobrir sua verdadeira identidade.

Apesar de seu charme e provável habilidade na cama, Rena hesitou. Percebendo as consequências de se envolver com alguém de sua posição, ela afirmou: "Senhor Fowler, seria prudente para nós evitarmos manter contato."

Waylen deu de ombros.

Embora Rena fosse indiscutivelmente bonita, ele nunca se imporia a ela se ela não correspondesse ao seu interesse.

Com um gesto rápido, ele cuidadosamente guardou seu cartão de visita no bolso e comentou: "Sua inclinação ao conservadorismo realmente combina com você."

Apesar de se sentir um pouco envergonhada, Rena ficou agradavelmente surpresa quando Waylen saiu do carro e cavalheirescamente abriu a porta para ela. Ela não pôde deixar de se perguntar se tudo o que havia acontecido entre eles naquele quarto de hotel era apenas fruto da sua imaginação.

Depois que ela desceu, o carro saiu lentamente.

Um vento gelado soprou, causando arrepios em sua espinha. Foi apenas naquele momento que ela percebeu que tinha esquecido de devolver o casaco para ele.

Enquanto ela estava pensando se deveria tentar alcançá-lo, o celular dela começou a tocar de repente.

Ela deu uma rápida olhada no identificador de chamadas e viu que era sua madrasta Eloise na linha. Do outro lado do aparelho, a voz do interlocutor tremia de ansiedade enquanto suplicava com urgência: "Rena, por favor, volte para casa imediatamente! Um incidente infeliz ocorreu!"

Rena perguntou sobre o assunto, mas Eloise teve dificuldade em transmitir uma explicação clara pelo telefone e simplesmente implorou para que ela voltasse para casa o mais rápido possível.

Continuar lendo

Você deve gostar

Capítulo
Ler agora
Baixar livro