back
Baixar App Lera
icon 0
icon Loja
rightIcon
icon História
rightIcon
icon Sair
rightIcon
icon Baixar App
rightIcon
O AMOR DE INFÂNCIA DO CEO

O AMOR DE INFÂNCIA DO CEO

Palomakemm

5.0
Comentário(s)
100.4K
Leituras
160
Capítulo

UMA AMIZADE DE INFÂNCIA QUE SE TORNOU AMOR , ATRAÇÃO E SUBMISSÃO. Eles eram amigos de infância, ela a neta da empregada e ele o filho dos patrões. Foram separados quando o pai dele percebeu que amizade deles poderia atrapalhar os seus planos futuramente. Depois de anos , o destino faz os dois se encontrarem, ela seria a sua nova secretaria e os dois acabariam se envolvendo e não iriam perceber quem era quem.

Capítulo 1
1

2021....

Dominique narrando

Eu estava no meio do meu curso e tinha tantos sonhos para realizar. Chegar no serviço hoje e receber a notícia que eu tinha sido despedida , foi como jogar todos os meus sonhos pela lama.

Agora estava eu aqui nas ruas de São Paulo, andando até a parada para pegar um ônibus com uma caixa cheio de porcarias pessoais e ainda segurando um guarda chuva porque estava chovendo.

Tinha mais alguma coisa para acontecer nessa sexta feira 13?

- Filho da puta - Eu grito para um carro que passa com tudo na poça de água e me molha por inteiro - Só porque você dirige um carrão não te dar o direito de molhar os outros. - Ele nem tinha me escutado. Com um carro desses que deveria está avaliado no que em quase 1 milhão, duvido que dava para escutar os pobre mortais.

Paro na parada de ônibus e coloco a minha caixa com meus pertences ali do lado, e começo a tentar me secar. Tento fechar o guarda chuva mas ele emperrava.

- Perdeu tia perdeu tia - Um menino fala com uma arma na mão. - Passa tudo, passa tudo.

- Tudo oque eu tenho está nessa caixa - Eu falo rapidamente. Ele olha a caixa passa a mão nela e sai correndo.

Eu olho para os lados a onde uma senhora se aproxima com medo. Eu sento na parada e começo a chorar, oque mais faltava para o meu dia terminar ?

- Pelo menos ele não levou a bolsa - Ela diz E eu vejo que ainda estava com a minha bolsa.

Não que tivesse muita coisa importante na aquela caixa , mas era minhas. Mas se pensar bem, o ladrão deu mais azar do que eu. Oque ele roubou? Uma caneca com a foto da empresa desejando um feliz 2021?

Que bosta de ano.

O ônibus chega e eu entro , encosto a cabeça na Janela e fico pensando no que eu ia fazer da minha vida. Eu tinha recebido uma boa grana mas precisava me manter nessa cidade , viver em São Paulo não era barato.

Nada era barato por aqui. Tinha que ter dinheiro para se sustentar, pagar aluguel, luz, água, comida, médico e etc.. era muita grana.

Eu morava no Jardim Varginha em São Paulo um bairro periférico, tudo muito simples. Quando chego no meu ponto eu aperto o sinal e desço. Quando abro o guarda chuva o vento era tão grande que leva embora ele.

Respiro fundo. E vou andando até em casa na chuva.

Assim que entro, encontro a Marcela. Marcela era uma amiga minha de Maceió, eu não tinha muitos amigos, preferia ter poucos mas ter apenas os verdadeiros ao meu lado. Eu era bem crítica à isso. Ela morava comigo e tinha se formado em direito e agora iria cursar o concurso público para investigadora da Polícia.

- Já chegou Nick? - Ela fala.- Nossa mas é cedo ainda.

- Eu fui mandada embora - Eu falo tirando o meu calçado cheio de água dentro. - Ainda fui assaltada, levaram todos os meus pertences e meu guarda chuva quebrou. Estou toda molhada. - Ela me encara.

- Nossa amiga, Que dia. Foi oque? Quebrou um espelho. - Ela me olha.

- Deve ser a sexta feira 13. - Olho para ela que me encara e começa a rir.

- Fica tranquila, são Paulo e enorme logo você consegue outro emprego. - Eu olho para ela.

- Como se fosse fácil assim . - Eu vou até o banheiro tirando a roupa molhada.

- Você tem sorte. Eu tenho um ex colega da faculdade Que me ofereceu uma vaga de emprego.

- A onde?

- Na Hermes Tecnologia, Uma empresa estrangeira e mundialmente conhecida.

- Vaga de que? - pergunto interessada.

- Secretaria do presidente da empresa e co - Fundador dela. - Eu olho para ela. - A entrevista e amanhã, você pode ir. Eu não vou ir mesmo.

- Duvido que ele iria me escolher. Imagina como deve ser para trabalhar nessa empresa.

- Você com medo de algo Nick? Fala sério. Você é a mulher mais decidida e autoritária que eu já vi no mundo, intensa da forma que é, dedicada . Já conseguiu a vaga de emprego antes mesmo de ir.

Eu olho para ela e ela abre um sorriso.

- Então posso dizer que você vai? - Ela pergunta.

- Pode.- Eu falo - Você tem razão eu adoro novos desafios.

- Estou indo trabalhar - Ela diz - Até a noite.

- Até.

Eu vou para o meu quarto e começo a organizar algumas coisas , ele estava uma bagunça. Eu era totalmente atrapalhada para várias coisas.

No meio de alguns livros eu encontro uma foto minha com David e passo a mão no meu cordão que estava por de baixo da roupa. Eu não me lembrava com tanta clareza dele porque eu era uma criança bem pequena, mas tinha algumas lembranças da minha infância com ele. Eu nunca mais tive notícias, toda vez que vou visitar minha vó Geni, ela fala de como a gente aprontava juntos.

Sorrio olhando a foto e coloco a foto no baú das lembranças boas.

- Quem sabe um dia a gente ainda não se encontre não é mesmo? - Eu falo colocando a mão no meu cordão e abrindo um sorriso - David.

903/5000

Baixar livro