back
Baixar App Lera
icon 0
icon Loja
rightIcon
icon História
rightIcon
icon Sair
rightIcon
icon Baixar App
rightIcon
Amor, Traição E Vingança

Amor, Traição E Vingança

Verônica Costa

4.8
Comentário(s)
704.3K
Leituras
497
Capítulo

Seu marido a traiu e o mundo inteiro a considerou uma assassina. Tomada pelo ódio, Maria se divorciou de seu marido, James, e deixou a cidade. No entanto, seis anos depois, ela voltou com o rival mais importante de seu ex-marido. Como uma fênix reencarnada das cinzas, ela prometeu fazer todos pagarem pelo que fizeram a ela. Ela concordou em trabalhar com ele apenas para se vingar, mas não percebeu que ela já havia se tornado sua presa. Em um jogo entre amor e desejo, nenhum de nós sabia quem iria ganhar no final.

Capítulo 1
O retorno de diva

Tudo começa no Golden Lion Hotel em Cidade H.

Sr. Norman Shen estava prestes a comparecer à festa. Os rumores de quem seria sua companheira já tinham sido divulgados antes de sua chegada. Dizia-se que era uma mulher muito bonita.

A festa já tinha começado, mas de repente a porta do salão de banquetes se abriu novamente. Apareceu um homem acompanhado por uma mulher, ambos causaram comoção.

Cada passo que davam ao entrar no grande salão causava uma grande euforia. Todos os convidados se viraram para se ver espantados e cochicharam sobre isso.

Certamente era Sr. Norman. Ele estava vestindo um terno preto com listras escuras e um par de sapatos de couro marrom escuro. Ao seu lado, uma bela mulher segurava seu braço.

Ela usava um vestido de noite preto na altura do tornozelo e estava acompanhada por um conjunto de joias de safira. Sua maquiagem era bastante sutil e natural, o que destacava seu rosto oval. Os convidados ficaram encantados só de olhar para ela. Definitivamente não passou despercebida.

No momento em que o público percebeu quem era essa mulher radiante, todos eles engasgaram. Em seguida, eles olharam para Alina Tang, a anfitriã da festa de aniversário naquela noite, e James Xi, o homem ao lado dela.

A aparição da mulher na festa fez as pessoas começarem a murmurar. "Mas você viu aquela mulher? Ela não é Maria Song?", disse um deles.

"Você está certa! É definitivamente Maria!", outro confirmou.

"Oh, Meu Deus! Ela não morreu? Porque ela está aqui? Como ela ousa voltar depois de ser acusada de assassinato! Como ela tem coragem de se apresentar?", outro dos convidados interveio.

"E você notou o rosto dela? Ela fez cirurgia? Desde quando ela se tornou tão atraente?"

"Sei lá! Vem com Sr. Norman. Com certeza algo interessante vai acontecer!"

Sem dúvida, as coisas estavam começando a ficar interessantes.

O retorno repentino de Maria não só chocou todos na festa, mas também os assustou, já que o homem com ela que havia chegado era o rival de negócios de James, Norman Shen.

E não só isso, Maria era a ex-esposa de James, CEO do HL Group.

Tanto James quanto Norman gostavam de manter a discrição e, portanto, limitaram-se a aparecer em público a todo custo. Era muito raro vê-los comparecer a esse tipo de festa. Mas para James, tudo isso tinha um propósito. Boatos sobre seu futuro noivado com Alina se espalharam como um incêndio. Quanto ao Norman, ele não estava lá simplesmente para comemorar o aniversário de Alina.

James era um figurão no mundo das finanças. Nessas ocasiões, seu rival estava presente acompanhado de sua ex-mulher. Portanto, todos os convidados estavam animados e ninguém sabia o que mais a noite poderia trazer.

Maria continuou sorrindo durante todo o evento. Ela se aproximou de Alina com seus saltos de vidro de sete centímetros, segurando o braço de Norman.

Alina era prima mais velha de Maria. Seis anos atrás, ela destruiu as cordas vocais de Maria, deixando-a muda.

E agora, depois de seis anos, as duas estavam cara a cara.

Alina ficou impressionada com a mudança dramática em sua prima Maria. Então seu coração deu um salto repentino, fazendo-a apertar o braço de James e quase quebrar a taça de vinho em sua mão.

Diante do olhar de todos os convidados, Norman pegou duas taças de vinho tinto do garçom a seu lado, entregou uma à Maria e ficou com a outra.

Norman olhou para a mulher ao lado dele, então olhou para frente com um sorriso vazio nos cantos da boca, cumprimentou James calorosamente. "Sr. James, já faz tanto tempo! Você reconhece minha companheira?"

Embora ambos tivessem suas diferenças, Norman era um cavalheiro, então ele teve que oferecer pelo menos uma saudação. Afinal, no mundo dos negócios, só os lucros são eternos, mas não inimigos.

James, por sua vez, não ficou muito satisfeito por estar no evento. Então, ele manteve seu rosto inexpressivo durante a noite. Ele nem mesmo olhou para a mulher ao lado de Norman. No entanto, ele ergueu sua bebida e brindou com Norman. "Apenas uma estranha."

James já trabalhava no setor empresarial há vários anos e havia sido CEO de sua empresa por um tempo. Ninguém poderia negar que era uma figura bastante imponente.

Apesar de já terem se passado seis anos, Maria ainda tinha dificuldade para respirar ao se deparar com James, seu ex-marido. Ele havia amadurecido, mas seu olhar profundo era ainda mais insondável.

O povo da Cidade H sempre tratou Norman com grande respeito, embora não fosse tão poderoso quanto James, era certamente alguém de grande importância.

Se James era famoso por ser distante e sério, dizia-se que Norman sempre foi implacável e cruel.

James tinha um ar de nobreza, mas totalmente inacessível, enquanto Norman era legal e elegante.

"Estranha?", Norman repetiu a palavra que James havia usado, que achou curiosa. Uma pitada de travessura podia ser vista em seu belo olhar, mas ele não disse mais nada.

O rosto de Maria não mudou ao ouvir a resposta de seu ex. Ela não se importava, porque ela conquistaria esse homem mais cedo ou mais tarde!

"Traga meu presente de aniversário para Srta. Alina", Norman ordenou ao seu assistente, que estava parado atrás dele.

"Sim, Sr. Norman."

O assistente correu para entregar à Alina uma caixa de presente. "Feliz aniversário, Srta. Alina."

Alina sorriu graciosamente para ele. "Muito obrigado, Sr. Norman."

Norman apenas assentiu, mas não disse nada.

Alina foi a anfitriã da festa, então ela entregou o presente para governanta atrás dela e cumprimentou a mulher silenciosa ao lado do Norman. "Maria, quando você voltou? Onde você tem se escondido todo esse tempo? Estávamos todos muito preocupados com você! Como foi?"

Maria sorriu e se virou para encontrar os olhos da prima. "Agradeço sua preocupação, Alina. Mas estou bem. Fiz uma viagem para poder relaxar."

Seu tom de voz parecia inescrutável, então ninguém sabia como ela realmente se sentia agora.

Ao ouvi-la dizer essas coisas, Alina ficou horrorizada. 'Ela recuperou sua voz?'

Alina era uma das moças mais ricas da Cidade H e, aparentemente, estava acostumada a aparecer em público e sabia como se comportar, apesar do choque inicial de ouvir sua prima falar.

"Graças ao Sr. Norman, me sinto bem." A voz de Maria era muito suave e seus olhos ficavam vermelhos. Parecia que a preocupação de Alina a tocou.

Mas obviamente era tudo uma farsa. As primas pareciam muito próximas, mas careciam da centelha de uma verdadeira reconciliação. Seu tom de voz era muito seco e suas palavras careciam de sentimento.

Alina apenas assentiu a cabeça e se virou para olhar para James. Então ela sugeriu com um pouco de consideração: "James, já que Maria voltou, você quer um tempo a sós com ela para poder conversar?"

As sobrancelhas espessas do homem se enrugaram visivelmente. Havia um traço de desgosto em seus olhos e ele recusou sem hesitar por um único momento. "Não", ele respondeu com uma voz ainda mais arrogante e fria do que antes.

Alina percebeu imediatamente sua reação, o que a deixou com um humor muito melhor. "Bem, como não vejo Maria há muito tempo, temos muito para conversar. James, Sr. Norman, com licença."

Dizendo isso, pegou Maria pelo pulso antes que ela pudesse reagir.

Norman soltou sua companheira e acenou a cabeça, dizendo: "Vá."

Maria estava sendo arrastada por sua prima, mas antes de sair, ela olhou para Norman. Um brilho revelador apareceu em seus olhos, indicando que ele estava se divertindo com isso.

Norman acenou para ela, indicando que ela podia ficar calma.

"Ei, Alina, acho que meus saltos são um pouco altos. Você poderia ir mais devagar?", ela perguntou com cautela, mas não obteve resposta.

Ambas as mulheres se retiraram, deixando seus companheiros para trás. James enfiou uma mão no bolso e mexeu o vinho tinto com a outra.

Norman olhou para ele com um sorriso e perguntou: "O que você acha? Maria mudou muito, não acha?"

James, por sua vez, lançou-lhe um olhar frio e perguntou: "Sr. Norman, você deve estar entediado. Você não tem mais ninguém para incomodar?" Eles não eram tão familiares um ao outro para conversar esse tipo de assunto.

"Para falar a verdade, não estou." Dizendo isso, Norman bateu seu copo com o de James e começou a beber. "Ouvi dizer que você estava ficando noivado com Alina."

Recentemente, surgiu um boato na Cidade H de que James e Alina iam ficar noivados. Parecia ser verdade, já que os dois estavam juntos naquela festa.

"É assim." James sentiu que não fazia sentido mantê-lo escondido.

Norman apenas assentiu a cabeça. Alguns momentos depois, ele acrescentou: "Que coincidência! Eu estava pensando em me casar com Maria."

Baixar livro