icon 0
icon Loja
rightIcon
icon História
rightIcon
icon Sair
rightIcon
icon Baixar App
rightIcon
Recasamento: Amor Não É Cego

Recasamento: Amor Não É Cego

icon
Capítulo 1
Tentativa de homicídio
Palavras: 1182    |    Lançado em: 25/10/2022

"Que tal você se divorciar dela com a desculpa de que ela é infértil?"

Parada de pé, do lado de fora da porta, Rebecca Dixon sentiu um calafrio percorrer todo o seu corpo. Nem em seus sonhos mais loucos ela imaginou que ouviria sua sogra dizer essas coisas. Ela achava que a mulher gostava dela.

E que história era essa, de que ela era infértil?

Rebecca e Yosef Swain se casaram por benefícios comerciais. Um mês antes do casamento, Yosef acabou sofrendo um acidente de carro. Sua lesão na perna foi tão grave que quase exigiu uma amputação. Todos aconselharam Rebecca para não se casar com ele, mas ela já tinha dado a sua palavra, e não queria voltar atrás, tinha que cumprir sua promessa. A garota acabou se casando com ele, ignorando todos os conselhos que havia recebido.

Eles já estavam casados há mais de um ano, e Yosef estava fazendo fisioterapia. Os dois nunca fizeram sexo, mas Yosef planejava se divorciar dela, usando a desculpa de que Rebecca era infértil.

"O Grupo Dixon está com grandes problemas. Eles têm um déficit de mais de um bilhão de dólares. Timothy Dixon morreu em um acidente trágico, quando foi tentar salvar a empresa. Infelizmente, Rebecca herdará todos os problemas da empresa. Se você não se divorciar dela, todos esses problemas irão afetar a nossa família. A única razão pela qual nós deixamos você se casar com Rebecca, era porque queríamos unir a nossa família com a família Dixon, para que as duas juntassem forças e prosperassem. Mas, como eu disse, se você continuar casado com ela, nossa família será arrastada para o fundo do poço, junto com a família dela. O que você acha, Yosef?"

Rebecca cerrou os dentes e tremeu de raiva. 'Yosef não faria isso comigo, ou faria?' Pensou a garota. Ela tinha feito de tudo para cuidar dele e ajudá-lo com a sua recuperação. Tinha sido uma ótima esposa.

"Pense com calma, Yosef."

Após alguns minutos de silêncio, Rebecca podia ouvir Yosef recusando a proposta feita pela sua mãe. Antes que ela pudesse dar um suspiro de alívio, ele continuou: "Embora a família Dixon esteja com problemas, Timothy ainda deixou muitas coisas para Rebecca. Vou tentar o meu melhor para convencê-la a dar tudo para mim. E quando ela fizer isso, vou entrar com o pedido de divórcio."

"Yosef! Como você e sua mãe são cruéis!" Ela disse baixinho.

A mente de Rebecca ficou em branco, ela não conseguia acreditar no que acabara de ouvir. Ela deu um passo para trás em transe, esquecendo-se dos degraus atrás dela, pisou em falso e caiu no chão.

"Quem está aí?"

Ao ouvir isso, Rebecca se levantou rapidamente e fugiu.

"É a Rebecca. Ela ouviu nossa conversa. Não podemos deixá-la fugir."

A noite estava escura e a chuva estava ficando cada vez mais forte.

Normalmente a rua era bastante movimentada, mas nesta noite chuvosa, estava vazia. Não havia nenhum veículo por perto.

A chuva obscurecia a visão de Rebecca, mas ela continuou correndo sem parar, mesmo quando suas pernas e pulmões começaram a queimar por conta do cansaço.

De repente, uma luz forte apareceu na sua frente, fazendo-a parar de repente. Ela levantou a mão, com o intuito de bloquear a luz ofuscante.

Então, essa luz começou a se aproximar dela rapidamente. Foi só então que ela percebeu que essas luzes, na verdade, eram faróis de um carro.

Rebecca não teve tempo de reagir. Com um estrondo, o carro a atingiu em cheio e a fez voar para trás. Ela sentiu que seu corpo estava sendo esmagado em pedaços. A dor foi tão sufocante que a garota não conseguiu gritar.

O carro parou e alguém saiu dele. Essa pessoa se aproximou dela para conferir se ela ainda estava viva.

"Ela ainda está viva, senhor Yosef. Você quer que eu atropele ela de novo?"

Então veio a voz fria de Yosef: "Sim."

Yosef se aproximou lentamente de Rebecca.

Os olhos da garota se arregalaram. Ela não sabia que Yosef conseguia andar novamente.

"Eu não queria te matar, mas você acabou ouvindo o nosso plano. Eu estava planejando me divorciar de você, mas agora, acho que seria melhor eu ficar viúvo. Dessa forma, terei tudo que está em seu nome. Posso liquidar o Grupo Dixon e deixá-lo falir. Desta forma não serei responsável pelos déficits e dividas da empresa, e ganharei muito dinheiro."

Yosef sorriu e continuou: "A propósito, já que você está prestes a morrer, vou lhe contar um segredo. Quando eu soube que sua família estava passando por dificuldades financeiras, eu rapidamente encontrei outra mulher para te substituir. A sua melhor amiga, Paige. A sua amiga já havia me seduzido antes de nos casarmos. Ela tem vindo muito a nossa casa recentemente, para confortar você, e também para me consolar, se é que você me entende. E advinha, ela já está grávida. Nós iremos casar, assim que eu enterrar você."

Yosef se abaixou e olhou para o rosto de Rebecca. Com o rosto bem próximo dela, ele disse: "Você é tão linda, Rebecca. É realmente uma pena que sua família tenha se afundado dessa maneira. Eu nem sequer tive a chance de fazer amor com você."

Enquanto falava, Yosef se sentia cada vez mais excitado. Ele estendeu a mão e acariciou o rosto de Rebecca. "Que tal eu tirar a sua virgindade antes de te matar? Caso contrário, você morrerá virgem e não saberá como é dormir com um homem."

'Que desgraçado!' Ela pensou.

Os olhos de Rebecca ficaram vermelhos de ódio.

Yosef se aproximou ainda mais da garota e começou a acariciar as suas partes íntimas. Apesar da incrível dor que sentia, Rebecca conseguiu resistir e afastar o homem. No minuto seguinte, ela viu outro carro se aproximando.

A garota tentou dar uma cabeçada em Yosef, mas ele conseguiu se esquivar.

Rebecca aproveitou a oportunidade para se levantar e correr em direção ao carro que se aproximava.

Ao vê-la se aproximando, o motorista parou o carro bruscamente. A garota continuou correndo, abriu a porta e entrou no veículo.

"Por favor, me ajude! Me tire daqui! Estão tentando me matar! Eles me atropelaram!"

Ninguém respondeu. Só então Rebecca se virou na direção do homem que estava dentro do carro.

A divisória entre o banco traseiro e o banco da frente foi levantada. Ela notou que havia um homem sentado ao seu lado.

O homem abaixou a cabeça. Estava escuro dentro do carro, mas a luz do lado de fora do veículo iluminava levemente o rosto do homem. Rebecca não conseguia ver o rosto dele com clareza, mas ela podia notar que havia veias saltadas na testa dele, e que uma de suas mãos estava fechada fortemente em cima de sua perna. Parecia que ele estava agonizando, tentando suportar algum tipo de dor.

"Senhor? Você está bem? Está passando mal?"

Então, após alguns minutos em silêncio, o homem finalmente falou. Sua voz falhava, estava com dificuldades para falar, era como se ele estivesse sentindo uma dor extrema. "Eu juro que não queria machucar ninguém, de verdade. Mas então, você decidiu entrar no carro."

Reclame seu bônus no App

Abrir
1 Capítulo 1 Tentativa de homicídio2 Capítulo 2 Paixão no carro3 Capítulo 3 Pedindo ajuda4 Capítulo 4 Você é virgem 5 Capítulo 5 Voltar para casa com ele6 Capítulo 6 Ela não tem familiares7 Capítulo 7 Obviamente parcial8 Capítulo 8 Perfume9 Capítulo 9 Quero passar a noite na sua casa10 Capítulo 10 Viver juntos11 Capítulo 11 Pura calúnia12 Capítulo 12 Bisbilhotando13 Capítulo 13 Acidente14 Capítulo 14 Um bom negócio15 Capítulo 15 Seu tamanho16 Capítulo 16 Você já é minha esposa17 Capítulo 17 Ela estava sozinha18 Capítulo 18 Transe comigo19 Capítulo 19 Você concordou 20 Capítulo 20 E se fosse eu 21 Capítulo 21 Sem queixas22 Capítulo 22 Envergonhada demais para ver Martin23 Capítulo 23 Um bom negócio24 Capítulo 24 Agir de acordo com o meu roteiro25 Capítulo 25 Ela havia dito algo errado 26 Capítulo 26 Sentimento opressivo27 Capítulo 27 Um cunhado mal-intencionado28 Capítulo 28 Não abuse da sorte29 Capítulo 29 O que eles estavam procurando 30 Capítulo 30 Um azar31 Capítulo 31 Vamos para casa32 Capítulo 32 O próprio Corno33 Capítulo 33 Engravide o mais rápido possível34 Capítulo 34 Aproveite a oportunidade35 Capítulo 35 Sua primeira vez36 Capítulo 36 Um beijo37 Capítulo 37 Você não gostou 38 Capítulo 38 Calúnia pura39 Capítulo 39 Arruinar sua reputação40 Capítulo 40 Contra ataque41 Capítulo 41 Tratamento de beleza42 Capítulo 42 As câmeras de vigilância no escritório43 Capítulo 43 Por que eu ajudaria você 44 Capítulo 44 Provocar e fugir45 Capítulo 45 Desejo inegável46 Capítulo 46 Xingamentos47 Capítulo 47 Provocação48 Capítulo 48 A tendência da opinião pública49 Capítulo 49 Teste50 Capítulo 50 O que você está fazendo 51 Capítulo 51 Quem era aquela mulher 52 Capítulo 52 Mais poderoso do que ela imaginara53 Capítulo 53 A filmagem foi adulterada54 Capítulo 54 Desistir dela por enquanto55 Capítulo 55 Conheça Bagot56 Capítulo 56 O avô de Martin57 Capítulo 57 Família disfuncional58 Capítulo 58 A cegueira pode ser herdada59 Capítulo 59 Espião desconhecido60 Capítulo 60 O controle da sua família61 Capítulo 61 Mudança de planos62 Capítulo 62 Vomitando63 Capítulo 63 O bebê não é dele 64 Capítulo 64 Eu não posso me divorciar dele65 Capítulo 65 Ridículo66 Capítulo 66 Eu te prometo67 Capítulo 67 Ela me deu uma pílula68 Capítulo 68 Drogada69 Capítulo 69 Por favor me ajude70 Capítulo 70 Realmente grávida71 Capítulo 71 Notícia chocante72 Capítulo 72 Ficar com raiva73 Capítulo 73 Um ás na manga74 Capítulo 74 Você está ferido 75 Capítulo 75 Você vai ficar com este bebê 76 Capítulo 76 Estou com o resultado do seu exame77 Capítulo 77 Ocultação78 Capítulo 78 Nada para se preocupar79 Capítulo 79 Cópia dos vídeos de segurança80 Capítulo 80 Pai do bebê81 Capítulo 81 Eu tenho provas82 Capítulo 82 Fale comigo olho no olho83 Capítulo 83 Saudade do seu gosto84 Capítulo 84 Podemos fazer isso secretamente85 Capítulo 85 Eles haviam sido adulterados86 Capítulo 86 Ela não podia ficar com o bebê87 Capítulo 87 Aviso de desaparecimento88 Capítulo 88 Também sou sua filha89 Capítulo 89 Você deve fazer isso de novo90 Capítulo 90 Na minha medida91 Capítulo 91 Fazê-la se apaixonar por ele92 Capítulo 92 Faltam dois meses93 Capítulo 93 Grace veio para verificar94 Capítulo 94 Criando oportunidades95 Capítulo 95 O que eu ganho com isso 96 Capítulo 96 Longe de ser suficiente97 Capítulo 97 Sobre esse dinheiro98 Capítulo 98 Teve um caso99 Capítulo 99 Onde está o laptop 100 Capítulo 100 Chegar ao fundo