icon 0
icon Loja
rightIcon
icon História
rightIcon
icon Sair
rightIcon
icon Baixar App
rightIcon
Capítulo 2
Os sons da escuta
Palavras: 778    |    Lançado em: 02/03/2022

"Amor! Você é incrível, eu te amo muito! Grite mais alto, querida! Adoro ouvir você gemer de prazer."

As palavras despudoradas de Shane foram como um balde de água fria sobre a minha cabeça. Cada músculo do meu corpo se retesou, me deixando incapaz de me mexer.

Então escutei a voz da mulher ressoar pelos fones de ouvido. Ela gemeu mais alto quando ele pediu e os dois trocaram todo tipo de frases obscenas um com o outro. A julgar pela intensidade do grunhido deles, era óbvio que estavam transando de forma selvagem.

Cobri minha boca, pressionando forte o suficiente para sufocar o pranto que queria escapar da minha garganta. No entanto, era impossível reprimir minhas lágrimas.

Cada palavra do meu marido e cada gemido seu era como um punhal sendo cravado no meu coração. Sentia tanta dor que não conseguia fazer mais nada além de chorar em silêncio. Logo meu travesseiro ficou encharcado pelas minhas próprias lágrimas.

E, como não aguentava mais me torturar daquela maneira, arranquei os fones de ouvido da minha cabeça e me enrolei na cama como uma criança, abraçando minhas pernas com força.

Embora fosse verão e estivesse quente, eu sentia frio... muito frio. Meu corpo inteiro estava tremendo e, independente do quanto me tapasse com o cobertor, não conseguia me aquecer.

Naquela noite, chorei como nunca e praticamente não dormi.

Ainda assim, me recusava a acreditar que houvesse outra mulher no escritório dele, já que era impossível esconder alguém lá dentro. A única possibilidade que me ocorreu foi de que ele estivesse se masturbando enquanto falava com uma mulher por videochamada.

O que realmente estava acontecendo?

Nesse momento, me arrependi de ter instalado apenas uma escuta e não uma minicâmera. Deveria ter comprado a câmera, definitivamente.

Após uma noite inteira contemplando meu rancor e chorando sem parar, gradualmente fui me acalmando do choque inicial. Então decidi que entraria no escritório novamente para buscar mais pistas.

Na manhã seguinte, depois que escutei Shane sair para trabalhar, não me levantei de imediato. Ou, talvez, me faltasse a coragem de me levantar e enfrentar aquela situação. Embora realmente quisesse saber a verdade, temia o que encontraria no escritório dele.

Como estava numa luta intensa dentro da minha mente, não me levantei antes das dez da manhã. Mal havia dormido na noite paassada, portanto estava um pouco tonta pelo cansaço gora.

Passo a passo, fui até o escritório, me lembrando de tudo que aconteceu na noite passada. Conforme me aproximava, meus nervos foram se retesando e meu coração começou a bater mais forte.

O que me aguardava do outro lado daquela porta?

Assim que coloquei minha mão na maçaneta e estava prestes a abri-la, escutei a porta da frente de casa se abrir. Shane devia estar de volta.

Tirei minha mão dali com pressa, fingindo que só estava de passagem pela frente do escritório. Por fim, cheguei no sofá da sala e me sentei. Então, fingindo que nada havia acontecido, peguei o controle remoto de cima da mesinha de chá e liguei a TV. Estava tão nervosa que apertei vários botões sem querer antes de ligá-la.

Shane se aproximou de mim, me encarando. Temia que ele reparasse que havia algo de errado em mim. Afinal, passei a noite chorando.

Felizmente, ele não me fez pergunta nenhuma. Só me disse que havia pedido licença e queria me levar para viajar.

Ele era workaholic. Lembrei-me que nem sequer tivemos uma lua de mel depois que nos casamos. Portanto, pedir uma folga para passearmos era algo surreal vindo dele. Contudo, ele me contou que estava sendo negligente com seus deveres como marido porque nunca parava de trabalhar, por isso queria passar mais tempo comigo.

Talvez por causa da minha descoberta de ontem à noite, não senti nada além de hipocrisia nas palavras dele. Sendo assim, levantei minha cabeça e o encarei nos olhos, buscando por qualquer traço de dúvida ou medo neles.

No entanto, ele parecia muito calmo. Não demonstrava em absoluto que havia me traído e seu comportamento me fez pensar que eu estava imaginando coisas.

Fingi que nada tinha acontecido, arrumei uma mochila pequena e desci as escadas com ele.

Eu já tinha vinte e seis anos agora, não era mais a garota impulsiva que costumava ser. Por enquanto, precisava garantir que a verdade viesse à tona antes de deixá-lo saber da minha descoberta.

Achei melhor usar a vantagem do segredo e esperar para ver o desenrolar das coisas. Mas me enganei profundamente.

Embora fosse madura para a minha idade, ainda não conseguia antecipar as situações antes que fosse tarde demais.

No final, caí direitinho em sua armadilha, permitindo que ele me jogasse nos confins do inferno.

Reclame seu bônus no App

Abrir
1 Capítulo 1 No escritório2 Capítulo 2 Os sons da escuta3 Capítulo 3 Armadilha mortal4 Capítulo 4 Uma noite desesperadora5 Capítulo 5 Você não tem medo que eu a engane 6 Capítulo 6 Sua sabedoria e meu constrangimento7 Capítulo 7 A verdade chocante8 Capítulo 8 Eu estava cega 9 Capítulo 9 Acredito em mim10 Capítulo 10 Promessas baratas dos homens11 Capítulo 11 Um encontro constrangedor12 Capítulo 12 Dez mil dólares13 Capítulo 13 A proteção dominante dele14 Capítulo 14 Tão agradável de ouvir15 Capítulo 15 Não seria bom para nenhum de nós adiar isso16 Capítulo 16 Ele me protegeu ferozmente17 Capítulo 17 Para que todos saibam seu nome18 Capítulo 18 Eu gosto do seu gosto ímpar19 Capítulo 19 Na mesa de cartas20 Capítulo 20 Dinheiro insuficiente21 Capítulo 21 Não pode ser pago apenas com um copo de cerveja22 Capítulo 22 Ele estava destinado a perder23 Capítulo 23 Gravação como evidência24 Capítulo 24 Uma sensação de lar25 Capítulo 25 Como uma mulher casada pode ser tão simplória quanto uma donzela26 Capítulo 26 Uma grande perda27 Capítulo 27 Ao vivo28 Capítulo 28 Uma afronta29 Capítulo 29 Me teste para ver30 Capítulo 30 É completamente legal31 Capítulo 31 Homens não conseguem resistir a tanta tentação32 Capítulo 32 Solteiro novamente33 Capítulo 33 Não sei andar de bicicleta34 Capítulo 34 Atividades físicas podem fazer as pessoas felizes35 Capítulo 35 Eu quero você36 Capítulo 36 Não era uma piada37 Capítulo 37 Dormi com você porque queria me casar contigo38 Capítulo 38 Não perca seu tempo com gente insignificante39 Capítulo 39 Porque seu marido adora você40 Capítulo 40 Tudo que vê aqui é seu41 Capítulo 41 Conversas mundanas42 Capítulo 42 A verdade revelada43 Capítulo 43 Você é cego 44 Capítulo 44 Minha esposa se chama Eveline45 Capítulo 45 Não tenho como te dar um casamento por enquanto46 Capítulo 46 Com raiva pela primeira vez47 Capítulo 47 Por que você está sendo tão selvagem48 Capítulo 48 Você está testando o limite da minha paciência49 Capítulo 49 Uma boa refeição50 Capítulo 50 Posso arruinar a reputação dele51 Capítulo 51 Uma mulher boa de briga52 Capítulo 52 Ela é minha mulher53 Capítulo 53 Por que você se casou com uma mulher divorciada54 Capítulo 54 Você está satisfeito 55 Capítulo 55 Esperando por mim56 Capítulo 56 Limpe seu marido57 Capítulo 57 Muito sortudo58 Capítulo 58 Sou seu marido e você é minha esposa59 Capítulo 59 Um gato que gosta de comer peixe60 Capítulo 60 Fotos antigas61 Capítulo 61 Para ser telefonista62 Capítulo 62 Por que foi se casar com meu pai63 Capítulo 63 Quem é a vadia 64 Capítulo 64 Não faça nada com ela65 Capítulo 65 Depois de uma noite louca66 Capítulo 66 Ele não dormiu comigo67 Capítulo 67 Compras impulsivas68 Capítulo 68 Vida de casado69 Capítulo 69 Tendo meu coração partido70 Capítulo 70 Perseguição71 Capítulo 71 Sou o assistente do senhor Sullivan72 Capítulo 72 Vamos nos divorciar73 Capítulo 73 Ficando por uma noite74 Capítulo 74 Desentendimento75 Capítulo 75 O CEO76 Capítulo 76 Seu marido é aquele que se esforçará77 Capítulo 77 O seu pai tem a mente aberta78 Capítulo 78 O casamente será maravilhoso79 Capítulo 79 Obrigado por me deixar ir80 Capítulo 80 A retribuição deles81 Capítulo 81 Ele era a minha única família82 Capítulo 82 Você fez isso83 Capítulo 83 Meu marido é Derek84 Capítulo 84 Uma reviravolta do destino85 Capítulo 85 Meu primo está retornando do exterior86 Capítulo 86 Ele estava se vingando de mim87 Capítulo 87 O vocalista principal88 Capítulo 88 A cor da cueca89 Capítulo 89 Primo90 Capítulo 90 Eles estavam apaixonados91 Capítulo 91 Ela carecia de autoconfiança92 Capítulo 92 Deveria ter visto desde o início93 Capítulo 93 Não sou um homem estranho94 Capítulo 94 Precisamos conversar95 Capítulo 95 Quanto você quer 96 Capítulo 96 Meu amor não tem preço97 Capítulo 97 Loucamente apaixonados98 Capítulo 98 O novo médico99 Capítulo 99 Eu me arrependo100 Capítulo 100 Eu quis te irritar