icon 0
icon Loja
rightIcon
icon História
rightIcon
icon Sair
rightIcon
icon Baixar App
rightIcon
Capítulo 4
Uma noite desesperadora
Palavras: 878    |    Lançado em: 02/03/2022

Assim que saí na rua, não tinha ideia de para qual lado ir, por isso comecei a caminhar sem rumo ao longo de uma trilha que seguia logo depois da nossa porta.

A única coisa que eu sabia era que precisava ficar o mais distante possível daquele diabo.

Estava completamente em pânico. Me assustava a ideia de que Shane viria atrás de mim depois de não me encontrar na cabana.

Puxei meu celular para pedir socorro para alguém, apesar de não saber exatamente para quem ligar a essa hora. Meu celular estava praticamente sem bateria, portanto não podia ficar pensando demais. Rapidamente, disquei o número de Louise Larson, não querendo perder mais tempo.

Após chamar várias vezes, ela finalmente atendeu. Pude ouvir a voz ligeiramente rouca da minha melhor amiga me cumprimentar do outro lado da linha. Era óbvio que eu a havia acordado.

"Eve?"

"Lulu, eu... Uou!"

A trilha pela fazenda era bem estreita e quando fui falar, acabei me distraindo, pisando no campo molhado e escorregando de bunda na lama.

Com cuidado, me levantei toda suja do chão. Percebi que tinha perdido um sapato e também que a bateria do meu celular havia acabado. Descalça, continuei a correr pela trilha o mais rápido que conseguia. Conseguia sentir o sangue que escorria quente por dentro das minhas coxas se misturar com a lama fria das minhas pernas.

Senti que o tempo se arrastou como uma eternidade até eu chegar na rua principal da fazenda. Quando passei pelo restaurante que almoçamos mais cedo, me dei conta que estava na direção certa.

A partir daí, me orientei, correndo para longe do mirante e chegando na estrada. Logo estava baixando pela estrada da montanha na direção da cidade. Não pararia de jeito nenhum. Continuei a andar e andar até sentir minhas pernas ficarem dormentes.

Aquela sinuosa estrada de asfalto se viu preenchida pelas minhas pegadas que contavam silenciosamente a história da minha trágica experiência.

A brisa que soprava da montanha era quente, mas eu sentia meu corpo gelar de dentro para fora.

Finalmente desabei no meio do caminho, exausta. Com o coração pesado, encarei a escuridão sem fim que preenchia toda a base da montanha, não sentindo nada além de desespero.

Fui casada com Shane por dois anos, mas até esse dia nunca havia visto quem ele realmente era. Como fui cega e estúpida por acreditar nesse homem!

Em uma única noite esquecida por Deus, perdi tudo que me era mais querido. Se fosse apenas por mim, teria pulado da montanha e acabado com tudo de uma vez por todas. Porém, me lembrei da minha mãe.

Depois que meu pai morreu em um acidente de carro, ela entrou em coma. Durante todos esses anos terríveis, a única pessoa que cuidou dela fui eu. Se me perdesse também, o que aconteceria com ela?

Também pensei em uma pessoa de muito bom coração chamada "Gaivota". Quando fui para a faculdade, ele me ajudou financeiramente e sempre me aconselhou e ouviu meus problemas pelo WhatsApp. Mais de uma vez, foi ele quem me deu coragem para seguir em frente, como uma estrela guia para atravessar o mar turbulento da vida. Em minha jornada rumo ao mundo adulto, ele foi um dos poucos a demonstrar bondade e carinho comigo.

Se eu morresse assim, seria como se todos os esforços dele ao longo dos anos para me ajudar tivessem sido em vão. Nem sequer o havia encontrado para agradecer-lhe pessoalmente ainda. Na verdade, tampouco sabia seu nome verdadeiro.

Nesse mundo, todo o rancor e gratidão que acumulamos precisam encontrar seu fim. Agora eu tinha não só uma dívida de gratidão para pagar, como também precisava me vingar daqueles que haviam me maltratado.

O que fez Shane se tornar tão desumano assim? Precisava acertar minhas contas com ele, por isso decidi que não pularia.

Muitos anos depois, eu ainda me sentiria grata a mim mesma por esse momento de bravura e racionalidade.

E como havia escolhido viver, que fosse uma vida boa então. Não podia passar o resto da eternidade nessa montanha como um fantasma vingativo. Precisava encontrar uma maneira de voltar até a cidade. Devia aceitar e enfrentar a dramática mudança na minha vida, por mais repentina que fosse.

Contudo, se revelou impossível encontrar um táxi naquela estrada deserta da montanha no meio da noite.

Apenas alguns carros passavam para ir até o mirante agora à noite. Sob os seus faróis, certamente a minha figura parecia completamente desgrenhada.

Mas decidi abrir mão da minha dignidade e não ligar para minha própria aparência, tentando pedir a ajuda de quem passava. Muitos motoristas passaram por mim com expressões de choque ou zombaria. Então seguiam seu caminho com as caixas de som tocando rock a todo volume. Nenhum deles parecia disposto a parar para mim.

Talvez aos seus olhos eu fosse uma mendiga ou alguma refugiada. Ou talvez até uma lunática, completamente fora da casa e horrorosa.

Após tentar várias vezes, tomei uma decisão mais arriscada.

Parei junto a uma das esquinas da estrada, bem perto da parede da montanha, esperando pela chance perfeita. Assim que vi um raio de luz iluminar o asfalto escuro, corri até o meio da pista sem pensar duas vezes.

Pensei que ficaria tudo bem, desde que não fosse atropelada pelo carro. -

Reclame seu bônus no App

Abrir
1 Capítulo 1 No escritório2 Capítulo 2 Os sons da escuta3 Capítulo 3 Armadilha mortal4 Capítulo 4 Uma noite desesperadora5 Capítulo 5 Você não tem medo que eu a engane 6 Capítulo 6 Sua sabedoria e meu constrangimento7 Capítulo 7 A verdade chocante8 Capítulo 8 Eu estava cega 9 Capítulo 9 Acredito em mim10 Capítulo 10 Promessas baratas dos homens11 Capítulo 11 Um encontro constrangedor12 Capítulo 12 Dez mil dólares13 Capítulo 13 A proteção dominante dele14 Capítulo 14 Tão agradável de ouvir15 Capítulo 15 Não seria bom para nenhum de nós adiar isso16 Capítulo 16 Ele me protegeu ferozmente17 Capítulo 17 Para que todos saibam seu nome18 Capítulo 18 Eu gosto do seu gosto ímpar19 Capítulo 19 Na mesa de cartas20 Capítulo 20 Dinheiro insuficiente21 Capítulo 21 Não pode ser pago apenas com um copo de cerveja22 Capítulo 22 Ele estava destinado a perder23 Capítulo 23 Gravação como evidência24 Capítulo 24 Uma sensação de lar25 Capítulo 25 Como uma mulher casada pode ser tão simplória quanto uma donzela26 Capítulo 26 Uma grande perda27 Capítulo 27 Ao vivo28 Capítulo 28 Uma afronta29 Capítulo 29 Me teste para ver30 Capítulo 30 É completamente legal31 Capítulo 31 Homens não conseguem resistir a tanta tentação32 Capítulo 32 Solteiro novamente33 Capítulo 33 Não sei andar de bicicleta34 Capítulo 34 Atividades físicas podem fazer as pessoas felizes35 Capítulo 35 Eu quero você36 Capítulo 36 Não era uma piada37 Capítulo 37 Dormi com você porque queria me casar contigo38 Capítulo 38 Não perca seu tempo com gente insignificante39 Capítulo 39 Porque seu marido adora você40 Capítulo 40 Tudo que vê aqui é seu41 Capítulo 41 Conversas mundanas42 Capítulo 42 A verdade revelada43 Capítulo 43 Você é cego 44 Capítulo 44 Minha esposa se chama Eveline45 Capítulo 45 Não tenho como te dar um casamento por enquanto46 Capítulo 46 Com raiva pela primeira vez47 Capítulo 47 Por que você está sendo tão selvagem48 Capítulo 48 Você está testando o limite da minha paciência49 Capítulo 49 Uma boa refeição50 Capítulo 50 Posso arruinar a reputação dele51 Capítulo 51 Uma mulher boa de briga52 Capítulo 52 Ela é minha mulher53 Capítulo 53 Por que você se casou com uma mulher divorciada54 Capítulo 54 Você está satisfeito 55 Capítulo 55 Esperando por mim56 Capítulo 56 Limpe seu marido57 Capítulo 57 Muito sortudo58 Capítulo 58 Sou seu marido e você é minha esposa59 Capítulo 59 Um gato que gosta de comer peixe60 Capítulo 60 Fotos antigas61 Capítulo 61 Para ser telefonista62 Capítulo 62 Por que foi se casar com meu pai63 Capítulo 63 Quem é a vadia 64 Capítulo 64 Não faça nada com ela65 Capítulo 65 Depois de uma noite louca66 Capítulo 66 Ele não dormiu comigo67 Capítulo 67 Compras impulsivas68 Capítulo 68 Vida de casado69 Capítulo 69 Tendo meu coração partido70 Capítulo 70 Perseguição71 Capítulo 71 Sou o assistente do senhor Sullivan72 Capítulo 72 Vamos nos divorciar73 Capítulo 73 Ficando por uma noite74 Capítulo 74 Desentendimento75 Capítulo 75 O CEO76 Capítulo 76 Seu marido é aquele que se esforçará77 Capítulo 77 O seu pai tem a mente aberta78 Capítulo 78 O casamente será maravilhoso79 Capítulo 79 Obrigado por me deixar ir80 Capítulo 80 A retribuição deles81 Capítulo 81 Ele era a minha única família82 Capítulo 82 Você fez isso83 Capítulo 83 Meu marido é Derek84 Capítulo 84 Uma reviravolta do destino85 Capítulo 85 Meu primo está retornando do exterior86 Capítulo 86 Ele estava se vingando de mim87 Capítulo 87 O vocalista principal88 Capítulo 88 A cor da cueca89 Capítulo 89 Primo90 Capítulo 90 Eles estavam apaixonados91 Capítulo 91 Ela carecia de autoconfiança92 Capítulo 92 Deveria ter visto desde o início93 Capítulo 93 Não sou um homem estranho94 Capítulo 94 Precisamos conversar95 Capítulo 95 Quanto você quer 96 Capítulo 96 Meu amor não tem preço97 Capítulo 97 Loucamente apaixonados98 Capítulo 98 O novo médico99 Capítulo 99 Eu me arrependo100 Capítulo 100 Eu quis te irritar