icon 0
icon Loja
rightIcon
icon História
rightIcon
icon Sair
rightIcon
icon Baixar App
rightIcon
Capítulo 18
Você era um cara pobre
Palavras: 802    |    Lançado em: 29/08/2022

"Este é Grant, se não fosse por ele, você nem conseguiria entrar nesse clube", Bernard disse a Trevor friamente.

Grant olhou para Trevor e perguntou: "Quem é ele?"

"Trevor Sanderson, o pobre rapaz que viu sua namorada dando uns amassos com Dennis", Bernard respondeu zombando.

"Ah, é você! Já ouvi falar de você", Grant caiu na gargalhada.

Trevor cerrou os punhos de raiva, ele já estava começando a ficar cansado de aguentar todos aqueles insultos velados.

Quando Grant estava prestes a zombar ainda mais do Trevor, Bessie o impediu. "Chega! Vocês vão mesmo continuar com esses comentários sarcásticos entre vocês, no dia do meu aniversário?"

"Você está certa, senhorita Bessie. Este é o seu dia, por isso eu peço desculpas. Vamos entrar e jogar uma partida de tênis", retrucou Grant, lançando um último olhar condescendente para o Trevor. Em seguida, conduziu todos para dentro do clube exclusivo de tênis.

Trevor decidiu engolir a sua raiva.

Ele não queria envergonhar a Bessie, mas também não iria se esquecer de como o Grant o havia tratado.

Quando entraram no clube de tênis, notaram que o lugar estava luxuosamente decorado e que todas as pessoas estavam bem vestidas. Era um ambiente onde os ricos se exercitavam e relaxavam.

"Ouvi dizer que o Kisas Tennis Club é um clube exclusivo para pessoas muito ricas", disse Corrie, mostrando-se muito impressionada com o lugar. "E que tudo aqui dentro é muito caro. Apenas pessoas com cartão de membro estão autorizadas a entrar", continuou ela.

"Ah, não foi muito caro. Aluguei duas quadras de tênis de alto nível ao ar livre, e só me custou vinte mil dólares."

"Uau, Grant! Como você é generoso!", exclamou um dos amigos do Bernard.

Ouvindo o que Grant acabara de dizer, Corrie ficou deslumbrada e gostou ainda mais dele. Afinal de contas, ele era rico, generoso e bonito. Quem não iria gostar de alguém assim?

Vendo que todos estavam bajulando o Grant, Trevor se manteve em silêncio. Ele então pensou: 'As propriedades ao redor da mansão são todas da minha família. Sendo assim, posso jogar grátis neste clube se disser à minha irmã que quero entrar.'

Mas Trevor não planejava fazer isso. Ele apenas estava seguindo o grupo.

Bernard então se virou e solicitou à recepcionista: "Oi! Por favor, eu gostaria de seis raquetes de marca, mais especificamente, do último modelo da Wilson. Ah! E também uma raquete barata para um cara pobre."

Wilson era uma marca mundialmente famosa de raquetes de tênis. Além disso, muitos campeões olímpicos a usavam e promoviam essa marca. Cada raquete era processada pelo mais complexo maquinário de fabricação e saía com um excelente padrão de qualidade. Seus designs eram grandiosos e sofisticados e, portanto, caros.

Por outro lado, a raquete barata, além de ser bastante simples, era um artigo comum no mercado.

"Sim, senhor. Por favor, espere um momento."

Antes de sair para atender ao pedido do Bernard, a recepcionista lançou um olhar de desprezo para Trevor. Logo depois, ela voltou com as raquetes, entregando a barata para ele.

"Você não se importa de jogar com uma raquete barata, não é, Trevor? Quero dizer, só podíamos te oferecer uma que fosse adequada ao seu padrão de vida. Afinal, já deixamos você vir conosco pela bondade dos nossos corações", disse Bernard, sorrindo e entregando um cartão de crédito à recepcionista.

As raquetes de marca lhe custaram 12000 dólares, 2000 por cada uma, enquanto que a de qualidade inferior custou apenas 20 dólares.

Trevor trincou os dentes e agarrou a raquete barata que lhe deram. Ele não queria perder a calma na frente da Bessie.

Bernard piscou para o Grant, e ele entendeu imediatamente o que o amigo queria dizer. Grant então se virou para o Trevor e disse: "Trevor, Bernard e eu já pagamos as raquetes e a entrada. Agora, faça o papel de cavalheiro e nos ofereça alguma cortesia. Que tal uma água?"

"Seis garrafas de água, por favor", solicitou imediatamente Trevor. Ele sabia quais eram as intenções do Bernard e do Grant.

Na verdade, eles queriam que ele gastasse mais do que poderia, mas nesse caso, eram apenas seis garrafas de água. Com certeza, não sairia muito caro.

"Senhor, são mil e duzentos dólares no total. Você gostaria de pagar com cartão ou dinheiro?"

A recepcionista tirou as seis garrafas de água da geladeira e as colocou no balcão.

Trevor não podia acreditar no que acabara de ouvir.

'Como uma garrafa de água poderia custar duzentos dólares? Isso era mais caro que um barril de petróleo.'

Tinha sido por isso que Grant lhe pedira para pagar a água de todos.

Vendo o olhar terrivelmente humilhado no rosto de Trevor, Bessie sentiu pena dele. Ela então deu um passo à frente e decidiu se responsabilizar pelo pagamento.

"Não se preocupe com isso, Trevor. Eu pago as águas."

Reclame seu bônus no App

Abrir
1 Capítulo 1 O gemido atrás da porta2 Capítulo 2 Pisoteado3 Capítulo 3 Tornando-se rico de repente4 Capítulo 4 Um novo mundo5 Capítulo 5 Um frasco de perfume de trezentos mil dólares6 Capítulo 6 Eu vou comprar este perfume!7 Capítulo 7 Você me incriminou!8 Capítulo 8 O emblema da família9 Capítulo 9 Mão fedorenta10 Capítulo 10 Uma caixa de presente deslumbrante11 Capítulo 11 Esse perfume deve ser falso!12 Capítulo 12 A mulher mais rica de Jork13 Capítulo 13 Você se atreve a bater no meu irmão 14 Capítulo 14 Os pobres são invisíveis 15 Capítulo 15 Bem-vindo, senhor Trevor16 Capítulo 16 Restaurante francês17 Capítulo 17 O relógio Patek Philippe18 Capítulo 18 Você era um cara pobre19 Capítulo 19 Trabalhar como caddie20 Capítulo 20 O relógio Rolex21 Capítulo 21 Pelo bem do meu pai22 Capítulo 22 Vai ficar tudo bem23 Capítulo 23 Sinto muito24 Capítulo 24 De joelhos e implorando por perdão25 Capítulo 25 Quem é o seu amigo 26 Capítulo 26 Olá, chefe27 Capítulo 27 Sem registro de assinatura28 Capítulo 28 Vou me matar29 Capítulo 29 Nós já terminamos30 Capítulo 30 Terminamos de vez31 Capítulo 31 Trezentos mil dólares32 Capítulo 32 A caixa do perfume33 Capítulo 33 Distinguir as falsificações34 Capítulo 34 Difamando o Trevor35 Capítulo 35 Contra-ataque em uma situação desesperadora36 Capítulo 36 Eu acredito em você, Bernard!37 Capítulo 37 Um homem rico e misterioso na faculdade deles38 Capítulo 38 Te esperando no bosque39 Capítulo 39 Ela não iria para o bosque, certo 40 Capítulo 40 Não ficou rica41 Capítulo 41 Dificultar as coisas de propósito42 Capítulo 42 Um acidente43 Capítulo 43 Sendo manchado44 Capítulo 44 Limpando o playground45 Capítulo 45 O encontro46 Capítulo 46 Reencontrando Zavier47 Capítulo 47 Um homem cara de pau48 Capítulo 48 Quem de vocês vai pagar 49 Capítulo 49 Recusando-se a pagar50 Capítulo 50 A luxuosa Mansão Willard51 Capítulo 51 Expulse-o daqui52 Capítulo 52 Mudar as regras53 Capítulo 53 Não é permitido entrar sem comprar ingressos54 Capítulo 54 Quebrar a bebida famosa55 Capítulo 55 Trevor é rico 56 Capítulo 56 As pessoas ricas são discretas 57 Capítulo 57 Como é que ele pôde ter ficado rico 58 Capítulo 58 Algo estava absolutamente errado59 Capítulo 59 A festa60 Capítulo 60 Dividir a conta61 Capítulo 61 Obtendo lucros62 Capítulo 62 Encomende mais cinco garrafas de vinho63 Capítulo 63 Quanto é o total 64 Capítulo 64 Foi embora sem pagar a conta65 Capítulo 65 O pagamento da dívida66 Capítulo 66 A maneira de conseguir o dinheiro67 Capítulo 67 O que o sem-vergonha está fazendo aqui 68 Capítulo 68 Ele tem namorada 69 Capítulo 69 Onde Trevor está 70 Capítulo 70 Talvez seja uma bênção disfarçada71 Capítulo 71 Punição72 Capítulo 72 Um carro de luxo73 Capítulo 73 Batom caro74 Capítulo 74 Pobres e ricos75 Capítulo 75 Convite para a festa de aniversário76 Capítulo 76 O motivo do convite77 Capítulo 77 O milionário misterioso78 Capítulo 78 De qualquer maneira, não foi difícil escolher79 Capítulo 79 Casal perfeito80 Capítulo 80 Apenas um lugar vago81 Capítulo 81 Funcionário temporário82 Capítulo 82 Confunda-o com outra pessoa83 Capítulo 83 Ser jovem e rico84 Capítulo 84 A namorada dele e o vídeo85 Capítulo 85 O vídeo surpreendente86 Capítulo 86 Ficando bêbada87 Capítulo 87 O herói88 Capítulo 88 Ele parecia familiar89 Capítulo 89 Assumindo o novo restaurante90 Capítulo 90 Não aprenda a dirigir se você não puder comprar um carro91 Capítulo 91 Tenha modos92 Capítulo 92 Um conhecido93 Capítulo 93 A memória dolorosa94 Capítulo 94 Um clima constrangedor95 Capítulo 95 Uma garota de bom coração96 Capítulo 96 Uma mesa pequena97 Capítulo 97 Pratos especiais98 Capítulo 98 O centésimo milésimo cliente99 Capítulo 99 Uma caminhada até a escola100 Capítulo 100 Não toque se você não puder pagar