icon 0
icon Loja
rightIcon
icon História
rightIcon
icon Sair
rightIcon
icon Baixar App
rightIcon
Capítulo 4
Comandante em ação
Palavras: 1760    |    Lançado em: 08/11/2022

Os braços fortes de Matteo me puxaram para mais perto. Ignorando os protestos de minha cabeça, o meu corpo encontrou abrigo em sua pele quente.

_Boa noite, senhorita Scarlett Bezel. Sou oficial Gregório Sanctis, do departamento de polícia de Paris. Neste momento, tenho que fazer algumas perguntas. Serei breve, eu prometo. Amanhã faremos um interrogatório mais completo, tudo bem?

Eu concordei com a cabeça, e ele continuou:

_Eu sinto muito pelo que houve com a senhorita. A senhorita conhecia o acusado? _Ele pergunta e posiciona a caneta em seu bloco de papel, enquanto eu respondo.

_Ele foi passageiro no último voo em que eu trabalhei da Oncy Airlines. Voo JJ,3695. Saindo de Nova Iorque com destinação Paris, sem escalas. Aterrissado, ontem. Eu servi no bar da primeira classe, ele foi o tempo todo inconveniente. O comandante Matteo advertiu, e tudo acabou por ali. Ao menos assim eu pensei. Após aterrissagem, toda a tripulação veio para este hotel. Fizemos o check-in, eu vim para o meu quarto. Um tempo depois, bateram na minha porta e eu abri sem olhar quem era. Ele tentou entrar, Matteo chegou bem em tempo para me defender.

_Tudo bem, obrigado. Aguardaremos a senhorita amanhã às nove. _o policial disse quando terminou de anotar.

Eu agradeci com a voz fraca. Os policiais e os funcionários do hotel saíram levando Robert, o passageiro. Que do momento que a polícia chegou se manteve calado o tempo todo.

Restou no corredor, apenas eu, Matteo, Lucy e Henrique.

_Eu sinto muito, Scarlett. Você precisa de algo? _Henrique quebrou o silêncio entre nós.

_Obrigado, Henrique, eu vou ficar bem.

_Eu posso dormir com você! _Matteo disse sem hesitar.

A sua voz quente e seu toque alisando as minhas costas me deixaram ainda mais frágil em seus braços. Eu olhei para o Henrique e para a Lucy, que estavam tão assustados quanto eu por aquela afirmação de Matteo, que ao contrário de nós, se mantinha calmo e continuava me olhando, esperando por uma resposta.

_Obrigada por tudo, Matteo. Mas eu posso ficar sozinha. Ele foi preso, eu não corro mais risco...

_Não sabemos com que ele está envolvido, nem como ele descobriu, em que quarto você está. Portanto, é importante que não fique sozinha. Pois isto passa longe de ser seguro. _Ele afirma irritado.

Eu me afasto lentamente de seus braços, apesar do meu corpo querer ficar ali. Eu olho para Lucy e ela me entende de imediato.

_Matteo, não se preocupe. Eu vou ficar com ela.

_As duas não estarão seguras sozinhas neste quarto. O melhor é se cada uma de vocês dormisse com um de nós dois. Apenas por segurança, você sabe. _Henrique diz, com a voz séria. Mas o seu Sorriso o trai.

_Henrique, o assunto é Sério. _Lucy responde irritada.

_Tudo bem, de qualquer forma, eu estou no quarto ao lado do seu. _ Matteo me diz enquanto me olha intensamente.

_Não me diga. Você ao lado do quarto da Scarlett e o Henrique no quarto ao lado do meu. Que coincidência! _Lucy diz irritada.

_Algo perfeitamente normal. Vocês estavam na nossa frente na hora do check in, então a distribuição foi esta. Não temos culpa. _Henrique protesta.

Enquanto Henrique e Lucy continuavam a discutir de maneira acirrada no corredor. Matteo se aproximou com cuidado.

_Podemos falar por 1 minuto a sós?

Eu concordei e nos afastamos entrando no meu quarto. Cuidadosamente, ele fechou a porta atrás de nós.

_Escute, você está realmente bem?

_Sim, eu estou mais calma.

Ele estudou o meu rosto por um momento. Depois, alcançou um bloco de papel no hall de entrada e escreveu algo. Em seguida, ele me entregou.

_Este é o número do meu celular. Ligue a qualquer hora que eu retorno a ligação. Apenas ligue e eu estarei aqui imediatamente.

_Obrigada. _Respondi sem graça, enquanto ele analisava cada gesto meu.

_Amanhã, às 9, teremos que estar no distrito da polícia. Portanto, devemos sair do hotel por volta das 8:30. Tudo bem, para você?

_Sim, eu vou programar com a recepção do hotel para que mandem um táxi neste horário. _Respondo.

_Isto não se faz necessário. A companhia sempre disponibiliza um carro para os meus pernoites. E eu já estou com as chaves do carro, então não se preocupe. Eu mesmo te levarei.

_Obrigada mais uma vez.

_Eu estou mortificado com tudo isto, jamais vi algo deste jeito. Um passageiro problemático seguir até mesmo no hotel. É um absurdo, e não se preocupe, eu vou atualizar a empresa sobre o caso e eles te apoiarão em tudo. _Dizer-lhe, com o avanço firme.

_E eu que pensava que estes dias em Paris seriam maravilhosos. _ Eu solto o ar pesadamente.

_Ei, calma, ainda podem ser dias maravilhosos. Não deixe que isto te afete ainda mais. É a sua primeira vez em Paris? _A sua voz é calma e suave.

_Sim, desde que entrei para aviação, eu nunca peguei esta rota.

_Eu conheço Paris como a Palma da minha mão. Quando terminarmos o depoimento no distrito, eu te levarei para beber um café na melhor cafeteria da cidade.

Apesar de tudo, me senti animada com o seu convite. Eu não via mal algum em beber um café com ele depois de tudo o que ele estava fazendo por mim. Então eu concordei e ele sorriu, estendendo a sua mão para mim. Quando eu estendi a minha mão, notei que sua mão estava inchada. E as juntas dos seus dedos ensanguentados.

_Você se machucou. Eu vou pegar algo para cuidar disto. Espere. _Me levantei apressada, rumo ao banheiro.

_Scarlett, não precisa.

Eu ignorei seu protesto enquanto abria a minha pequena bolsa de remédios, peguei algumas gazes embebidas em antissépticos e um creme para ferimentos. Eu fui até ele, fazendo-o se sentar na poltrona. Eu me abaixei entre os seus joelhos para limpar os seus machucados. Durante todo o tempo, eu evitei observar o seu rosto. Em seu anelar, estava uma grossa Aliança. Eu parei por um segundo sobre ela, mas ele rapidamente moveu a sua mão.

_Obrigado, Scarlett, eu... _as batidas na porta o interromperam, e eu saltei de susto, me levantando rapidamente.

_Ei, desculpem. Mas vocês vão mesmo dormir juntos? _Lucy falou enquanto nos olhava com malícia.

_Claro que não!

Eu falei tão alto que Lucy arregalou os olhos e Mateus se levantou abruptamente.

_Eu já estava de saída. Se precisarem, me chame. De qualquer maneira, o meu quarto é o 606. Boa noite para vocês. Vejo você amanhã, Scarlett.

Ele falou tudo o senhor olhar para mim enquanto caminhava para a porta. Ele não me deu chance alguma de resposta, passando rapidamente pela porta, mas antes de sair, ele falou para a Lucy trancá-lo.

Ela trancou a porta e colocou uma cadeira na maçaneta, como ele tinha acabado de orientá-la. Ela sorriu e se sentou ao meu lado na cama.

_Eu não vou te provocar sobre isto.

_Melhor..._Dou um Sorriso fraco.

_Você está bem mesmo, docinho?

_Sim, Lucy. O susto passou. Estou apenas com raiva de perder uma parte de uma manhã aqui em Paris, passando o meu tempo no distrito de polícia. _Eu respondo tentando me convencer que é exatamente isso que está me incomodando e não a aliança no dedo de Matteo.

_A que horas temos que ir?

_ Não precisa ir comigo, fique e descanse. Matteo se comprometeu em me levar...

_Cavalheiro, protetor e cheio de olhares para você...

_Lucy, pare de criar fanfic na sua cabeça. Ele está apenas preocupado com um membro da sua tripulação de voo. E além do mais, ele também vai dar o seu depoimento.

_Sim. E quando terminarem no distrito, ele vai te trazer para o hotel imediatamente, sem tentar nada com você. _Ela me provoca e sorri.

_Bom, na verdade, eu aceitei o convite dele para tomar um café. Eu não vi nada demais. assim poderei pagar o café, será uma forma gentil de agradecê-lo.

_Ele aproveitar a oportunidade para ficar com você, te conhecer melhor... _ela insiste.

_Lucy, ele está apenas sendo gentil, eu te disse. Além do mais, ele é casado. _Desabafo.

_Casado?

_Você não viu a Aliança no dedo dele?_Pergunta, indignada.

_Amiga, eu olhei tudinho nele. Mas prestei atenção em outras partes, não em seu dedo anelar.

_Lucy, é Sério. Eu não vou cancelar o café, pois seria mal-educado da minha parte. Mas não vou aceitar nenhuma avançada de sinal. Se ele o fizer. Acredite em mim, eu odeio traição e você sabe disto.

_Claro. Você foi vítima de uma traição bem cruel.

_Por isso tenho evitado me envolver, você sabe disto. quero apenas algo de uma noite, uma transa nada de compromissos para não passar por isso novamente. Mas ficar com um homem casado não faz parte dos meus planos.

_Scarlett, nem todo homem é canalha como Miguel, você sabe, não é?

_Claro que eu sei que nem todos são iguais. De qualquer forma, eu não estou pronta para me arriscar. Neste voo, eu prefiro ficar com os pés no chão.

Ela sorri e me abraça. Ela inala os meus cabelos, sorri e diz:

_Nossa, este cheiro do Matteo é tentador. E a camisa dele ficou uma graça em você. E aquela tatuagem dele o deixa ainda mais sexy. uma pena ele ser casado, mas que ele é gostoso, você não pode negar._Ela dá uma risada.

_Não, não posso negar. Mas ele já está comprometido com outra mulher. Então, sem chances. _Lamento.

_Uma pena. Vocês ficaram lindos, abraçadinhos... _ela dá outra risada.

_Eu desisto!

ela aumenta o som de sua gargalhada.

Depois de quase dez anos de amizade e três anos trabalhando na mesma companhia. Lucy era mais do que uma irmã para mim. Sabe, a me irritar, me consolar, me animar, me apoiar, e eu amava muito, incondicionalmente. Deixei-a se enfiando debaixo das cobertas e seguir para o banheiro.

Confesso que eu encontrei dificuldades para tirar a camisa de Matteo. O cheiro dele era tentador, e eu queria muito poder adormecer sentindo aquela fragrância. mas isto seria desejá-lo e eu não poderia fazer isto.

Relutante, tirei a sua camisa e coloquei junto com o meu uniforme. Assim, o serviço do hotel os levaria juntos para serem lavados. Eu esvaziei a banheira e tomei um banho rápido. Minutos depois, eu me enfiei debaixo das cobertas. Eu estava dormindo profundamente. O voo tinha sido cansativo e os acontecimentos foram um acréscimo extenuante. Matteo tinha me salvado duas vezes naquela noite. Aquele maluco poderia ter me machucado. Matteo chegou bem na hora de me salvar. realmente era uma pena ele ser casado. A esposa dele realmente era uma mulher de sorte.

Reclame seu bônus no App

Abrir
1 Capítulo 1 Chek-in2 Capítulo 2 Voo3 Capítulo 3 Visita indesejada!4 Capítulo 4 Comandante em ação 5 Capítulo 5 Matteo6 Capítulo 6 Mal-entendido7 Capítulo 7 Um engano!8 Capítulo 8 Nus mentalmente9 Capítulo 9 Vamos fugir!10 Capítulo 10 Desejos11 Capítulo 11 Intensos12 Capítulo 12 Despedida13 Capítulo 13 Às vezes é magnifico voar de pés no chão14 Capítulo 14 Preparando para a partida15 Capítulo 15 Isto não é um adeus!16 Capítulo 16 Alô, Senhor Comandante!17 Capítulo 17 Um encontro a mais....18 Capítulo 18 Eu não sei o que desejo, mas não quero ficar longe dela.19 Capítulo 19 O que você realmente quer 20 Capítulo 20 Você não sabe o que está despertando em mim21 Capítulo 21 Além dos desejos22 Capítulo 22 Sem condições de resistir.23 Capítulo 23 Queimando os desejos24 Capítulo 24 Um momento a mais com você25 Capítulo 25 O que está acontecendo 26 Capítulo 26 Conflitos27 Capítulo 27 Provocador!28 Capítulo 28 Aterrissando29 Capítulo 29 Champagne as sete da manhã30 Capítulo 30 Loucuras31 Capítulo 31 Sobre o passado...32 Capítulo 32 De amantes para namorados33 Capítulo 33 Ciúmes e mais ciúmes34 Capítulo 34 El Rosedal35 Capítulo 35 Apaixonados36 Capítulo 36 Escute o seu coração37 Capítulo 37 Durma comigo, por favor...38 Capítulo 38 Apaixonados demais.39 Capítulo 39 Cuidando da minha namorada.40 Capítulo 40 Estou falando sério!41 Capítulo 41 Matteo, um homem romântico!42 Capítulo 42 Eu aceito!43 Capítulo 43 Ilha de Capri44 Capítulo 44 Um passeio inesquecível.45 Capítulo 45 Eu não quero ficar longe46 Capítulo 46 Perdidos de amor47 Capítulo 47 Jogos de sedução 48 Capítulo 48 Revelações de um passado difícil49 Capítulo 49 Incontrolável 50 Capítulo 50 Bêbado e apaixonado51 Capítulo 51 Difícil ficar longe52 Capítulo 52 Insegurança53 Capítulo 53 Eu preciso de palavras54 Capítulo 54 A festa55 Capítulo 55 Lago de Como56 Capítulo 56 O meu coração pertence a um piloto. 57 Capítulo 57 Você faria uma loucura por mim 58 Capítulo 58 Mudança de planos59 Capítulo 59 Eu não vou te deixar escapar, nem tente.60 Capítulo 60 Grécia 61 Capítulo 61 Surpresa62 Capítulo 62 Eu te amo, mas estou com medo.63 Capítulo 63 Um jogo quente!64 Capítulo 64 O controle em suas mãos!65 Capítulo 65 Vida juntos66 Capítulo 66 O presente de casamento67 Capítulo 67 Eu te amo, casa comigo.68 Capítulo 68 Eu te amo como nunca amei ninguém69 Capítulo 69 Comemorando com desejo70 Capítulo 70 Até meu último respiro eu desejo amá-la.71 Capítulo 71 Jantar72 Capítulo 72 Capadócia 73 Capítulo 73 Noivos e falando do casamento74 Capítulo 74 Planos para o futuro75 Capítulo 75 Eu tenho olhos somente para você76 Capítulo 76 Leitura na borra de café77 Capítulo 77 Eu vou te amar como ninguém se atreveu a te amar.78 Capítulo 78 Passeio romântico em Veneza79 Capítulo 79 Pingente80 Capítulo 80 Preparativos81 Capítulo 81 Novamente em Paris82 Capítulo 82 Preocupado83 Capítulo 83 Emocionados84 Capítulo 84 Fotos85 Capítulo 85 Uma noite especial86 Capítulo 86 Em seu ventre87 Capítulo 87 Te proteger88 Capítulo 88 Dia e noite especiais89 Capítulo 89 Nova Iorque90 Capítulo 90 O último e-mail91 Capítulo 91 Desconfiada92 Capítulo 92 A festa93 Capítulo 93 O embarque imediato do amor!94 Capítulo 94 Todo seu, meu amor...95 Capítulo 95 Finalmente o SIM .96 Capítulo 96 Senhor Comandante, têm um bebê a bordo! 97 Capítulo 97 A viagem continua...98 Capítulo 98 Para sempre!