icon 0
icon Loja
rightIcon
icon História
rightIcon
icon Sair
rightIcon
icon Baixar App
rightIcon
Capítulo 10
O casamento
Palavras: 1455    |    Lançado em: 13/06/2021

Ponto de vista de Sophia:

Dei uma respiração profunda e longa antes de colocar meu pé no tapete vermelho ao longo do corredor. Eu sei que isso é só um casamento contratual, sei que isso é apenas um contrato entre mim e ele, sei que isso não é real, contudo, não posso evitar meu coração de bater forte, dentro da minha região torácica.

É realmente ensurdecedor que eu quase não consigo ouvir a música do casamento tocando dentro da igreja. Era Rian cantando 'This I promise you', e, depois, lentamente levantei meus olhos e olhei diretamente para o altar. E lá estava meu marido daqui a alguns instantes, em pé com seu smoking azul escuro e com um sorriso no rosto que eu não consigo distinguir se é verdadeiro ou uma mera atuação.

Segurando meu buquê roxo de noiva, tirei os olhos dele e foquei, simplesmente, no tapete vermelho pelo qual eu ia, já que eu não queria escorregar, perder o equilíbrio e cair no chão no dia do casamento. Será muito constrangedor se isso ocorrer.

Craig e senhora Kelley estavam parados no meio do corredor me esperando chegar até eles. Além de minha sogra, eu pessoalmente escolhi Craig para me levar ao altar, embora Daniel não concordasse, e para falar a verdade, eu não sei o motivo. Porém, eu, claramente, não dei ouvido a ele. Ele não deu uma única opinião a respeito da preparação do casamento, então, por que iria escutá-lo?

"Você está muito linda, Sophia Ysabelle." Craig sussurrou no meu ouvido e beijou minha bochecha. Assim como senhora Kelley também fez.

"Sim, você está encantadora e belissimamente charmosa, querida", ela me deu um sorriso maternal e abraçou-me com força no meio do corredor.

Como eu queria voltar atrás no tempo e mudar meu passado, assim, seria minha mãe quem me falaria essas palavras doces, e seria meu pai me levaria até o altar. Eles poderiam me dar um abraço caloroso antes de entregarem minha mão ao homem que será meu parceiro para o resto da vida. Porém não, nem eu, nem ninguém pode fazer isso.

Não posso mudar o fato de minha mãe ter me deixado quando eu era pequena, e que meu Pai não acreditou em mim quando eu fui estuprada, e escolheu acreditar naquelas pessoas em vez de acreditar na sua própria filha. Especialmente a pessoa que quase arruinou minha vida e me deu lembranças que vou levar até meu último suspiro, a menos que receba justiça pelo que ele fez.

Não posso voltar no tempo em que deveria ter sido mais feliz e contente por ter uma família inteira. Eu não acabaria me casando com alguém só para obter justiça. Alguém que não sabe fazer nada além de me julgar e insultar por me casar com ele.

Lágrimas de dor começaram a deslizar sobre minhas bochechas e no último minuto, minha mente, meu coração, e meus pensamentos, estavam ponderando se eu deveria ou não fazer realmente isso. Contando o resto dos meus passos na cabeça, senti a mão de Craig no meu braço. Olhei para ele. Ele me deu um sorriso tranquilizador antes de balançar a cabeça e lentamente sussurrar essas palavras...

"Não arruíne sua última chance e oportunidade, Sophia. Deus sempre teve um bom plano para tudo que está se passando com você nesse momento."

Respirando fundo, eu assenti e devolvi o sorriso a ele.

E, por fim, o momento da verdade chegou. Finalmente alcançamos o altar. E, mais uma vez, Craig e minha sogra, após me levaram ao altar, me deram um último abraço, passando minha mão para aquele que devia pegá-la, Daniel Kelley. Ele estava um pouco carrancudo quando pegou minha mão, no entanto, eu dei apenas um meio-sorriso a ele.

Ele não falou nada, nem devolveu o sorriso. Eu simplesmente suspirei e caminhei com ele na frente do padre. Quando a música acabou, eu olhei o coro da igreja, onde Rian estava. Ela também me deu um sorriso amoroso, e, secretamente, falou... 'Não se preocupe, eu estou sempre aqui, Belle. Irei te ajudar ao longo do caminho.'

"Sejam todos bem-vindos à cerimônia de casamento de Daniel e Sophia Ysabelle. Estamos hoje reunidos para celebrar o mais íntimo laço entre duas pessoas, o casamento. Todos vocês foram convidados não somente como convidados para um casamento, porém, como testemunhas íntimas e importantes do amor que Daniel e Sophia Ysabelle compartilham."

Eu mordi meu lábio inferior e fechei meus olhos com força. 'Laço íntimo? Amor? Haha... engraçado, nós não temos nenhuma dessas coisas.' Eu suspirei e olhei para ele somente para encontrá-lo olhando para mim com atenção. Eu também olhei para ele e nunca abaixei o olhar, ainda que, lá no fundo, estivesse derretendo como uma vela. Essa foi a primeira vez que eu encarei os olhos dele por um longo tempo sem ouvir ele falar. E então, percebi a cor da íris dos olhos dele. Olhos castanhos avelã, uma combinação de dourado, castanho e verde.

'Uau! Uau!'

E, por causa do meu espanto, não reparei que já estava sorrindo para ele. Fui puxada para a realidade quando seus belos rostos se contraiu e se converteu em sombrio antes de voltar para o que o padre dizia.

'Hmmmp! Você realmente não sabe como sorriu, ou mesmo sorrir de volta? Que rude!'

Eu realmente não sei como consegui controlar-me e não revirar os olhos para ele.

'Me desculpe, querido Deus.'

Murmurei em silêncio antes de me concentrar na cerimônia.

~~~~~~~~

"Que as bênçãos da vida, o prazer no amor, a paz da verdade, e a sabedoria e a força do espírito, sejam a companhia constante de vocês, agora e sempre, como marido e mulher... podem se beijar agora."

Meu coração começou a bater rapidamente outra vez, assim que escutei a última frase do padre.

Todas as pessoas que estavam reunidas na igreja, que testemunharam a cerimônia estavam agora batendo palmas e esperando que nós selássemos nosso casamento com nosso beijo.

Eu engoli em seco quando ele ergueu meu véu, e fechei meus olhos quando ele lentamente abaixou a cabeça. Eu esperei... esperei... e esperei... seus lábios tocarem os meus, com o coração batendo forte, nervos formigando por todo meu corpo, borboletas dançando dentro de meu estômago, e minha mente morrendo de ansiedade... porém, segundos se passaram e eu não senti os lábios dele.

Estava a ponto de abrir os olhos quando eu finalmente senti... 'na minha testa'.

Minha respiração engasgou com a decepção silenciosa. E, como eu desejei não abrir os olhos e permanecer fechados, porque, quando olhei para ele, fiquei boquiaberta quando o encontrei sorrindo presunçosamente.

'Sério, na minha testa? Eu sou o quê, sua avó?'

E uma ideia subitamente surgiu na minha mente. Arqueei minhas sobrancelhas enquanto molhava os lábios e mordia o lábio inferior olhando diretamente nos olhos dele. E bingo! Não perdi como seus olhos castanhos avelã ficaram quase castanhos. Também reparei na sua respiração ofegante e na sua boca levemente aberta.

'Aha! Bem feito, meu querido 'marido'! Sim, ainda sou virgem, mas não sou estúpida!'

E, dei um sorriso mais doce de todos antes de me virar para as outras pessoas que ainda aplaudiam.

"Parabéns aos noivos! Ao senhor e senhora Kelley!" Rian foi quem gritou alto e foi seguido pelo aplauso dos outros convidados e de seus pais.

Meus sogros nos abraçaram com um sorriso largo nos lábios.

"Bem-vinda à família, querida", minha mãe atual, mesmo que no papel, beijou minha bochecha.

"Obrigada, mãe." Eu falei, sorrindo para ela.

"Filho, toma conta de Sophia." Escutei o pai dele sussurrar. "Sei que isso é somente um casamento arranjado, porém, respeite-a e a trate bem, por favor", e ele deu um tapinha no ombro do seu filho.

Agi como se não tivesse escutado e sorri quando ele se aproximou de mim.

"Sophia, obrigado. Agora é hora de cumprir nossa promessa", ele sussurrou baixinho, enquanto me abraçava.

"Obrigada, pai."

Depois de tirar algumas fotos na frente do altar, Daniel pegou minha mão e nós caminhamos para fora da igreja juntos. Mas é claro, quando chegamos no carro dele, ele soltou imediatamente minha mão, como se pudesse pegar uma doença infecciosa com isso.

Eu simplesmente suspirei e decidi não comentar a respeito. Apoiei minhas costas no encosto do carro enquanto olhava para fora da janela, e tentava contar todas as árvores da rua pelas quais nós passávamos.

Minha nova jornada começa aqui. Sei desde o início, quando aceitei esse acordo, que não seria fácil, levaria metade da vida sendo uma parceira falsa e uma esposa troféu para meu marido frio e arrogante.

Porém, assim como Craig falou dentro da igreja antes, eu também devo acreditar que Deus tem seu plano ou planos para me colocar nessa situação. Eu sei disso, e agora, coloco toda minha confiança nele.

Reclame seu bônus no App

Abrir
1 Capítulo 1 Primeiro encontro2 Capítulo 2 O passado dela3 Capítulo 3 Aceitando o acordo4 Capítulo 4 Telefonemas5 Capítulo 5 Jantar em família6 Capítulo 6 Reencontrar-se7 Capítulo 7 Festa de noivado8 Capítulo 8 Festa de noivado (Parte 2)9 Capítulo 9 Não engula suas palavras10 Capítulo 10 O casamento11 Capítulo 11 Morar com ele12 Capítulo 12 Novo dia13 Capítulo 13 Nós não somos amigos14 Capítulo 14 Roxo15 Capítulo 15 Senhorita16 Capítulo 16 Ele está com ciúmes17 Capítulo 17 Competição de Dança18 Capítulo 18 Estou alucinando 19 Capítulo 19 Bem feito20 Capítulo 20 Cabeça vazia21 Capítulo 21 É melhor morder a língua do que engolir as palavras22 Capítulo 22 Encontro de almoço23 Capítulo 23 Não estou com ciúmes24 Capítulo 24 Sua ausência25 Capítulo 25 Esposa teimosa26 Capítulo 26 Grande campeão27 Capítulo 27 Rian está desaparecida28 Capítulo 28 O que está acontecendo com ele 29 Capítulo 29 O acidente de Alex30 Capítulo 30 Preciso de sua assinatura31 Capítulo 31 É ele32 Capítulo 32 O tempo33 Capítulo 33 A mãe dela34 Capítulo 34 Desculpe-me35 Capítulo 35 Deixe seu ciúme de lado36 Capítulo 36 Senhora Kelley37 Capítulo 37 Ela é exatamente igual a elas!38 Capítulo 38 Julgamento39 Capítulo 39 É isto que chamamos de amor40 Capítulo 40 Sua esposa é uma mulher forte41 Capítulo 41 Estranho42 Capítulo 42 Confusa43 Capítulo 43 Sem beijo, sem telefone44 Capítulo 44 Layla45 Capítulo 45 Deja Vu46 Capítulo 46 Denial47 Capítulo 47 Ela parecia um quebra-cabeça48 Capítulo 48 Dormir no meu quarto49 Capítulo 49 Cadê meu beijo 50 Capítulo 50 Ele é um bom homem51 Capítulo 51 Urso de pelúcia52 Capítulo 52 Ele está doente53 Capítulo 53 Você pode cantar para mim 54 Capítulo 54 Loja de presentes55 Capítulo 55 Minha esposa56 Capítulo 56 Eu estou me apaixonando por ele57 Capítulo 57 Esta coisa doida chamada amor58 Capítulo 58 Não viva no passado59 Capítulo 59 A sorte não estava do lado dela60 Capítulo 60 O oposto da verdade61 Capítulo 61 Decepcionada62 Capítulo 62 Estou cansada63 Capítulo 63 Pacote64 Capítulo 64 O amor de uma mãe65 Capítulo 65 Não mais marido e mulher66 Capítulo 66 Essa é a sua casa!67 Capítulo 67 Ridículo68 Capítulo 68 Ele ama você, Belle69 Capítulo 69 Desistindo70 Capítulo 70 Tenho uma ideia71 Capítulo 71 Plano de fuga72 Capítulo 72 Seguindo-o em San Diego73 Capítulo 73 Você está bêbada74 Capítulo 74 Eu te amo!75 Capítulo 75 Deixe-me explicar76 Capítulo 76 Apaixonar-se não é um erro77 Capítulo 77 Você está fodido, cara!78 Capítulo 78 Eu estava errado!79 Capítulo 79 Seu pai80 Capítulo 80 Eu amo minha vida!81 Capítulo 81 Ele está doente82 Capítulo 82 Eu estraguei tudo83 Capítulo 83 Pen drive84 Capítulo 84 Eu a amo!85 Capítulo 85 Eu quero conhecer o seu marido86 Capítulo 86 Genro falso87 Capítulo 87 Eu nunca paro de amá-lo88 Capítulo 88 Convidados89 Capítulo 89 Eu não quero ver suas joias!90 Capítulo 90 Eu os farei pagar, amada91 Capítulo 91 Porque eu te amo92 Capítulo 92 Dê uma chance a ele93 Capítulo 93 Interrogatório94 Capítulo 94 As últimas palavras de seu pai95 Capítulo 95 Você pode ser meu Ursinho de Pelúcia de novo 96 Capítulo 96 Nicholas De Lucca97 Capítulo 97 De Luccas98 Capítulo 98 Eu não pedi para você ficar!99 Capítulo 99 Eu vou proteger o que é meu!100 Capítulo 100 Ela está de volta