icon 0
icon Loja
rightIcon
icon História
rightIcon
icon Sair
rightIcon
icon Baixar App
rightIcon
Capítulo 5
Jantar em família
Palavras: 3041    |    Lançado em: 11/06/2021

"Quem é?" Eu perguntei um pouco alto por causa da música estridente que ecoava dentro do estúdio.

"Senhora Kelley", Craig respondeu.

Eu assenti com a cabeça e virei minha atenção para meus alunos de dança.

"Pessoal, por favor, vocês precisam continuar praticando. O professor Craig irá guiá-los por um tempo."

Eu disse antes de correr na direção de Craig.

"Obrigada. Você pode assisti-los por uns minutos, por favor?" Eu perguntei, enquanto ele me entregava o telefone.

"Claro."

Entrei no meu escritório antes de apertar o botão para atender a ligação.

"Boa tarde, senhora Kelley."

"Oi, Sophia. Boa tarde. Você está ocupada?"

"Hmm.. não senhora, como posso ajudá-la?"

"Você tem planos hoje à noite ou está disponível? Espero que você esteja livre."

Eu sorri. "Sim, na verdade estou livre esta noite."

"Excelente! Então posso convidá-la para um jantar? É apenas um jantar em família."

"Ah..." Eu mordi meu lábio inferior, não esperava aquele convite.

"Por favor, querida? Gostaria de apresentá-la ao meu marido e, claro, falar sobre a preparação do noivado."

"Ok, senhora Kelley."

"Então, você vem?", perguntou ela ansiosa.

Suspirei. "Sim, eu vou."

"Maravilha, obrigada! Meu motorista vai buscá-la às sete hoje à noite."

"Não, senhora, está tudo bem. Não precisa se preocupar, eu vou com o meu carro."

"Tem certeza, querida?"

"Sim, senhora. Você pode apenas me passar o endereço?"

"Ah, claro, vou mandar uma mensagem assim que desligarmos. Obrigada, Sophia, até mais tarde!"

"De nada, até mais, senhora Kelley."

"Estou ansiosa para vê-la esta noite. Se cuida."

"Eu também, se cuida."

Suspirei alto depois de encerrar a ligação. Isso significa apenas que vou vê-lo novamente.

"Ai ai!" Eu me virei para ver Craig encostado no batente da porta.

"Jantar em família." Eu disse a ele, embora ele ainda não tivesse perguntando.

"Hum, você vai?", perguntou ele curioso.

"Eu tenho escolha?"

"Excelente! Boa sorte garota! Você vai encontrar seu marido novamente", ele me provocou.

"Ainda não somos casados, Craig, então ele ainda não é meu marido!"

"Sim, mas logo ele será", disse ele dando uma risada engraçada antes de sair e fechar a porta.

~~~~~~~~

Não conseguia parar de piscar os olhos quando uma vila de três andares luxuosa e sofisticada apareceu na minha frente.

'Uau!', pensei com admiração.

"Sophia."

Eu me virei para ver senhora Kelley em pé na entrada da porta de vidro da mansão. Engoli em seco e respirei fundo antes de caminhar em sua direção.

"Boa noite, senhora Kelley, obrigada pelo convite."

Ela me abraçou imediatamente assim que me aproximei dela. Eu não esperava uma recepção tão calorosa.

"Você é tão linda, minha querida. Tenho certeza que os olhos do meu filho vão saltar para fora quando ele ver você."

Eu apenas dou a ela um sorriso sem jeito.

"Você achou difícil encontrar o endereço?"

"Na verdade não senhora Kelley, eu usei o mapa do Google."

"Oh, as vantagens dessa tecnologia moderna. Enfim, vamos entrar. Meu marido também está animado para conhecê-la."

Ela me puxou para dentro e meus olhos automaticamente percorreram a enorme sala de estar. A sala era extremamente elegante com tons claros. O sofá, a poltrona e os tapetes todos tinham diferentes tons de bege. E alguns móveis de madeira contribuíram para um espaço aconchegante, tornando o ambiente maravilhosamente diversificado.

"Querido, conheça sua futura nora", disse senhora Kelly para seu marido, com um tom animado.

E lá estava ele, o homem com seus cinquenta e poucos anos, e o rei da família, senhor Gregory Kelley.

"Uau! Que jovem linda", disse enquanto caminhava em nossa direção. "Você estava certa, querida. Ela tem um rosto encantador e uma beleza impressionante", disse ele sorrindo para mim.

"Viu? Eu te disse. A propósito, querido, esta é Sophia. E, querida, este é meu marido Greg, que em breve será seu sogro."

"Senhor Kelley, é um prazer conhecê-lo." Ofereci minha mão para um aperto de mão, mas como sua esposa fez antes, ele também me puxou para um abraço caloroso.

"Vamos, Sophie. Podemos deixar de lado as formalidades. Agora você pode me chamar de pai ou papai."

"Eu concordo com você, querido. Agora você também pode me chamar de mãe, Sophie."

Eu sorri sem jeito e olhei para o rosto acolhedor de sua esposa atrás dele. Ele também me deu um apelido.

"Eu ouvi muito sobre você, Sophie. E não se preocupe, eu e minha esposa estamos dispostos a ajudá-la a encontrar a pessoa que poderá testemunhar a seu favor no caso contra aquele Joseph De Luca."

"Obrigada, senhor, de verdade. É realmente um prazer ter pessoas tão especiais como você e senhora Kelley em minha vida." Disse honestamente com um sorriso genuíno em meus lábios, pois estava realmente grata por toda a ajuda.

"Ah, não se preocupe com isso, querida", disse senhora Kelley, aproximando-se e segurando minhas duas mãos. "Agora somos uma família, e a família sempre se ajuda."

"Ela está certa, Sophie. A propósito, também ouvi sobre sua primeira impressão com meu filho."

Meus olhos se arregalaram um pouco, mas senhor Kelley apenas riu de mim.

"Por que não continuamos nossa conversa na sala de jantar? Com certeza Sophia vai adorar todos os pratos que fiz para ela", interrompeu senhora Kelley, guiando-os em direção à sala de jantar.

"Essa é uma boa ideia, querida. Você já ligou para o seu filho?", perguntou ele.

"Sim, ele disse que está a caminho."

"Tsc. Tsc. Daniel é sempre pontual quando se trata de negócios. Mas ele sempre chega tarde quando é um jantar em família ou qualquer outra ocasião", reclamou senhor Kelley enquanto todos nós caminhávamos para a belíssima sala de jantar.

Meu estômago embrulhou só de ouvir o nome de seu filho, isso também fez minha bexiga apertar, causando uma vontade de ir ao banheiro iminente.

"Senhora Kelley, posso usar o seu banheiro, por favor?"

"Ah, claro, querida", respondeu ela, chamando uma das empregadas para me acompanhar ao banheiro.

Suspirei e fechei os olhos assim que entrei naquele banheiro acolhedor. Sim, eu disse acolhedor. Porque até agora, este era o único lugar onde poderia me sentir confortável desde que estacionei meu carro mais cedo.

Eu me olhei no espelho.

"É isso, não tem mais volta. Faremos isso por justiça. Sim, isso é tudo pelo que aconteceu antes!" Suspirei de novo e finalmente cumpri meu verdadeiro propósito lá dentro.

~~~~~~~~

Ponto de vista de Daniel:

"Cara, você não está animado para ver sua noiva? Se eu fosse você estaria super ansioso", perguntou Andrew piscando para mim, enquanto saímos do carro e caminhávamos em direção à entrada da casa dos meus pais.

"Por que eu deveria estar animado? É apenas um jantar formal. Com certeza minha mãe iria me apresentar a essa tal Sophia."

"Bom, eu estou muito animado para conhecer sua futura noiva. Você sabe, estou intrigado com a personalidade dela."

"Não se preocupe, Andrew, você vai conhecê-la esta noite", disse a ele, dando um tampinha em suas costas.

Quando não consegui encontrar meus pais na sala de estar, fui direto para a sala de jantar, enquanto Andrew me seguia.

"Aqui está o seu filho, finalmente." Meu pai foi o primeiro a me notar que eu havia chegado.

"Boa noite, pai, mãe", cumprimentei eles, beijando minha mãe no rosto. "Eu trouxe Andrew comigo, nós vamos direto para a nossa reunião depois do jantar." Eu disse abrindo caminho para que Andrew cumprimentasse meus pais, mas não podia negar que meus olhos percorreram a sala procurando por alguém.

"Olá, tia Sonia, tio Greg. Obrigado por me receber."

"Olá, Andrew." Papai deu um tapinha em seu ombro.

"Você ainda tem uma reunião mais tarde, Daniel?", perguntou minha mãe com desaprovação estampada em seu rosto.

"Sim, sinto muito, mãe. Eu prometo que vou compensar da próxima vez", respondi com um sorriso amigável no rosto. Mas ela apenas bufou e revirou os olhos.

"Este jantar não é realmente para mim. Isto é para sua noiva, Daniel."

"Mãe, eu sei...", mas fui interrompido pela voz surpresa de Andrew ao meu lado.

"Uau!"

Eu segui seu olhar e meu queixo caiu com a visão que tive. Uma linda mulher caminhava em direção à sala de jantar. Ela tinha um rosto angelical e suas curvas eram bem marcadas em seu longo vestido floral.

"Meu Deus! Estou vendo um anjo?", exclamou Andrew, cutucando meu cotovelo.

Eu ouvi meu pai rindo e quando me virei para ele, percebi que ele estava observando minha reação. "Sophia", disse minha mãe chamando a mulher de rosto angelical para se juntar a nós.

Eu não pude deixar de olhar para ela novamente.

"Uau! Então, esta é Sophia?", perguntou Andrew com os olhos arregalados, não conseguindo esconder sua admiração.

"Sim, esta é Sophia. A futura esposa de Daniel." Eu ouvi a resposta da minha mãe, mas estava muito ocupado observando a mulher caminhando graciosamente em nossa direção.

"Meus olhos estão pregando uma peça comigo? Como pode uma garota se transformar em um anjo?"

"Então, quer dizer que eu pareço um anjo para você agora, senhor Kelley", ela disse, sorrindo para mim. Confuso, minhas sobrancelhas franziram, especialmente quando eu vi papai e mamãe trocarem olhares.

'Como ela sabe o que estou pensando?'

Andrew tocou meu ombro antes de sussurrar em meu ouvido:

"Você disse isso em voz alta, meu caro."

Depois de ouvir isso, eu coloquei uma expressão séria no rosto. Afinal, eu tinha que manter a minha postura.

"Muito prazer, Sophia, eu sou Andrew." Ele deu toda a volta na mesa apenas para se aproximar dela e pegar suas mãos.

"Olá, Andrew, o prazer é meu", disse ela sorrindo para ele.

"Alguém já te disse como você é linda... não, como você é deslumbrante?"

Eu agarrei o encosto da cadeira em um acesso de raiva quando ele pegou a mão dela e a levou aos lábios. Se não estivéssemos na frente dos meus pais, eu iria arrastá-lo para fora da casa.

"Muito obrigada, Andrew. Você também não é ruim."

"Ai! Não sorria muito ou eu terei um ataque cardíaco", disse Andrew colocando a mão sobre o peito como se estivesse tendo um ataque cardíaco, ela pareceu gostar da sua brincadeira, assim como meus pais, que riram de sua piada velha e cafona.

"Ham, ham!", eles olharam para mim, mas meus olhos focaram apenas nele. "Andrew, agora que você já se apresentou, você pode voltar aqui para que possamos começar o jantar. Ainda temos uma reunião hoje à noite, lembra?" Eu disse em um tom sarcástico.

"Ops! Desculpe cara, não percebi que você ficou com ciúmes, foi mal!" Todos eles riram novamente.

Eu estreitei meus olhos para ele em reprovação. Eu gostaria de poder despedi-lo como amigo.

"Filho, sente-se ao lado de sua noiva", disse meu pai, acabando com meu olhar mortal para Andrew.

"Não tem problema, senhor, talvez eu possa sentar ao lado da senhora Kelley."

Eu levantei minha sobrancelha quando 'ela' imediatamente se sentou no lado esquerdo da minha mãe. Como se eu realmente quisesse me sentar ao lado dela!

"Bem, vamos comer? Daniel, Andrew, tomem seus lugares agora", disse meu pai, puxando a cadeira para minha mãe.

Sentei-me em frente a minha mãe e Andrew sentou-se de frente para Sophia.

~~~~~~~~

Ponto de Vista de Sophia:

Durante todo o jantar, pude sentir o par de olhos castanhos que me encaram fixamente. Eu sabia quem estava me encarando atentamente, mas eu simplesmente ignorei. Também percebi que ele estava observando todos os meus movimentos, até a maneira como falava com seus pais. Mas serei uma grande mentirosa se disser que não me afetei com seus olhares assustadores.

"De onde você é, Sophie?" Eu me virei para a pessoa que me fez a pergunta. Foi senhor Kelley.

Eu lancei um sorriso charmoso antes de responder a ele. "Na verdade, eu vim da Itália, senhor."

"Ah, me chame de pai, Sophie."

Meus olhos se voltaram automaticamente para Daniel, que deixou cair a colher no prato fazendo barulho alto. Isso está ficando cada vez mais constrangedor.

"Você é um italiana pura?", perguntou Andrew em seguida.

"Não, eu sou meia americana e meia italiana."

"Hmm.. uma combinação de genes tão boa. Você parecia um anjo enviado do céu", acrescentou ele.

Eu ri com sua piada, mas percebi que Daniel lançou a ele um olhar furioso.

"A propósito, vamos falar sobre a festa de noivado", interrompeu a senhora Kelley. "Filho, Sophia sugeriu que demos uma festa ainda mais privada, o que você acha?"

"O que você quer dizer com ainda mais privada?", perguntou Daniel, olhando diretamente para mim.

"Mais privada, significa nenhuma cobertura da mídia e nenhum anúncio ao público. Vamos apenas contratar alguns fotógrafos profissionais para cobrir todo o evento. E também no seu casamento, vamos apenas convidar alguns parentes e amigos próximos da família."

"E por que você quer ter um casamento tão privado? Você não quer se tornar famosa? Uma mulher conhecida que se casou com um maldito bilionário..."

"Daniel Kelley!"

Foi engraçado como seus pais o interrompeu exclamando seu nome completo em uníssono. Na verdade, eu já sabia o que ele realmente iria dizer. E apenas sorri para ele. Doeu ouvir aquelas palavras, mas não iria dar a ele a chance de me insultar de novo.

"O que foi? Eu só estava perguntando!", respondeu ele dando de ombros, enquanto seus lábios se curvaram em um sorriso malicioso.

"Pare já com essas suas perguntas insensatas! Isso não é uma boa maneira de falar com sua futura esposa." Seus pais olharam para ele com uma cara de reprovação.

"Se não quer dar a sua opinião, não dê! Vamos conversar sobre isso, goste você ou não!" Eu mordi meus lábios quando senhora Kelley usou seu tom maternal rígido com ele.

Ele olhou para mim com um olhar penetrante e franziu a testa, mas eu apenas levantei minha sobrancelha para ele. Eu vi quando Andrew suprimiu sua risada com a minha reação.

"Sophia, que tema você quer para o seu casamento, querida?", perguntou senhora Kelley de repente, se virando para mim. Eu não sei o porquê, mas ver o quão irritado seu filho estava comigo neste momento, me deixou corajosa. Então eu respondi com um sorriso aberto.

"Na verdade, eu adoro branco e roxo, senhora Kelley."

"Ah, por favor, me chame de mãe, querida."

Eu sorri. 'Tudo bem, ela disse para chamá-la de mãe, então eu vou.'

"Mãe, eu amo a combinação de branco e roxo."

"Obrigada, querida. Sim, essa é realmente uma boa escolha. Eu conheço um ótimo organizador de casamentos, foi ele quem planejou o casamento da minha filha, ele fez um belíssimo trabalho."

"Você tem uma filha?" Eu perguntei surpresa, ela não havia mencionado ter uma filha para mim antes.

"Oh, sim, desculpe, eu esqueci de mencionar isso para você. Na verdade, temos dois filhos, Daniel foi nosso primeiro filho e Rian é a mais nova. Ela é casada há quatro anos."

Rian. Esse nome é familiar. Eu tinha uma amiga na faculdade que também se chamava Rian.

No resto do jantar, conversamos apenas sobre os detalhes do nosso noivado e da cerimônia simples de casamento. Daniel permaneceu quieto até o fim do jantar.

"Muito obrigada, por ter vindo, querida."

Senhora Kelley disse enquanto me abraçava com força. Estávamos na porta de entrada com Daniel e Andrew, e eu estava me despedindo de todos.

"Deixe Daniel te levar para casa, Sophie."

"Oh não, obrigada pela oferta, pai, mas eu estou com meu carro. Eu posso voltar sozinha para casa, além disso ouvi que seu filho ainda tem uma reunião tarde esta noite, então não quero incomodar."

Eu sabia que Daniel estava logo atrás de mim, então fiz questão de manter minha voz alta e clara.

"Ela está certa, pai. Na verdade, Andrew e eu precisamos ir agora. E 'tenho certeza' que senhora Sophia sabe como voltar para casa sozinha, não é?", ele perguntou enfatizando as palavras 'tenho certeza'.

"Claro! Eu vim dirigindo sozinha mais cedo, então tenho certeza que poderei voltar para o meu apartamento sem problemas."

Eu sabia que ele ainda tinha algo a dizer, podia ler através de seus olhos, mas ele foi cortado pela mãe.

"Ok, apenas tome cuidado, querida. Não queremos que nada lhe aconteça. Ligarei para o organizador do casamento amanhã, e a colocarei em contato com ele para que você possa começar a escolher os detalhes que quiser para a festa."

"Obrigada, mãe. É muita gentileza sua." Dei um beijo em seu rosto antes de finalmente dizer tchau a eles.

Quando cheguei ao meu carro, vi a figura familiar que estava encostada na porta do meu carro.

'Como ele chegou aqui tão rápido!', pensei surpresa.

"Senhor Daniel Kelley, você também veio pedir um beijo de despedida?" Eu perguntei dando a ele meu sorriso mais charmoso, enquanto alcançava a chave do carro na minha bolsa.

Ele não pronunciou nenhuma palavra, e deu um passo em minha direção. Engoli em seco quando ele parou a alguns centímetros de mim.

"Qual é o verdadeiro motivo pelo qual você aceitou este acordo?" Eu olhei diretamente em seus olhos para ver que ambos estavam sérios, não havia nenhum sinal de divertimento em seu rosto.

"Ah, então agora você está interessado em saber o meu motivo? Pensei que você achou que a única razão para eu me casar com você era por causa do seu dinheiro."

"Sim, mas eu quero ouvir isso de você."

"Você já tem a resposta para sua pergunta, então por que ainda está perguntando e por que precisa ouvir exatamente de mim? Qual é a diferença de eu dizer ou não? É exatamente a mesma coisa, não é?"

Ele não respondeu, apenas colocou as mãos dentro do bolso da calça. Após sua longa pausa, ele abriu a boca novamente.

"Eu só quero esclarecer algumas coisas para você, senhora Sophia. Quando nos casarmos, não espere que eu me torne íntimo e seja o marido perfeito após o casamento. Pois esta é a última coisa que farei. Assim que conseguirmos o contrato de nossos investidores europeus, irei imediatamente entrar no processo de divórcio."

Foi um discurso longo, mas para resumir, ele só quis dizer que me odeia e que realmente não está nem um pouco feliz em me tornar sua esposa. Admito que dói ser julgada por alguém que mal conhece sua verdadeira história, mas eu não tenho escolha. Eu preciso dele. Eu preciso do nome dele. E estou disposta a aceitar todas as suas palavras apenas para conseguir justiça pelo que Joseph fez comigo.

Reclame seu bônus no App

Abrir
1 Capítulo 1 Primeiro encontro2 Capítulo 2 O passado dela3 Capítulo 3 Aceitando o acordo4 Capítulo 4 Telefonemas5 Capítulo 5 Jantar em família6 Capítulo 6 Reencontrar-se7 Capítulo 7 Festa de noivado8 Capítulo 8 Festa de noivado (Parte 2)9 Capítulo 9 Não engula suas palavras10 Capítulo 10 O casamento11 Capítulo 11 Morar com ele12 Capítulo 12 Novo dia13 Capítulo 13 Nós não somos amigos14 Capítulo 14 Roxo15 Capítulo 15 Senhorita16 Capítulo 16 Ele está com ciúmes17 Capítulo 17 Competição de Dança18 Capítulo 18 Estou alucinando 19 Capítulo 19 Bem feito20 Capítulo 20 Cabeça vazia21 Capítulo 21 É melhor morder a língua do que engolir as palavras22 Capítulo 22 Encontro de almoço23 Capítulo 23 Não estou com ciúmes24 Capítulo 24 Sua ausência25 Capítulo 25 Esposa teimosa26 Capítulo 26 Grande campeão27 Capítulo 27 Rian está desaparecida28 Capítulo 28 O que está acontecendo com ele 29 Capítulo 29 O acidente de Alex30 Capítulo 30 Preciso de sua assinatura31 Capítulo 31 É ele32 Capítulo 32 O tempo33 Capítulo 33 A mãe dela34 Capítulo 34 Desculpe-me35 Capítulo 35 Deixe seu ciúme de lado36 Capítulo 36 Senhora Kelley37 Capítulo 37 Ela é exatamente igual a elas!38 Capítulo 38 Julgamento39 Capítulo 39 É isto que chamamos de amor40 Capítulo 40 Sua esposa é uma mulher forte41 Capítulo 41 Estranho42 Capítulo 42 Confusa43 Capítulo 43 Sem beijo, sem telefone44 Capítulo 44 Layla45 Capítulo 45 Deja Vu46 Capítulo 46 Denial47 Capítulo 47 Ela parecia um quebra-cabeça48 Capítulo 48 Dormir no meu quarto49 Capítulo 49 Cadê meu beijo 50 Capítulo 50 Ele é um bom homem51 Capítulo 51 Urso de pelúcia52 Capítulo 52 Ele está doente53 Capítulo 53 Você pode cantar para mim 54 Capítulo 54 Loja de presentes55 Capítulo 55 Minha esposa56 Capítulo 56 Eu estou me apaixonando por ele57 Capítulo 57 Esta coisa doida chamada amor58 Capítulo 58 Não viva no passado59 Capítulo 59 A sorte não estava do lado dela60 Capítulo 60 O oposto da verdade61 Capítulo 61 Decepcionada62 Capítulo 62 Estou cansada63 Capítulo 63 Pacote64 Capítulo 64 O amor de uma mãe65 Capítulo 65 Não mais marido e mulher66 Capítulo 66 Essa é a sua casa!67 Capítulo 67 Ridículo68 Capítulo 68 Ele ama você, Belle69 Capítulo 69 Desistindo70 Capítulo 70 Tenho uma ideia71 Capítulo 71 Plano de fuga72 Capítulo 72 Seguindo-o em San Diego73 Capítulo 73 Você está bêbada74 Capítulo 74 Eu te amo!75 Capítulo 75 Deixe-me explicar76 Capítulo 76 Apaixonar-se não é um erro77 Capítulo 77 Você está fodido, cara!78 Capítulo 78 Eu estava errado!79 Capítulo 79 Seu pai80 Capítulo 80 Eu amo minha vida!81 Capítulo 81 Ele está doente82 Capítulo 82 Eu estraguei tudo83 Capítulo 83 Pen drive84 Capítulo 84 Eu a amo!85 Capítulo 85 Eu quero conhecer o seu marido86 Capítulo 86 Genro falso87 Capítulo 87 Eu nunca paro de amá-lo88 Capítulo 88 Convidados89 Capítulo 89 Eu não quero ver suas joias!90 Capítulo 90 Eu os farei pagar, amada91 Capítulo 91 Porque eu te amo92 Capítulo 92 Dê uma chance a ele93 Capítulo 93 Interrogatório94 Capítulo 94 As últimas palavras de seu pai95 Capítulo 95 Você pode ser meu Ursinho de Pelúcia de novo 96 Capítulo 96 Nicholas De Lucca97 Capítulo 97 De Luccas98 Capítulo 98 Eu não pedi para você ficar!99 Capítulo 99 Eu vou proteger o que é meu!100 Capítulo 100 Ela está de volta