icon 0
icon Loja
rightIcon
icon História
rightIcon
icon Sair
rightIcon
icon Baixar App
rightIcon
Capítulo 2
Mestre M
Palavras: 1252    |    Lançado em: 21/10/2022

Com crescente curiosidade, Vivian estreitou os olhos. "Maria, quanto deveria ser realmente o seu salário? Não consigo entender por que seu chefe não pôde te pagar o valor integral."

A realidade era que, ela estava se perguntando como Maria conseguia sobreviver naquela cidade tão decadente.

O pai de Vivian era um notório empresário rico na cidade de Sheffield.

Ao mesmo tempo, ela também estava se destacando na sua área de atuação. Além de assinar um contrato com a Yeez Entertainment, ela já havia captado muitos recursos apenas seis meses após sua estreia.

Depois de ter conseguido seu papel em uma série de televisão e em um reality show, ela facilmente recebeu mais de um milhão de dólares.

Por outro lado, Maria trabalhava em uma loja de produtos digitais em uma cidade pequena logo após de se formar no ensino médio, então Vivian estava curiosa em saber quanto ela ganhava com esse tipo de trabalho. Tentando imaginar a realidade que a outra vivia, Vivian suspeitava que o salário de Maria provavelmente não estava nem perto do que ela havia gasto da última em que foi na manicure e pedicure.

"Meu salário aqui não é fixo. Tudo depende da quantidade de pedidos que recebemos na loja. Infelizmente, a loja está enfrentando alguns problemas ultimamente e não está indo muito bem. Neste último mês, a loja faturou apenas alguns pedidos, e meu chefe não estava nem conseguindo pagar as suas obrigações com os fornecedores, então ele foi forçado a me pagar com peças e acessórios de laptop como compensação."

Maria se explicou como se não fosse nada demais. Achando tudo aquilo muito exótico, Vivian riu novamente.

"Você recebe o seu salário com base nos pedidos que recebeu? Até onde eu sei, isso não é o mesmo sistema de trabalhar temporariamente em uma fábrica?"

Depois desse comentário, Vivian permaneceu em silêncio. Ela apenas balançou a cabeça levemente demonstrando a sua indignação e soltou um longo suspiro de pena. Sobre sua perspectiva, o trabalho de Maria não era diferente do que ser uma humilde trabalhadora de produção em uma fábrica.

Nesse exato momento, uma caixa de bate-papo de repente surgiu na tela do computador de Maria.

"Mestre M, por favor, nos informe se você está disponível para realizar este trabalho. Obrigado."

Vendo a mensagem, Maria abriu para analisar a solicitação de pedido. A solicitação dizia: "O site de uma fundação internacional de caridade para crianças carentes foi atacado por hackers. Eles estão solicitando urgentemente que seu firewall seja reforçado."

Então, ela analisou a solicitação com mais atenção e percebeu que o pagamento pelo trabalho era de apenas trezentos mil dólares.

O ID de rede de Maria em sua linha de trabalho era M, mas a equipe se dirigia à garota como Mestre M para demonstrar total respeito a ela. Aparentemente, ela fazia parte de um grupo chamado Céu, uma conhecida organização de hackers. A organização recebia pedidos de trabalhos de diversas empresas de diferentes áreas de atuação, e os encaminhava para os hackers que eram membros, como Maria.

Como o pagamento para esse pedido em particular era de apenas trezentos mil dólares, seria impossível persuadir um hacker de nível divino do Céu a aceitar o trabalho. Na realidade, esse valor mal atingia o pagamento padrão de hackers medianos dentro da organização.

No entanto, esta organização de caridade estava em uma situação delicada. Mesmo o site deles sendo muito seguro e protegido, ainda assim ele foi infiltrado por hackers. Se o cliente quisesse reforçar e atualizar a defesa de seu sistema de uma maneira eficiente e definitiva, ele precisaria de um especialista para executar o trabalho, um com capacidades técnicas mais altas. Claro, os hackers de nível mediano do Céu não estavam capacitados para esse trabalho.

Felizmente, o Céu sabia que entre os poucos hackers de nível divino, apenas o Mestre M aceitaria pedidos com base em seu humor ou ideologia, e não no valor da recompensa.

Se o cliente tivesse sorte o suficiente para ser escolhido, mesmo que ele pudesse pagar apenas trinta mil, o Mestre M poderia considerar aceitar o trabalho.

Tendo isso em mente, a equipe tentou a sorte ao enviar a solicitação para Maria. Enquanto esperava por sua resposta, a equipe não pôde deixar de se sentir extremamente ansiosa.

"Está bem. Peça ao cliente para me enviar o endereço IP e todos os dados relevantes para que eu possa começar. Em breve, terminarei esta atualização de firewall."

Obtendo a resposta afirmativa que tanto esperava, a equipe finalmente conseguiu relaxar um pouco e rapidamente transmitiu a boa notícia para o cliente.

Em pouco tempo, Maria recebeu todos os dados que havia pedido.

Antes de começar, como se fosse um ritual, ela estalou os dedos e começou a digitar o mais leve e preciso possível no teclado de seu laptop. Ela era uma artista, como se fosse uma pianista cujos dedos dançavam harmoniosamente nas teclas. Seus lindos e claros olhos estavam fixos na tela do computador o tempo todo como se ela estivesse hipnotizada por ela.

Seu laptop estava equipado com um teclado extremamente silencioso. Dessa forma, não importava o quão rápido ela digitasse, o teclado não faria nenhum som.

Levou pouco tempo até que Maria escrevesse um conjunto complexo de códigos de programação. Mesmo para quem tinha conhecimento avançado em programação, seus códigos eram tão engenhosos que pareciam obscuros para a maioria das pessoas.

"Está feito."

Maria mandou uma mensagem de texto para a equipe, logo após ter terminado a tarefa.

Geralmente, após a conclusão de um pedido, o cliente verificava a qualidade do trabalho antes de efetuar o pagamento.

Entretanto, quando o cliente soube que era o Mestre M que havia aceitado o trabalho, a organização de caridade transferiu o dinheiro para a conta dela com antecedência, sem precisar verificar o trabalho primeiro.

Em apenas alguns minutos, Maria havia terminado uma tarefa que para ela era considerada simples e tediosa, e em contrapartida havia recebido uma comissão de trezentos mil dólares.

"Excelente! Muito obrigado, Mestre M! Você economizou uma quantidade enorme de fundos para a caridade. Essas crianças que receberão ajuda financeira do nosso cliente com certeza ficarão gratas a você!"

"Não precisa me agradecer. Este é o meu trabalho e além do mais, fui pago por isso. Apesar das nossas peculiaridades, o que fazemos aqui, não passa de um negócio normal."

Assim que Maria enviou a última resposta, ela saiu da caixa de bate-papo e fechou a tela do laptop.

"Ah, você finalmente terminou de jogar?"

Acontece que Vivian ficou observando-a todo esse tempo em que Maria trabalhava. Aparentemente, ela achou que sua nova irmã estava ocupada apenas se entretendo com um jogo bobo de computador. Claro, ela não havia desconfiado de nada.

"Acabou a bateria..." Maria respondeu casualmente, fingindo uma expressão de ingenuidade, como se aquilo ocorresse com frequência.

"Sério? Ha ha!"

Ao ouvir essa resposta, Vivian não pôde deixar de rir muito. Todas as suas suspeitas haviam sido postas de lado.

Agora, a única coisa que ela conseguia fazer era julgar o quão ruim esse laptop era.

Maria estava usando o aparelho eletrônico por menos de trinta minutos, e o laptop já estava sem energia.

Com arrogância, ela estava se vangloriando para si mesma, pensando que aquele aparelho não era nada comparado ao seu laptop. Afinal de contas, Vivian havia acabado de comprar um novo aparelho há três meses que lhe custou uma fortuna. Com sua tecnologia de ponta, ele poderia funcionar por vinte e quatro horas seguidas sem a necessidade de ter que se conectar a uma fonte de energia.

Reclame seu bônus no App

Abrir
1 Capítulo 1 Sendo adotada2 Capítulo 2 Mestre M3 Capítulo 3 Novo lar4 Capítulo 4 Cozinhando macarrão5 Capítulo 5 As mentiras dos mestres6 Capítulo 6 A empregada perversa7 Capítulo 7 Incriminada8 Capítulo 8 O trabalho do mestre9 Capítulo 9 A imitação10 Capítulo 10 Vincent Geoffrey11 Capítulo 11 Anthony12 Capítulo 12 A armadilha13 Capítulo 13 O encontro14 Capítulo 14 Hotel Jade15 Capítulo 15 Você viu tudo16 Capítulo 16 Concordando com o noivado17 Capítulo 17 Yeez Entertainment18 Capítulo 18 Ela é minha irmã mais velha19 Capítulo 19 Mia20 Capítulo 20 Uma fã louca21 Capítulo 21 Um mal-entendido22 Capítulo 22 O diretor-chefe23 Capítulo 23 Na audição24 Capítulo 24 O diretor está muito aborrecido25 Capítulo 25 Audição de Vivian26 Capítulo 26 Por quanto tempo vou ter que te esperar 27 Capítulo 27 A audição de Maria28 Capítulo 28 Ela é a Mia29 Capítulo 29 Ataque de narcolepsia30 Capítulo 30 Christopher Carter31 Capítulo 31 Interrogatório32 Capítulo 32 O pedido de ajuda33 Capítulo 33 Patricia Hughes34 Capítulo 34 Convite para a festa35 Capítulo 35 Habilidade de Patricia36 Capítulo 36 Uma conversa com Maria37 Capítulo 37 Cozinhando para Julie38 Capítulo 38 Você é uma ladra39 Capítulo 39 A verdade e o castigo40 Capítulo 40 Vocês são todos iguais41 Capítulo 41 Um impasse42 Capítulo 42 Cale a boca43 Capítulo 43 Anthony está aqui44 Capítulo 44 A força da personalidade dele45 Capítulo 45 No banquete46 Capítulo 46 Quero ser a melhor amiga da melhor atriz47 Capítulo 47 Uma irmã implacável48 Capítulo 48 Por que você está aqui 49 Capítulo 49 Esqueceu a letra50 Capítulo 50 Tia Patricia é a melhor51 Capítulo 51 Convidou o grande mestre52 Capítulo 52 A idade de Mestre M53 Capítulo 53 O diretor54 Capítulo 54 O novo emprego de Maria55 Capítulo 55 A lista de nomes da equipe56 Capítulo 56 Peço desculpas a todos vocês em nome de minha irmã mais velha57 Capítulo 57 Por favor, perdoem minha irmã mais velha58 Capítulo 58 Por favor, mostre algum respeito ao Jay59 Capítulo 59 A bondosa Vivian60 Capítulo 60 O diretor-chefe interino61 Capítulo 61 Pergunte à senhorita Maria62 Capítulo 62 Assumindo o posto63 Capítulo 63 Vocês estão completamente errados64 Capítulo 64 A diretora interina65 Capítulo 65 Onde estão seus modos 66 Capítulo 66 Ela é apenas uma porta-voz67 Capítulo 67 Demitir a Maria68 Capítulo 68 Hesitação69 Capítulo 69 Eu sou o homem dela70 Capítulo 70 Um fã do trabalho original71 Capítulo 71 O chá72 Capítulo 72 O chá não é tão caro73 Capítulo 73 Grande diretor74 Capítulo 74 Fazendo pose de superior75 Capítulo 75 Eu irei colocar vocês para fora!76 Capítulo 76 Ninguém conhece a Mia melhor do que eu77 Capítulo 77 Você não está qualificado78 Capítulo 78 Dia de visita79 Capítulo 79 O almoço80 Capítulo 80 Maria é a diretora81 Capítulo 81 Ela não deve nada à família Jenkins82 Capítulo 82 Um jantar especial83 Capítulo 83 Mandy Hayes84 Capítulo 84 É muito comum85 Capítulo 85 Invasão do sistema86 Capítulo 86 Foi feito por Mestre M87 Capítulo 87 Ela é Mestre M88 Capítulo 88 Uma estranha89 Capítulo 89 Fã de jogos90 Capítulo 90 O jogador número um de esportes eletrônicos91 Capítulo 91 Ignore-a92 Capítulo 92 Ingressos VIP93 Capítulo 93 Ele era um novato naquela época94 Capítulo 94 Não se gabe disso95 Capítulo 95 Ela tinha ingressos VIPs96 Capítulo 96 Ingressos gratuitos97 Capítulo 97 Uma substituta98 Capítulo 98 Uma tia mal-humorada99 Capítulo 99 Língua afiada e coração mole100 Capítulo 100 A reação da família Jenkins