icon 0
icon Loja
rightIcon
icon História
rightIcon
icon Sair
rightIcon
icon Baixar App
rightIcon
Capítulo 3
Vou te assombrar para sempre
Palavras: 1433    |    Lançado em: 17/03/2022

Por mais que se preocupasse com Rachel, Ivan não se atreveu a falar novamente com Victor.

Rachel não queria morrer.

E usou suas últimas forças para afastar a mão de Victor. Assim que conseguiu recuperar um pouco o fôlego, ela o encarou, e enquanto isso seus olhos foram ficando vermelhos.

"Se eu morrer aqui e agora, então morrerei como sua esposa e ainda um membro dos Sullivans. Quando você morrer, será enterrado do meu lado, e eu vou te assombrar pelo resto da sua pós-vida!"

Rachel teve dificuldade em dizer aquelas palavras, seu rosto estava vermelho devido à asfixia. As forças da mulher para lutar pela sua vida iam se esvaindo pouco a pouco. Ela sentia que estava lentamente perdendo a consciência.

"Quem você pensa que é? Você não merece ser enterrada no mausoléu da minha família." Victor parecia indiferente. "Se você morrer, vou cremar seu corpo e jogar as cinzas em uma lixeira. Uma mulher como você merece passar a eternidade no lixo!"

Rachel, mesmo sem forças começou a rir.

"Por que você está rindo?" Victor perguntou.

"Mesmo que você jogue minhas cinzas em uma lixeira, o fato de que sou sua esposa legal e faço parte de sua árvore genealógica não mudará. Você me detesta, não é? Sinto muito, mas você nunca vai se livrar de mim, mesmo que eu morra!"

Victor a encarou furioso enquanto ele reforçava o aperto, levantando-a no ar. Consequentemente, ela gritou de dor e lágrimas escorreram pelo seu rosto.

Quando ela começou a alucinar com o casal sem vergonha de sua vida anterior, o homem a soltou.

Rachel imediatamente caiu no chão. Ela sentia como se todos os ossos do seu corpo tivessem sido quebrados, e até mesmo o menor movimento a fazia gemer de dor.

"Ahem! Ahem!" Ela tossiu drasticamente e respirou fundo, procurando por ar com muita dificuldade.

Ivan olhou friamente para Rachel e abaixou sua cabeça. "Senhor. Sullivan, é tudo culpa minha. Eu não mandei ela sair a tempo. Por isso estou disposta a sofrer as consequências."

O rosto de Alice estava pálido, o medo corria em suas veias ao presenciar a cena de Victor batendo em Rachel. Ela se ajoelhou e implorou: "Victor, eu... Tudo isso é culpa minha... Eu não consegui checar a mala dela mais rápido. E por isso ela teve a oportunidade de mentir e ganhar tempo."

Rachel podia sentir um aperto doloroso no peito enquanto tossia sem parar.

"Eu não peguei nada seu." Rachel disse com uma voz rouca.

Enquanto isso, o homem pegava alguns lenços umedecidos para limpar a mão que tinha usado para enforcá-la. O nojo era evidente em seu rosto.

"Você não pegou nada? Você comprou todas as suas roupas usando meu dinheiro. Como você ousa dizer que não pegou nada meu?"

Rachel foi incapaz de refutar aquela fala. No dia do casamento de Rachel, Alice queimou todas as roupas que Rachel havia comprado. A mesma disse que suas roupas eram muito vulgares, e Victor provavelmente não gostaria de vê-la com elas.

"Tire as roupas dela e jogue-a fora!" Após esses dizeres, Victor não hesitou em ir embora levando Ivan com ele.

Alice esperou os dois saírem para começar a se dirigir para onde Rachel estava caída. Sua notória gentileza anterior havia desaparecido.

"Rachel, você se casou com Victor e dormiu com ele, mas e daí? No final das contas, ele te expulsou! Você queria que ele se apaixonasse por você, não queria? Isso nunca vai acontecer! Você realmente acha que te pedi para usar maquiagem pesada e engordar porque Victor gosta? Isso é hilário. Eu não consigo acreditar que você realmente caiu nessa. Nenhum homem vai gostar de uma mulher gorda e idiota como você! Eu estava manipulando você. Eu só queria que ele te odiasse ainda mais!"

O rosto de Rachel ficou mais pálido ainda. Quando ela ouviu o que Alice disse, não se incomodou nem em encarar a mulher. Ela foi indiferente às palavras de Alice e não pareceu se importar com a provocação.

Alice cerrou os dentes de raiva ao ser ignorada por aquela mulher. "Por que você está olhando assim para mim?"

"Aff! Você é tão patética." Rachel riu, ignorando a imensa dor que sentia.

Ela tinha certeza de que havia sofrido uma lesão interna. Pois apenas o ato de falar era tão doloroso que ela sentia como se seus órgãos estivessem sendo torcidos.

Mas ela não podia se dar ao luxo de mostrar nenhum sinal de fraqueza. Pois se Alice percebesse, ela iria se divertir ao torturá-la. Aquela mulher era má por natureza.

"O que você disse?" Os olhos de Alice se arregalaram tamanha surpresa. Quando Rachel zombou dela, ela se sentiu provocada.

"Eu disse..." Rachel respirou fundo para aliviar a dor em seu peito e continuar a frase. "Que você está vivendo uma vida miserável e ridícula, e que você é a pessoa mais patética que eu já conheci! Ser chamada de bastarda deve fazer você se sentir inferior, não é? Você sempre tentou ao máximo roubar tudo o que era meu, desde que éramos crianças. E tudo porque eu sou a filha legítima da família Bennet, e você é apenas uma bastarda imunda. Você é sempre desagradável!"

"Vadia! Cala essa boca!" Alice gritou enraivecida. Parecia que Rachel tinha atingido seu ponto fraco.

Rachel sorriu ironicamente e disse: "Nesses últimos dois anos, eu confiei em você, e ainda assim você me enganou e tirou vantagem do meu desejo de chamar a atenção de Victor. Você me fez de boba, e eu acabei fazendo coisas estúpidas na frente dele, fazendo com que ele me odiasse. No começo, ele era indiferente a mim, mas depois começou a me odiar. E agora, ele tem tanto nojo de mim que nem sequer tem vontade de me olhar. Você deve estar orgulhosa dessa conquista, não é?"

Alice cerrou os punhos, encarando Rachel com ódio no coração. "Bem, a culpada é você, que é burra e acreditou no que eu disse."

"Você está certa. Eu realmente fui burra." Rachel admitiu. Ela se sentiu envergonhada pelo que havia feito nos últimos dois anos.

Apesar de ser filha de uma família rica e poderosa, ela viveu sua vida de forma patética. Como ela acabou assim?

"Que bom que você consegue se ver como realmente é." Alice disse, e seu olhar fez parecer que ela tinha finalmente vencido a disputa.

"Eu quase acabei de morrer, e isso foi suficiente para me trazer de volta à realidade. Até porque não sou tão estúpida como você." Rachel tentou se levantar, se apoiando nas mãos, pois queria ter certeza de que não tinha nenhum osso quebrado. No entanto, a dor era tão insuportável que ela acabou caindo mais uma vez.

O suor começou a escorrer pela sua testa enquanto ela gemia de dor e suas mãos estavam sendo pressionadas contra o chão duro. Era possível ver as veias nas costas das mãos dela, pois ela estava reunindo toda a força que tinha para tentar se levantar.

O rosto de Alice se fechou.

"Seu fim está próximo, Rachel. Como você se atreve a falar assim comigo? Não se esqueça, você não é mais a esposa de Victor e, também não faz mais parte da família Sullivan! A avó dele está morta agora, então não tem mais ninguém para te proteger. Se você tem um cérebro nessa sua cabeça oca, você deveria se ajoelhar e me implorar para convencer nosso pai a deixar você voltar para casa!"

Quando Alice mencionou a avó de Victor, um olhar distante surgiu no rosto de Rachel.

Foi a avó de Victor que escolheu Rachel para ser a esposa dele. Mas pouco tempo depois que ela entrou na família Sullivan, ela morreu devido a uma doença. A avó costumava proteger Rachel quando ela ainda estava viva. E durante esse tempo, Rachel viveu uma vida digna na casa da família Sullivan.

"Alice, você acha que poderá se casar com Victor e ficar com parte do Grupo Sullivan após o divórcio?"

Alice levantou a cabeça, orgulhosa ao responder. "Se você conseguiu isso, então eu também vou."

"Você não pode..." Rachel disse em um tom fraco, mas firme. "Por que você está tão confiante de que Victor vai concordar em se casar com você? Só porque ele também é um bastardo? Você acha que é boa o suficiente para ser sua esposa?

Sua mãe é uma amante, uma destruidora de lares! Ao contrário de você, Victor nasceu antes mesmo de seu pai se casar. E a mãe dele nunca fez nada para prejudicar o casamento dele depois!

Você nunca vai ser merecedora de ser a esposa de Victor." Rachel afirmou.

Reclame seu bônus no App

Abrir
1 Capítulo 1 Renascimento e divórcio2 Capítulo 2 Alice enchendo o saco3 Capítulo 3 Vou te assombrar para sempre4 Capítulo 4 Vontade e testamento5 Capítulo 5 De volta à família Bennet6 Capítulo 6 Chamando a polícia7 Capítulo 7 Invasão domiciliar8 Capítulo 8 Rachel é a dona da mansão9 Capítulo 9 O sequestro10 Capítulo 10 Troca de casal11 Capítulo 11 Você vai se arrepender12 Capítulo 12 Ela deve pagar13 Capítulo 13 Os culpados devem se ajoelhar para serem perdoados14 Capítulo 14 Os servos se foram15 Capítulo 15 De uma mulher rica para uma mulher endividada16 Capítulo 16 O colapso do Grupo Bennet17 Capítulo 17 Uma dívida de 9.99 milhões de dólares18 Capítulo 18 Implorou a Victor19 Capítulo 19 A provocação de Alice20 Capítulo 20 O que não te pertence nunca será seu21 Capítulo 21 Proteja a família Bennet e o Grupo Bennet22 Capítulo 22 Emboscada no estacionamento subterrâneo23 Capítulo 23 Uma proposta para comprar o Grupo Bennet24 Capítulo 24 Se eu não fosse uma puta, não teria me casado com você25 Capítulo 25 A condição de Victor26 Capítulo 26 O estranho gerente de projeto27 Capítulo 27 Rei de Copas28 Capítulo 28 Quintin, o subordinado29 Capítulo 29 Eu nunca duvidei de você30 Capítulo 30 Você não pode confiar em mim ao menos uma vez31 Capítulo 31 Proibida a entrada de animais e Rachel32 Capítulo 32 É a sua vez de cumprir sua parte do trato33 Capítulo 33 A entrevista da Zé ruela34 Capítulo 34 Minha misericórdia deu bons frutos - Gabaritando a prova e calando a boca de Alice35 Capítulo 35 Pura sorte36 Capítulo 36 Pague o preço37 Capítulo 37 A decisão cabe a mim38 Capítulo 38 O almoxarifado e o bullying39 Capítulo 39 Constrangimento e preocupação40 Capítulo 40 Abby foi forçada a se ajoelhar e pedir desculpas41 Capítulo 41 Recue e você se encontrará à beira de um precipício42 Capítulo 42 Rachel contra-ataca43 Capítulo 43 O pedido de desculpas44 Capítulo 44 A real intenção de Alice45 Capítulo 45 Rachel, você não é capaz de ficar sozinha46 Capítulo 46 Não te faz de santa47 Capítulo 47 Você está grávida 48 Capítulo 48 Rachel estava doente49 Capítulo 49 Grávida de quatro semanas50 Capítulo 50 A hospitalidade de Rachel51 Capítulo 51 Sabe quem eu vi hoje 52 Capítulo 52 Vou ter o bebê53 Capítulo 53 Eu quero ter este bebê54 Capítulo 54 A demissão de Ivy55 Capítulo 55 Um check-up dois meses mais cedo56 Capítulo 56 A viagem e a festa de aniversário57 Capítulo 57 Quem mais estará na festa 58 Capítulo 58 Você quer que eu o seduza59 Capítulo 59 Sou a ex-mulher de Victor60 Capítulo 60 O homem que desejava ser o próximo companheiro de Rachel61 Capítulo 61 Você me concederia a graça de dançar comigo 62 Capítulo 62 Me provoque e veja se eu não me atreveria63 Capítulo 63 Criancice64 Capítulo 64 O plano de Caroline65 Capítulo 65 Defendendo Abby66 Capítulo 66 Papai está aguardando uma visita minha67 Capítulo 67 Traficantes no quarto 120668 Capítulo 68 Artéria femoral69 Capítulo 69 Carregando um filho70 Capítulo 70 Como você se atreve 71 Capítulo 71 Então ela poderia descer e fazer companhia para o seu bebê72 Capítulo 72 Confinamento no hospital73 Capítulo 73 De volta ao Sue Garden74 Capítulo 74 Só por você, pequenino75 Capítulo 75 Victor decidiu manter o bebê76 Capítulo 76 Você não pode sair se não comer77 Capítulo 77 O acordo78 Capítulo 78 Eu assino, mas tenho três condições79 Capítulo 79 Só pela treta80 Capítulo 80 Uma putinha sem-vergonha que fica se engraçando com o marido das outras81 Capítulo 81 A esposa82 Capítulo 82 Você deveria me agradecer83 Capítulo 83 Reputação manchada84 Capítulo 84 Ele está guardando rancor85 Capítulo 85 A visita de Jack86 Capítulo 86 A dívida87 Capítulo 87 Ajoelhem-se diante do túmulo de minha mãe e implorem por seu perdão88 Capítulo 88 A fofoca das empregadas89 Capítulo 89 A mãe do sucessor do Grupo Sullivan90 Capítulo 90 Lukas deixou Sue Garden91 Capítulo 91 Pega no flagra comendo escondida92 Capítulo 92 A ameaça de Victor93 Capítulo 93 O retorno de Roger94 Capítulo 94 O segredo de Clara95 Capítulo 95 Houve um tempo em que Roger amava Rachel96 Capítulo 96 Ficar doente não faz bem para o bebê97 Capítulo 97 A progênie dos Jimenez98 Capítulo 98 Um homem sangue-frio procurando por alguém na chuva99 Capítulo 99 Calúnia100 Capítulo 100 Roubo no Sue Garden