icon 0
icon Loja
rightIcon
icon História
rightIcon
icon Sair
rightIcon
icon Baixar App
rightIcon
Capítulo 10
Troca de casal
Palavras: 1162    |    Lançado em: 17/03/2022

Rachel foi conduzida a uma sala, onde Eva pediu que ela se sentasse. Então começou a aplicar maquiagem em seu rosto e pentear seu cabelo.

Quando terminou, já eram seis horas da tarde.

Rachel não tinha ideia do que Victor estava planejando. Só o que podia fazer era esperar para ver.

Alguém bateu na porta e Eva foi atender. Rachel estava sentada de costas, porém conseguiu enxergar dois homens se aproximando pelo espelho.

"Está na hora", um deles proferiu bruscamente.

"Só mais alguns minutinhos e ela já estará pronta", Eva assentiu.

Rachel tamborilou os dedos na mesa enquanto Eva fechava a porta e voltava até ela.

"Senhorita Bennet, agora é só trocar de roupa para hoje a noite.

Rachel virou-se para Eva, piscando de espanto. "A mando de quem?"

"Do senhor Sullivan, é claro", Eva respondeu. Em seus lábios havia um sorriso educado, mas estranhamente perturbador.

"Mas por quê?" Rachel queria ao menos uma pista sobre o que a aguardava.

Eva desviou o olhar e fez um gesto amplo. "A equipe aqui respeita a privacidade dos clientes."

Rachel fitou Eva por mais algum tempo, então se ergueu e foi em direção ao provador.

Um único vestido jazia pendurado lá. Os olhos de Rachel escureceram diante daquela visão, sua expressão inescrutável.

Ela ficou lá parada, observando o vestido por alguns instantes.

Agora tudo fazia sentido. Soube naquele instante exatamente o que Victor queria. Aquela roupinha leve bastava como prova.

A voz de Eva irrompeu de trás dela. "Senhor Sullivan me pediu para lhe passar um recado. Ele queria que você soubesse que a firma do seu advogado não tem licença. Ele também queria que eu lhe dissesse que não se importaria de informar as autoridades em seu nome."

O coração de Rachel quase parou.

Ela tinha realmente subestimado Victor. Como é que ele descobriu tantas coisas sobre Andy em tão pouco tempo?

Ele estava claramente a ameaçando. Caso ela não o obedecesse, Andy certamente pagaria o pato.

Sem falar nos problemas com o testamento que Rachel teria. Talvez até acabasse ficando sem herança.

Ou seja, ela estava à mercê de Victor.

Rachel cerrou os dentes enquanto fitava o vestido odioso. Apertando os punhos, ela disse em voz baixa: "Tá bom. Eu coloco o vestido."

"Você tem cinco minutos", Eva a lembrou gentilmente.

-

A noite caiu, e o lado selvagem da cidade começou a despertar.

O Clube Crown era um dos estabelecimentos mais exclusivos, frequentado apenas pela elite.

O edifício tinha 33 andares no total. O saguão ficava no primeiro andar. Os andares superiores abrigavam um café rústico, um restaurante, um aconchegante bar de jazz, uma sala de jogos, um cassino e uma discoteca, todos eles ocupando um andar inteiro. Os andares restantes continham quartos privados, suítes na verdade, reservadas apenas para os clientes mais assíduos.

O local era a personificação da elegância e da extravagância. A maioria dos reles mortais nunca veria o interior daquele lugar, só a fachada.

Em uma sala privada no terceiro andar, um garçom bateu na porta duas vezes antes de entrar cautelosamente carregando uma garrafa de vinho tinto. Ele curvou-se respeitosamente e começou a despejar o líquido vermelho em elegantes taças de cristal.

"Senhor Sullivan, você quebrou as regras. Todos devem ter uma acompanhante, mas você é o único aqui sozinho", disse o homem de meia-idade sentado do outro lado do sofá. Ele tinha o braço em volta da cintura de uma linda garota loira enquanto pegava uma taça de vinho do garçom.

Ele tomou um gole de sua bebida e prosseguiu. "Você está estragando nossa diversão. Se você não é um homem de palavra, talvez isso afete nossos negócios negativamente.

Diante de tais afirmações, Ivan, que estava parado no batente, olhou para cima.

O homem que falava era um renomado empresário, com quem Victor queria trabalhar. Era também o anfitrião da festa.

Fazer negócio com ele seria essencial para o lucro do Grupo Sullivan durante o próximo trimestre. Era um projeto que custaria bilhões de dólares de investimento, então Victor teve que comparecer à festa pessoalmente.

Ivan não desviou o olhar do empresário.

Que arrogante! O Grupo Sullivan estava em busca de investidores, isso era fato, mas a empresa dele não era a única opção disponível.

Ele não tinha o direito de ser tão insolente assim diante de Victor. Se Victor quisesse, com o apoio do Grupo Sullivan, poderia destruí-lo.

Recostado no sofá, Victor permaneceu impassível, ignorando a provocação. Simplesmente tomou um gole de vinho, dando a impressão de estar completamente à vontade.

O rosto do magnata escureceu ao ver que sua instigação não estava surtindo efeito.

Pelo jeito, Victor não o levava a sério!

Ele nunca fora tratado assim antes. As outras empresas sempre imploravam por uma chance de cooperar com ele!

"O que você acha, senhor Sullivan?" O empresário bufou, incapaz de manter seu temperamento por mais tempo.

Victor baixou o copo e olhou para o homem. "Senhor Guzman, você é muito impaciente", ele proferiu.

Trevor Guzman estreitou os olhos, mas permaneceu em silêncio.

Dando uma olhada na mensagem que acabara de receber, Ivan caminhou até Victor e sussurrou em seu ouvido. "Senhora Rachel está pronta."

Algo sinistro brilhou nos olhos de Victor. Ele sorriu e anunciou: "Senhor Guzman, que tal apimentarmos a noite?"

"Apimentar a noite?"

"Sugiro uma troca de casal." Assim que Victor terminou sua frase, a porta se abriu e um garçom entrou, seguido por Rachel.

O garçom fez uma reverência e saiu da sala, fechando a porta atrás de si. Rachel ouvira o que Victor dissera ao entrar.

Trevor virou-se para mirar Rachel e seus olhos se iluminaram.

Mesmo com a luz fraca, a elegância e a pose que emanavam de Rachel eram óbvias. Seu rosto de elfo e a forma como seu vestido envolvia suas curvas, conferiam-lhe uma aura sexy e cheia de classe. Trevor ficou embasbacado.

Trevor a encarava, gradativamente aumentando a intensidade de seu olhar.

"Não vai se apresentar?", Trevor perguntou com a voz rouca e engoliu em seco.

Rachel não conseguiu ocultar o desgosto em seu rosto diante da atenção excessiva de Trevor.

Victor nem se virou para olhar para Rachel. Quando ele viu a expressão de Trevor, ele colocou sua taça sobre a mesa e deu um largo sorriso. "Esta é minha acompanhante para a noite de hoje, senhor Guzman. Que tal aquela proposta então? Que tal mudarmos as regras?"

Trevor sorriu de orelha a orelha e concordou imediatamente. "Sem dúvida! É uma ideia genial! Será divertido! Eu aceito!"

Trevor tinha visto muitas mulheres bonitas em sua vida, mas aquela mulher diante dele era excepcional.

Ao pensar na beleza dela ao seu alcance, ele mal conseguia se controlar.

Trevor empurrou sua própria acompanhante para os braços de Victor sem nem hesitar.

A garota não esperava isso, então cambaleou por vários passos. Não havia saída, ia cair direto no colo de Victor. Pôde apenas olhar impotente.

Quando ela viu o rosto bonito de Victor, porém, ela realmente desejou que ele a pegasse em seus braços fortes.

Reclame seu bônus no App

Abrir
1 Capítulo 1 Renascimento e divórcio2 Capítulo 2 Alice enchendo o saco3 Capítulo 3 Vou te assombrar para sempre4 Capítulo 4 Vontade e testamento5 Capítulo 5 De volta à família Bennet6 Capítulo 6 Chamando a polícia7 Capítulo 7 Invasão domiciliar8 Capítulo 8 Rachel é a dona da mansão9 Capítulo 9 O sequestro10 Capítulo 10 Troca de casal11 Capítulo 11 Você vai se arrepender12 Capítulo 12 Ela deve pagar13 Capítulo 13 Os culpados devem se ajoelhar para serem perdoados14 Capítulo 14 Os servos se foram15 Capítulo 15 De uma mulher rica para uma mulher endividada16 Capítulo 16 O colapso do Grupo Bennet17 Capítulo 17 Uma dívida de 9.99 milhões de dólares18 Capítulo 18 Implorou a Victor19 Capítulo 19 A provocação de Alice20 Capítulo 20 O que não te pertence nunca será seu21 Capítulo 21 Proteja a família Bennet e o Grupo Bennet22 Capítulo 22 Emboscada no estacionamento subterrâneo23 Capítulo 23 Uma proposta para comprar o Grupo Bennet24 Capítulo 24 Se eu não fosse uma puta, não teria me casado com você25 Capítulo 25 A condição de Victor26 Capítulo 26 O estranho gerente de projeto27 Capítulo 27 Rei de Copas28 Capítulo 28 Quintin, o subordinado29 Capítulo 29 Eu nunca duvidei de você30 Capítulo 30 Você não pode confiar em mim ao menos uma vez31 Capítulo 31 Proibida a entrada de animais e Rachel32 Capítulo 32 É a sua vez de cumprir sua parte do trato33 Capítulo 33 A entrevista da Zé ruela34 Capítulo 34 Minha misericórdia deu bons frutos - Gabaritando a prova e calando a boca de Alice35 Capítulo 35 Pura sorte36 Capítulo 36 Pague o preço37 Capítulo 37 A decisão cabe a mim38 Capítulo 38 O almoxarifado e o bullying39 Capítulo 39 Constrangimento e preocupação40 Capítulo 40 Abby foi forçada a se ajoelhar e pedir desculpas41 Capítulo 41 Recue e você se encontrará à beira de um precipício42 Capítulo 42 Rachel contra-ataca43 Capítulo 43 O pedido de desculpas44 Capítulo 44 A real intenção de Alice45 Capítulo 45 Rachel, você não é capaz de ficar sozinha46 Capítulo 46 Não te faz de santa47 Capítulo 47 Você está grávida 48 Capítulo 48 Rachel estava doente49 Capítulo 49 Grávida de quatro semanas50 Capítulo 50 A hospitalidade de Rachel51 Capítulo 51 Sabe quem eu vi hoje 52 Capítulo 52 Vou ter o bebê53 Capítulo 53 Eu quero ter este bebê54 Capítulo 54 A demissão de Ivy55 Capítulo 55 Um check-up dois meses mais cedo56 Capítulo 56 A viagem e a festa de aniversário57 Capítulo 57 Quem mais estará na festa 58 Capítulo 58 Você quer que eu o seduza59 Capítulo 59 Sou a ex-mulher de Victor60 Capítulo 60 O homem que desejava ser o próximo companheiro de Rachel61 Capítulo 61 Você me concederia a graça de dançar comigo 62 Capítulo 62 Me provoque e veja se eu não me atreveria63 Capítulo 63 Criancice64 Capítulo 64 O plano de Caroline65 Capítulo 65 Defendendo Abby66 Capítulo 66 Papai está aguardando uma visita minha67 Capítulo 67 Traficantes no quarto 120668 Capítulo 68 Artéria femoral69 Capítulo 69 Carregando um filho70 Capítulo 70 Como você se atreve 71 Capítulo 71 Então ela poderia descer e fazer companhia para o seu bebê72 Capítulo 72 Confinamento no hospital73 Capítulo 73 De volta ao Sue Garden74 Capítulo 74 Só por você, pequenino75 Capítulo 75 Victor decidiu manter o bebê76 Capítulo 76 Você não pode sair se não comer77 Capítulo 77 O acordo78 Capítulo 78 Eu assino, mas tenho três condições79 Capítulo 79 Só pela treta80 Capítulo 80 Uma putinha sem-vergonha que fica se engraçando com o marido das outras81 Capítulo 81 A esposa82 Capítulo 82 Você deveria me agradecer83 Capítulo 83 Reputação manchada84 Capítulo 84 Ele está guardando rancor85 Capítulo 85 A visita de Jack86 Capítulo 86 A dívida87 Capítulo 87 Ajoelhem-se diante do túmulo de minha mãe e implorem por seu perdão88 Capítulo 88 A fofoca das empregadas89 Capítulo 89 A mãe do sucessor do Grupo Sullivan90 Capítulo 90 Lukas deixou Sue Garden91 Capítulo 91 Pega no flagra comendo escondida92 Capítulo 92 A ameaça de Victor93 Capítulo 93 O retorno de Roger94 Capítulo 94 O segredo de Clara95 Capítulo 95 Houve um tempo em que Roger amava Rachel96 Capítulo 96 Ficar doente não faz bem para o bebê97 Capítulo 97 A progênie dos Jimenez98 Capítulo 98 Um homem sangue-frio procurando por alguém na chuva99 Capítulo 99 Calúnia100 Capítulo 100 Roubo no Sue Garden