icon 0
icon Loja
rightIcon
icon História
rightIcon
icon Sair
rightIcon
icon Baixar App
rightIcon
Apaixonada pelo CEO Frio

Apaixonada pelo CEO Frio

Autor: Alicia
icon
Capítulo 1
Ela era apenas uma substituta
Palavras: 1046    |    Lançado em: 12/08/2022

O céu, naquela noite de outono, estava cheio de nuvens que encobriam quase toda a lua.

No Hotel Vitória de seis estrelas, o mais luxuoso da cidade, as atividades corriam em ritmo acelerado, já que José Fernandes, um empresário mundialmente famoso, o reservara por completo pela noite inteira.

Usando um terno preto e portando um cigarro entre os dedos longos e finos, José se encontrava sentado em um canto da sala ostentosa, criando uma aura misteriosa à sua volta com a fumaça do cigarro.

"Senhor José, nós nos divertimos muito hoje, mas já é tarde", exclamou o homem de pele escura ao lado dele. Sua aparência era comum, com sobrancelhas espessas e olhos grandes.

"Senhor José, pelo que ouvi, a senhorita Carolina é uma pessoa muito sociável, o que explica sua fama entre os homens. Isso faz você se sentir inseguro?", disse outra pessoa.

Da mesma forma que aqueles homens, quase todos desconfiavam desse casamento. No entanto, José estava disposto a se casar com a garota e, portanto, aos demais só restava usar a imaginação e criar fofocas.

O empresário sorveu um gole de sua bebida com muita tranquilidade.

"Crespo Rabelo me deve uma grande quantia em dinheiro. Mesmo assim, ceder sua preciosa filha em casamento não é suficiente para me pagar", disse ele com naturalidade.

"Senhor José, isto quer dizer que Crespo está apenas tentando ganhar tempo? Isso significa que ele considera sua filha muito valiosa", disse o braço direito de José, Júlio Araújo.

José, com a expressão séria de sempre, deu uma tragada no cigarro e disse: "Fique de olho em Crespo Rabelo, mas com cautela. Vou fazer da vida dele um inferno!"

"Senhor José, você vai fazer da vida de sua esposa um inferno a partir desta noite?", perguntou outro homem, com um sorriso malicioso no rosto. "Ou, por acaso, haverá algo especial?" José nunca tivera a oportunidade de conhecer a filha amada da família Rabelo, somente tinha ouvido falar a respeito dela. Na verdade, poucas pessoas tinham conseguido vê-la até então.

"Senhor José, ouvi dizer que ela é linda e sensual. Os homens se sentem atraídos por ela, de maneira natural, porque ela tem uma energia que faz com que todos a desejem."

Os homens que estavam sentados naquele sofá participavam ativamente da conversa, falando sobre a noiva enquanto ela não aparecia.

Por outro lado, a mulher que estava sentada à direita de José tinha uma expressão chateada no rosto. Era evidente que ela odiava a mulher de quem todos falavam.

"Para mim, chega!" Ela exclamou, não conseguindo mais se conter.

"Ah! Parece que a senhorita Ana ficou irritada." Ana havia trabalhado para o empresário a vida inteira, e era mais que evidente, para qualquer pessoa com um pouco de perspicácia, que José tinha um lugar especial no coração daquela mulher.

Claro, os dois eram muito próximos, mas não de forma íntima. Ela não logrou se casar oficialmente com José para se tornar sua esposa, e agora outra mulher, chamada Carolina Rabelo, estava tirando dela, em definitivo, esta possibilidade. Além disso, Ana achava que Carolina nem mesmo merecia se casar com José.

"Você está chateada?", perguntou o homem, enquanto apagava o cigarro e a fitava fixamente, com um sorriso quase imperceptível nos lábios.

"Senhor José!" Ela exclamou, mas não disse nada mais. A mulher sabia perfeitamente qual era seu lugar. Não importava o quão perto estivesse dele, ela deveria simplesmente cumprir suas obrigações e nada além disso.

"Senhor José, você não vai nos apresentar sua esposa?", perguntou um seguidor do empresário. Muitos outros também expressaram o mesmo.

José ergueu o copo com firmeza e bebeu todo o conteúdo de um só gole. Então o colocou na mesa e assentiu com a cabeça em sinal de aprovação.

Por outro lado, Anabela aguardava com ansiedade em uma luxuosa suíte presidencial. Estava usando um vestido de noiva ostentoso, feito sob medida para ela em Paris, e uma maquiagem muito delicada. Era o dia do seu casamento, mas mesmo assim, nenhum membro da família estava presente. Ela simplesmente assinou seu nome em uma folha de papel e, assim, perdeu sua liberdade para sempre.

Ela teve que se casar com o próprio Diabo, chamado José Fernandes, para a salvação de seu pai e para ajudar sua família, convertendo-se assim na substituta de sua irmã.

Ela estava inquieta e apreensiva, sentada em um canto do quarto. Com apenas vinte e dois anos de idade, sua vida estava apenas começando. No entanto, já estava casada com um homem seis anos mais velho do que ela. O luxo e a iluminação da sala não conseguiam apagar o medo que ela sentia.

Ela estava totalmente aterrorizada, mas não tinha opção.

Além disso, estava tonta de fome, pois desde o dia anterior, exceto as garrafas de vinho e copos na mesa, não havia nada no quarto que ela pudesse comer. Jamais tinha bebido uma gota de álcool e sempre fora uma boa aluna.

Ela estava ciente de que desde o momento em que prometeu ser a substituta, tudo em sua vida havia desmoronado. Só podia sonhar que no futuro não se decepcionaria.

Seu estômago não parava de roncar, ela já não conseguia mais esquecer que estava com fome. Seus lábios brilhantes estavam pálidos, e ela os mordia para tentar se estabilizar. Estava esperando por todo esse tempo até o 'diabo' aparecer.

De repente, a porta se abriu, dando lugar a dois estranhos. Os dois homens pareciam rudes e fortes, mas nenhum dos dois era José.

"Senhora Carolina, o senhor José quer vê-la", falou um deles com aspereza, sem demonstrar o menor respeito.

"Onde ele está?" Anabela gaguejou, recuando, tal qual um coelho assustado.

Nenhum dos dois respondeu à sua pergunta e, em vez disso, a agarraram com firmeza e quase a arrastaram para fora do quarto.

Ela resistiu e lutou para se libertar, embora fosse em vão.

"Soltem-me!" Ela gritou, mas antes que pudesse perceber o que estava acontecendo, foi jogada ao chão com força. Apesar do chão estar coberto por tapetes, mesmo assim ela se machucou.

"Carolina, olhe para cima!", José exigiu, em tom firme e sem nenhum traço de emoção.

Carolina! Carolina, sim, era verdade; agora ela era Carolina, não mais Anabela.

No entanto, ela não se atreveu a olhar para cima, pois se alguém a reconhecesse, imediatamente ela morreria.

Reclame seu bônus no App

Abrir
1 Capítulo 1 Ela era apenas uma substituta2 Capítulo 2 Ele odiava sua hipocrisia3 Capítulo 3 Ela não tinha escolha4 Capítulo 4 Comprometida5 Capítulo 5 Prometendo a ele6 Capítulo 6 Dando uma chance7 Capítulo 7 Deixando-o com raiva sem querer8 Capítulo 8 Seu belo rosto é a sua força9 Capítulo 9 Só ela podia ficar com raiva10 Capítulo 10 Ele tinha outra mulher11 Capítulo 11 Provocação descarada12 Capítulo 12 Telmo ainda era o mesmo13 Capítulo 13 Mantendo a dignidade14 Capítulo 14 Tentando compensá-lo a seu modo15 Capítulo 15 Ele é comprometido16 Capítulo 16 Sua liberdade17 Capítulo 17 Ela se curvou mais uma vez18 Capítulo 18 Ele queria conhecê-la melhor19 Capítulo 19 Ele fez o seu melhor esforço para vê-la20 Capítulo 20 Fingindo que nada aconteceu21 Capítulo 21 Pagando o preço22 Capítulo 22 Elas eram pessoas completamente diferentes23 Capítulo 23 Ela é minha esposa24 Capítulo 24 Sua vida pertencia a ele25 Capítulo 25 Não chore mais26 Capítulo 26 Ele era o seu pesadelo27 Capítulo 27 O que mais ela poderia esperar 28 Capítulo 28 Ela não tinha para onde ir29 Capítulo 29 Por favor, preciso de ajuda30 Capítulo 30 Ela estava disposta a fazer isso31 Capítulo 31 Pare de torturá-la32 Capítulo 32 O dever de esposa33 Capítulo 33 Só tenho desprezo34 Capítulo 34 Eu não posso recusar35 Capítulo 35 Perdeu o direito de amá-lo36 Capítulo 36 Tomar essa decisão por Anabela37 Capítulo 37 Não há escapatória38 Capítulo 38 Não quer ter um filho39 Capítulo 39 Passar maus bocados40 Capítulo 40 Legítima noiva41 Capítulo 41 Sentir pena por ela42 Capítulo 42 Ele age conforme seu humor43 Capítulo 43 Se ela não estiver feliz, ele também não44 Capítulo 44 Apaixonar-se por mim será sua ruína45 Capítulo 45 O convite de casamento46 Capítulo 46 Comparecer ao casamento de Telmo47 Capítulo 47 Escondendo-se48 Capítulo 48 No clube49 Capítulo 49 Incapaz de pagar a dívida50 Capítulo 50 Você está com febre 51 Capítulo 51 Não fará uma exceção52 Capítulo 52 Ele não odiava aquela mudança53 Capítulo 53 Como sua verdadeira esposa54 Capítulo 54 Ele nunca permitiria que seus desejos se tornassem realidade55 Capítulo 55 Se esqueça dele56 Capítulo 56 Grávida57 Capítulo 57 Você mentiu58 Capítulo 58 Você está grávida 59 Capítulo 59 Deixe-me ficar com o bebê60 Capítulo 60 Último recurso61 Capítulo 61 Volte para ele62 Capítulo 62 Concordo com o aborto63 Capítulo 63 Ela quer morrer64 Capítulo 64 Ainda estou viva 65 Capítulo 65 Tudo deveria ter acabado66 Capítulo 66 Eu não mereço ser mãe67 Capítulo 67 Morta em vida68 Capítulo 68 Não queria estar ao seu lado69 Capítulo 69 Ficar bêbada para parar de sentir dor70 Capítulo 70 Situações difíceis71 Capítulo 71 Não me interessa nem um pouco72 Capítulo 72 Seu coração frio e adormecido73 Capítulo 73 Desta vez, ela se comportou74 Capítulo 74 A atitude presunçosa de Ana75 Capítulo 75 Tramando alguma coisa76 Capítulo 76 Um copo de leite com pílulas para dormir77 Capítulo 77 Encontrar-se com Luciano por acaso de novo78 Capítulo 78 Esqueceu de sua promessa79 Capítulo 79 Por que você é tão teimosa 80 Capítulo 80 Armação ou mera coincidência 81 Capítulo 81 Confissão de amor82 Capítulo 82 Você é o próprio diabo!83 Capítulo 83 Ferido por Anabela84 Capítulo 84 Não será fácil morrer85 Capítulo 85 Anabela desapareceu86 Capítulo 86 Anabela, como um peão87 Capítulo 87 Outro problema88 Capítulo 88 Será difícil para você sobreviver89 Capítulo 89 Ela não queria ser sua fraqueza90 Capítulo 90 Deus estava brincando com ela 91 Capítulo 91 Ela pagou com a própria vida92 Capítulo 92 É tudo culpa sua!93 Capítulo 93 Você pode seguir sua vida94 Capítulo 94 Longa separação95 Capítulo 95 Ele era inesquecível para ela96 Capítulo 96 Amor incondicional97 Capítulo 97 Não quero vê-lo agora98 Capítulo 98 Sou paciente e posso esperar99 Capítulo 99 É impossível que seja Anabela100 Capítulo 100 Encontro inesperado