icon 0
icon Loja
rightIcon
icon História
rightIcon
icon Sair
rightIcon
icon Baixar App
rightIcon
Capítulo 9
Só ela podia ficar com raiva
Palavras: 1070    |    Lançado em: 12/08/2022

Ao voltar da escola, Anabela entrou na villa cansada e encontrou Maria no corredor. Após cumprimentá-la, foi para seu quarto descansar.

Enquanto isso, em uma luxuosa sala privada do Clube de Entretenimento Glória, José estava acompanhado de Ana. Ela sentou-se ao seu lado como se fossem íntimos.

"Sr. José, você não tem vindo aqui com muita frequência. Não é mesmo?" O Grupo Real era um dos proprietários do Clube de Entretenimento Glória, que era administrado por Ana.

"Sim, a empresa me manteve ocupado", explicou José categoricamente.

"Você não deveria beber tanto, Sr. José.", disse Ana percebendo que o homem estava bebendo muito. "Deixe-me pegar um vinho mais suave para você, ok?" Depois, ela cautelosamente retirou a taça de sua mão.

José colocou os braços em volta dela, impedindo-a de se virar e perguntou: "Você está preocupada comigo?"

"Sim. O álcool vai acabar com seu estômago se beber demais." Disse Ana, inclinando-se para servir uma taça de vinho mais suave e entregando a José. "Você nunca cuida da sua saúde."

"Por que eu faria isso quando você está aqui para cuidar de mim?" "Exatamente!

Quando a linda Ana está aqui, não há nada para se preocupar", concordou Júlio antes de tomar um gole de vinho. Júlio sempre os acompanhava a este lugar.

Ana afastou-se timidamente dos braços de José. Ela sabia que, mesmo José casando-se com a moça da família Rabelo, o relacionamento deles não mudaria.

Justino Cabral serviu-se de outra taça de vinho antes de perguntar: "Chefe, como está a Sra. Carolina? Está tudo bem entre vocês dois? Mas uma coisa é certa, não importa o que a mulher faça, ela nunca será igual a Ana."

"Bem, eu ouvi que ela costumava ir a bares todas as noites, embora naquela noite ela parecesse ser uma mulher bem inocente. Isso é bem curioso", disse Júlio. Ele tinha visto Carolina em casas noturnas inúmeras vezes. Sabia muito bem que aquela mulher gostava de usar muita maquiagem e roupas justas enquanto dançava e dava uns amassos à vista de todos.

Por isso, ele ficou surpreso ao ver Carolina se comportar de maneira completamente diferente naquela noite.

José tragou seu cigarro. Ele não se importava com o tipo de mulher que Carolina fosse, ele estava apenas determinado a humilhá-la. Crespo a colocou em seu caminho para benefício próprio, mas agora, José a usaria como quisesse.

"Você já tinha visto ela antes? Isso significa que vocês dois já ficaram? Você dormiu com ela ou algo assim?", perguntou Justino, provocando Júlio com um sorriso brincalhão.

"Não fale bobagem na frente do Sr. José. Ele pode acabar me matando. Além do mais, isso não é engraçado. Eu nem gosto de mulheres assim!" Todos ficaram em silêncio ao ouvir as palavras de Júlio.

Ana virou-se para José, perguntando-se se ele e Carolina haviam consumado o casamento ou não.

José colocou a taça de vinho em cima da mesa e os encarou. "Por que vocês estão olhando para mim? Eu sou homem. Também tenho desejos." E daí que ele dormiu com ela? Afinal, ela era sua esposa no papel. Embora, ele tenha ficado realmente surpreso quando descobriu que a mulher era virgem.

Carolina tinha realmente muitas artimanhas.

Ana ficou um pouco decepcionada ao ouvir José dizer isso, pois acreditava que José havia se casado com ela apenas para humilhá-la. Ela pensava que ele tornaria sua vida em um inferno.

"Senhor Fernandes, acho que isso deixou Ana triste", disse Júlio, percebendo que o rosto da garota mostrava sua dor.

Ao ouvir isso, Ana piscou, desviando seu olhar e fingindo que não havia nada de errado. Claro, José era livre para ficar com qualquer mulher, já que ele nunca havia prometido nada a ninguém, incluindo ela. Ana foi a única mulher que ficou com ele por muito tempo. No entanto, ela não era a única em sua vida.

Essa moça estupidamente esperava que um dia José seria apenas dela, mas essa era uma esperança perdida.

"Ana, você está com raiva de mim?", perguntou José percebendo que ela havia ficado quieta.

"Não, eu não posso ficar brava com você", disse ela antes de encará-lo e perguntar: "Ela trata você bem?" Ana sempre se preocupara com seu bem-estar, e não acreditava que sua esposa sabia como cuidar dele. E se a mulher fizesse alguma coisa errada e não pudesse cuidar dele apropriadamente?

José a puxou ainda mais perto dele. "É claro que você pode ficar com raiva. Só você tem permissão para isso." 'José tinha acabado de me dar permissão para ficar com raiva dele?', se perguntou Ana. Isso excedeu suas expectativas.

"É sério?", perguntou ela sorrindo e se aproximando mais dele.

"Ah, não! Agora você está duvidando das minhas palavras?", perguntou José, calmamente.

Ele estava sempre calmo e composto.

"Não, de forma alguma. Eu acredito em você", disse Ana inclinando-se para beijá-lo nos lábios. "Você fique aqui esta noite, por favor?"

José não respondeu, em vez disso beijou-a com ainda mais paixão e a abraçou.

Enquanto isso, Anabela estava se sentindo tão fraca que acabou tendo que tomar um remédio que a fez dormir a noite toda. Depois de acordar, ela se sentiu um pouco melhor. Ela se dirigiu para a cozinha onde Maria preparava o café da manhã. "Dona Maria, você precisa de ajuda?"

"Não, obrigada, Sra. Carolina. Você se sente melhor agora? Eu preparei um café da manhã nutritivo para você." Maria costumava pensar que a Sra. Carolina era uma mulher explosiva que só sabia dar ordens, mas depois de conhecê-la melhor percebeu que não era nada disso. Na verdade, ela era uma garota muito boa. Talvez o Sr. José não a conhecesse de verdade.

Anabela percebeu que Maria servia o café da manhã apenas para ela. Então ela perguntou: "José não voltou ontem à noite? Ou talvez ele já tenha tomado café da manhã?"

"Não, o Sr. José não voltou para casa ontem à noite. Na verdade, ele costuma passar as noites fora, você não precisa se preocupar. Pode viver em paz aqui." Maria sabia que a moça temia o Sr. José. Ela sempre se encolhia e o evitava quando ele estava por perto.

Maria decidiu não estender mais a conversa e serviu o café da manhã. Anabela comeu a aveia apressadamente, pois precisava ir para a faculdade.

Ela terminou seu café da manhã alegremente, arrumou os livros e saiu da villa com sua mochila. Mas antes que pudesse chegar ao carro, esbarrou em alguém e tropeçou para trás.

Reclame seu bônus no App

Abrir
1 Capítulo 1 Ela era apenas uma substituta2 Capítulo 2 Ele odiava sua hipocrisia3 Capítulo 3 Ela não tinha escolha4 Capítulo 4 Comprometida5 Capítulo 5 Prometendo a ele6 Capítulo 6 Dando uma chance7 Capítulo 7 Deixando-o com raiva sem querer8 Capítulo 8 Seu belo rosto é a sua força9 Capítulo 9 Só ela podia ficar com raiva10 Capítulo 10 Ele tinha outra mulher11 Capítulo 11 Provocação descarada12 Capítulo 12 Telmo ainda era o mesmo13 Capítulo 13 Mantendo a dignidade14 Capítulo 14 Tentando compensá-lo a seu modo15 Capítulo 15 Ele é comprometido16 Capítulo 16 Sua liberdade17 Capítulo 17 Ela se curvou mais uma vez18 Capítulo 18 Ele queria conhecê-la melhor19 Capítulo 19 Ele fez o seu melhor esforço para vê-la20 Capítulo 20 Fingindo que nada aconteceu21 Capítulo 21 Pagando o preço22 Capítulo 22 Elas eram pessoas completamente diferentes23 Capítulo 23 Ela é minha esposa24 Capítulo 24 Sua vida pertencia a ele25 Capítulo 25 Não chore mais26 Capítulo 26 Ele era o seu pesadelo27 Capítulo 27 O que mais ela poderia esperar 28 Capítulo 28 Ela não tinha para onde ir29 Capítulo 29 Por favor, preciso de ajuda30 Capítulo 30 Ela estava disposta a fazer isso31 Capítulo 31 Pare de torturá-la32 Capítulo 32 O dever de esposa33 Capítulo 33 Só tenho desprezo34 Capítulo 34 Eu não posso recusar35 Capítulo 35 Perdeu o direito de amá-lo36 Capítulo 36 Tomar essa decisão por Anabela37 Capítulo 37 Não há escapatória38 Capítulo 38 Não quer ter um filho39 Capítulo 39 Passar maus bocados40 Capítulo 40 Legítima noiva41 Capítulo 41 Sentir pena por ela42 Capítulo 42 Ele age conforme seu humor43 Capítulo 43 Se ela não estiver feliz, ele também não44 Capítulo 44 Apaixonar-se por mim será sua ruína45 Capítulo 45 O convite de casamento46 Capítulo 46 Comparecer ao casamento de Telmo47 Capítulo 47 Escondendo-se48 Capítulo 48 No clube49 Capítulo 49 Incapaz de pagar a dívida50 Capítulo 50 Você está com febre 51 Capítulo 51 Não fará uma exceção52 Capítulo 52 Ele não odiava aquela mudança53 Capítulo 53 Como sua verdadeira esposa54 Capítulo 54 Ele nunca permitiria que seus desejos se tornassem realidade55 Capítulo 55 Se esqueça dele56 Capítulo 56 Grávida57 Capítulo 57 Você mentiu58 Capítulo 58 Você está grávida 59 Capítulo 59 Deixe-me ficar com o bebê60 Capítulo 60 Último recurso61 Capítulo 61 Volte para ele62 Capítulo 62 Concordo com o aborto63 Capítulo 63 Ela quer morrer64 Capítulo 64 Ainda estou viva 65 Capítulo 65 Tudo deveria ter acabado66 Capítulo 66 Eu não mereço ser mãe67 Capítulo 67 Morta em vida68 Capítulo 68 Não queria estar ao seu lado69 Capítulo 69 Ficar bêbada para parar de sentir dor70 Capítulo 70 Situações difíceis71 Capítulo 71 Não me interessa nem um pouco72 Capítulo 72 Seu coração frio e adormecido73 Capítulo 73 Desta vez, ela se comportou74 Capítulo 74 A atitude presunçosa de Ana75 Capítulo 75 Tramando alguma coisa76 Capítulo 76 Um copo de leite com pílulas para dormir77 Capítulo 77 Encontrar-se com Luciano por acaso de novo78 Capítulo 78 Esqueceu de sua promessa79 Capítulo 79 Por que você é tão teimosa 80 Capítulo 80 Armação ou mera coincidência 81 Capítulo 81 Confissão de amor82 Capítulo 82 Você é o próprio diabo!83 Capítulo 83 Ferido por Anabela84 Capítulo 84 Não será fácil morrer85 Capítulo 85 Anabela desapareceu86 Capítulo 86 Anabela, como um peão87 Capítulo 87 Outro problema88 Capítulo 88 Será difícil para você sobreviver89 Capítulo 89 Ela não queria ser sua fraqueza90 Capítulo 90 Deus estava brincando com ela 91 Capítulo 91 Ela pagou com a própria vida92 Capítulo 92 É tudo culpa sua!93 Capítulo 93 Você pode seguir sua vida94 Capítulo 94 Longa separação95 Capítulo 95 Ele era inesquecível para ela96 Capítulo 96 Amor incondicional97 Capítulo 97 Não quero vê-lo agora98 Capítulo 98 Sou paciente e posso esperar99 Capítulo 99 É impossível que seja Anabela100 Capítulo 100 Encontro inesperado