icon 0
icon Loja
rightIcon
icon História
rightIcon
icon Sair
rightIcon
icon Baixar App
rightIcon
Capítulo 15
Ele é comprometido
Palavras: 1143    |    Lançado em: 12/08/2022

José estava parado na frente da enorme janela com vista para o jardim, com uma mistura de sentimentos em seu coração. O quarto escuro estava apenas iluminado pela brasa de seu cigarro.

Qualquer um que visse seu rosto sombrio agora teria medo de se aproximar.

Sua mente constantemente se voltava para aquela mulher que tornou-se sua esposa. Não havia dúvida que ela era capaz de abalar seu humor. Mas como era possível que afetasse tanto seu coração?

Ele havia ficado furioso quando a viu com outro homem naquela cafeteria, mas não só isso, também percebeu que algo dentro dele havia mudado. O que o surpreendia ainda mais era o fato de Anabela permitir aquele homem tocá-la e acariciar seu cabelo, o jeito como sorria para ele o deixou ainda mais furioso.

O celular de José tocou de repente, tirando-o de seus pensamentos. Ele olhou para o número antes de atender: "Júlio, como está a investigação? Você conseguiu descobrir algo? Me fala."

"Senhor José, o nome do menino é Telmo, ele é o diretor executivo do Grupo Silva", respondeu Júlio do outro lado da linha, sem entender por que José queria investigar aquele homem, já que ele não tinha nenhuma relação comercial com aquela empresa.

"Telmo? diretor executivo do Grupo Silva? É isso mesmo?", perguntou José, cerrando os olhos. 'Então aquele homem era Telmo? Ele era o mesmo homem que a mulher mencionou e de quem sentia tanta falta?', refletiu José.

"Isso mesmo, ele se juntou ao Grupo Silva há três anos. Está noivo de Julia Silva, a filha do dono da empresa, há um ano. E foi promovido ao cargo de diretor executivo há apenas um mês. Além disso, Telmo também é próximo da família Rabelo", continuou Júlio. Júlio investigou tudo o que podia sobre Telmo, e na verdade, não havia sido difícil descobrir todas essas informações.

Talvez a ligação dele com a família Rabelo fosse importante para José, por isso estava tão interessado em investigar sua vida.

José ficou mudo. Então os dois cresceram juntos e foi assim que se apaixonaram. E embora Telmo estivesse noivo da garota da família Silva, ele ainda tinha se encontrado com Carolina. Talvez ele não amasse sua noiva e quisesse sair do Grupo Silva.

"Senhor José? Ainda está aí?", Júlio perguntou do outro lado da linha, quando não ouviu mais a voz do seu chefe.

"Mande todas as informações dele para mim logo pela manhã", ordenou José, ele queria saber tudo sobre aquele homem.

Anabela ainda não havia superado o incidente da noite anterior. Diante do espelho, na manhã seguinte, ela analisou todos os hematomas que o marido havia deixado em seu corpo; e decidiu colocar um vestido de gola alta e um casaco para esconder tudo o que podia.

Maria foi a primeira a vê-la quando deixou seu quarto, e percebeu como a garota estava abatida. De manhã, ao ver a bagunça na sala de jantar, ela conseguiu adivinhar o que havia acontecido na noite anterior.

Maria não havia escutado nada pois a casa dos empregados ficavam a uma certa distância da casa principal. E os criados não podiam entrar durante a noite, a menos que fossem chamados pelo senhor José.

"Senhora Carolina, você está bem?", Maria perguntou, com grande preocupação.

"Sim, estou bem", respondeu Anabela, tentando parecer segura. Ela não podia ficar em seu quarto para sempre, e precisava enfrentar o que havia acontecido.

Maria sabia que a moça não estava bem, e sentiu muita pena ao vê-la tão abatida. "Senhora Carolina, você parece muito cansada, espere um minuto, o café da manhã está quase pronto", disse ela.

"Carolina!", chamou José friamente, parado no último degrau da escada com um robe preto.

Sentada na sala de jantar, Anabela estremeceu ao ouvir seu nome.

"Carolina!", chamou José, mais alto quando não ouviu uma resposta, parecendo ainda mais irritado.

Anabela pulou da cadeira com o susto e virou-se imediatamente. Ao vê-lo, um tremor subiu por todo seu corpo, ela ainda estava com medo dele depois dos acontecimentos da noite anterior. Mas não podia evitá-lo. Nesse caso, dirigiu-se até ele com receio.

"Senhor José", disse ela, com a voz trêmula. Ela descobriu da pior forma que não deveria ofender o homem à sua frente, e que também era inútil tentar explicar a situação. Pois o homem acabaria tirando suas próprias conclusões.

"Você está planejando se encontrar com seu amante hoje de novo? Ontem não foi o suficiente?", perguntou José, analisando as roupas elegantes de sua esposa. Ela usava um vestido de gola alta e um casaco comprido para tentar cobrir as marcas que ele havia deixado intencionalmente nela.

"Não vou sair hoje", respondeu Anabela, sabendo muito bem que José não permitiria que ela saísse. Ela não iria contrariá-lo.

José assentiu e disse: "Muito bem, sirva-me uma xícara de café."

"Sim, senhor", respondeu ela, dirigindo-se imediatamente para a cozinha. Anabela não sabia como ele gostava do seu café, mas Maria a instruiu.

Alguns minutos depois, ela voltou, colocando a xícara de café na frente dele e dando um passo para trás como uma criada, com medo que o homem não aprovasse.

"Carolina, por acaso Crespo ligou para você recentemente?", perguntou José, a encarando. Pelo que José sabia, Crespo amava sua filha mais do que tudo. 'O velho deve ter falado sobre seu plano de fuga com sua filha', pensou.

O corpo de Anabela ficou tenso ao ouvir o nome de Crespo. "Não, ele não me ligou", respondeu ela rapidamente. Na verdade, Crespo nunca ligava para Anabela. Ele nunca se preocuparia com ela como fazia com sua filha biológica.

"Não ligou?", perguntou José novamente, levantando a sobrancelha. "Ele vai me deixar fazer o que eu quiser com você? Se ele ainda não te ligou, significa que não se importa com você, ele não quer nem saber se você está bem. Você quer que eu acredite que Crespo não liga para sua própria filha? Tudo bem, eu posso até acreditar nessa mentira, mas não se esqueça que você foi vendida para mim. E sem a minha permissão, ninguém pode tocá-la ou roubar seu coração. Você entendeu?", disse José.

Anabela cerrou os punhos, mas não disse nada.

"Se você se atrever a sair de novo e encontrar outro homem, quem quer que morra primeiro, Crespo ou Telmo?", ameaçou José. O rosto de Anabela empalideceu quando ouviu a última frase de seu marido.

'Como ele sabia o nome de Telmo? Ele fará com que Telmo perca tudo o que conseguiu conquistar até agora?', pensou ela.

Naquele momento, Júlio entrou com os documentos de Telmo. Ele viu Anabela parada com o rosto completamente pálido. Em seguida, entregou os documentos a José e disse: "Senhor José, aqui estão os documentos que você queria."

José imediatamente pegou o envelope e retirou uma foto de Telmo. "Este homem tem uma noiva, você sabia disso?"

Suas palavras atingiram Anabela como uma bomba, impossibilitando-a de continuar de pé.

Reclame seu bônus no App

Abrir
1 Capítulo 1 Ela era apenas uma substituta2 Capítulo 2 Ele odiava sua hipocrisia3 Capítulo 3 Ela não tinha escolha4 Capítulo 4 Comprometida5 Capítulo 5 Prometendo a ele6 Capítulo 6 Dando uma chance7 Capítulo 7 Deixando-o com raiva sem querer8 Capítulo 8 Seu belo rosto é a sua força9 Capítulo 9 Só ela podia ficar com raiva10 Capítulo 10 Ele tinha outra mulher11 Capítulo 11 Provocação descarada12 Capítulo 12 Telmo ainda era o mesmo13 Capítulo 13 Mantendo a dignidade14 Capítulo 14 Tentando compensá-lo a seu modo15 Capítulo 15 Ele é comprometido16 Capítulo 16 Sua liberdade17 Capítulo 17 Ela se curvou mais uma vez18 Capítulo 18 Ele queria conhecê-la melhor19 Capítulo 19 Ele fez o seu melhor esforço para vê-la20 Capítulo 20 Fingindo que nada aconteceu21 Capítulo 21 Pagando o preço22 Capítulo 22 Elas eram pessoas completamente diferentes23 Capítulo 23 Ela é minha esposa24 Capítulo 24 Sua vida pertencia a ele25 Capítulo 25 Não chore mais26 Capítulo 26 Ele era o seu pesadelo27 Capítulo 27 O que mais ela poderia esperar 28 Capítulo 28 Ela não tinha para onde ir29 Capítulo 29 Por favor, preciso de ajuda30 Capítulo 30 Ela estava disposta a fazer isso31 Capítulo 31 Pare de torturá-la32 Capítulo 32 O dever de esposa33 Capítulo 33 Só tenho desprezo34 Capítulo 34 Eu não posso recusar35 Capítulo 35 Perdeu o direito de amá-lo36 Capítulo 36 Tomar essa decisão por Anabela37 Capítulo 37 Não há escapatória38 Capítulo 38 Não quer ter um filho39 Capítulo 39 Passar maus bocados40 Capítulo 40 Legítima noiva41 Capítulo 41 Sentir pena por ela42 Capítulo 42 Ele age conforme seu humor43 Capítulo 43 Se ela não estiver feliz, ele também não44 Capítulo 44 Apaixonar-se por mim será sua ruína45 Capítulo 45 O convite de casamento46 Capítulo 46 Comparecer ao casamento de Telmo47 Capítulo 47 Escondendo-se48 Capítulo 48 No clube49 Capítulo 49 Incapaz de pagar a dívida50 Capítulo 50 Você está com febre 51 Capítulo 51 Não fará uma exceção52 Capítulo 52 Ele não odiava aquela mudança53 Capítulo 53 Como sua verdadeira esposa54 Capítulo 54 Ele nunca permitiria que seus desejos se tornassem realidade55 Capítulo 55 Se esqueça dele56 Capítulo 56 Grávida57 Capítulo 57 Você mentiu58 Capítulo 58 Você está grávida 59 Capítulo 59 Deixe-me ficar com o bebê60 Capítulo 60 Último recurso61 Capítulo 61 Volte para ele62 Capítulo 62 Concordo com o aborto63 Capítulo 63 Ela quer morrer64 Capítulo 64 Ainda estou viva 65 Capítulo 65 Tudo deveria ter acabado66 Capítulo 66 Eu não mereço ser mãe67 Capítulo 67 Morta em vida68 Capítulo 68 Não queria estar ao seu lado69 Capítulo 69 Ficar bêbada para parar de sentir dor70 Capítulo 70 Situações difíceis71 Capítulo 71 Não me interessa nem um pouco72 Capítulo 72 Seu coração frio e adormecido73 Capítulo 73 Desta vez, ela se comportou74 Capítulo 74 A atitude presunçosa de Ana75 Capítulo 75 Tramando alguma coisa76 Capítulo 76 Um copo de leite com pílulas para dormir77 Capítulo 77 Encontrar-se com Luciano por acaso de novo78 Capítulo 78 Esqueceu de sua promessa79 Capítulo 79 Por que você é tão teimosa 80 Capítulo 80 Armação ou mera coincidência 81 Capítulo 81 Confissão de amor82 Capítulo 82 Você é o próprio diabo!83 Capítulo 83 Ferido por Anabela84 Capítulo 84 Não será fácil morrer85 Capítulo 85 Anabela desapareceu86 Capítulo 86 Anabela, como um peão87 Capítulo 87 Outro problema88 Capítulo 88 Será difícil para você sobreviver89 Capítulo 89 Ela não queria ser sua fraqueza90 Capítulo 90 Deus estava brincando com ela 91 Capítulo 91 Ela pagou com a própria vida92 Capítulo 92 É tudo culpa sua!93 Capítulo 93 Você pode seguir sua vida94 Capítulo 94 Longa separação95 Capítulo 95 Ele era inesquecível para ela96 Capítulo 96 Amor incondicional97 Capítulo 97 Não quero vê-lo agora98 Capítulo 98 Sou paciente e posso esperar99 Capítulo 99 É impossível que seja Anabela100 Capítulo 100 Encontro inesperado